02
jul

Fernandinho, o empresário de Bacabal que faturou R$ 13,3 milhões na prefeitura Satubinha

A empresa “ganhou” licitações de reformas de escolas e hospitais; locação de veículos leves, pesados e máquinas; manutenção preventiva e corretiva da rede de iluminação pública, construção de unidades sanitárias, pavimentação asfáltica e recuperação de estradas vicinais.

Fernando Silva Araújo, o Fernandinho, dono da "milionária" Mix Construtora, Empreendimentos e Locações.

Fernando Silva Araújo, o Fernandinho, dono da “milionária” Mix Construtora, Empreendimentos e Locações.

R$ 13.363.257,90 (treze milhões, trezentos e sessenta e três mil, duzentos e cinquenta e sete reais e noventa centavos), esse é o valor do total de 30 contratos de diversas finalidades que a empresa FS de Araújo, nome fantasia “Mix Construtora, Empreendimentos e Locações”, possui com a prefeitura de Satubinha, sob a gestão da prefeita Dulce Maciel Pinto da Cunha, a Dulcinha.

O Blog do Domingos Costa apurou que na Receita Federal a empresa está registrada na Rua Rui Barbosa 455, Centro, na cidade de Bacabal-MA, em nome de Fernando Silva Araújo, o Fernandinho (foto). O empresário começou “operar” no município satubinhense no terceiro ano da primeira gestão de Dulcinha. E de lá, pra cá, a parceria entre a gestora e a Mix só aumentou.

– Em 2015

O primeiro contrato de Fernandinho na prefeitura administrada pela esposa do “primeiro damo” Adailson Machado, foi para execução de serviços de reformas das unidades escolares do município, no valor de R$ 719.172,86 (setecentos e dezenove mil, cento e setenta e dois reais e oitenta e seis centavos) com recursos do Fundeb; contrato assinado em 16 de julho de 2015.

prefeita Dulce Maciel Pinto da Cunha, a Dulcinha.

Fraude por meio de direcionamento de licitação na gestão Dulcinha está escancarado.

Um mês depois, em 10 de agosto de 2015, usando recursos do Fundo Municipal de Saúde, a prefeita pagou a empresa Mix Construtora mais R$ 448.872,99 (quatrocentos e quarenta e oito mil, oitocentos e setenta e dois reais e noventa nove centavos) com a finalidade de serviços de reforma do Hospital do município.

– Ano de 2016

No ano seguinte, em 11 de janeiro de 2016, a prefeitura selou quatro contratos com as secretarias de Assistência Social, Administração, Saúde e Educação, respectivamente, que juntos somaram nada menos que R$ 1.419.600,00 (um milhão, quatrocentos e dezenove mil e seiscentos reais). A vencedora da licitação foi de novo a empresa de Fernandinho, desta vez, com o objetivo de locação de veículos leves e pesados.

Ainda no mesmo ano, em 20 de junho de 2016, mais um contrato “abocanhado” pela Mix Construtura. Novamente com recursos do Fundeb e a finalidade de reforma de escolas. O valor foi de R$ 1.008.160,16 (um milhão, oito mil, cento e sessenta reais e dezesseis centavos).

– Em 2017

Agora, no segundo mandato da prefeita Dulcinha, a farra de dinheiro público entre a gestão municipal e a empresa de Fernandinho continuou. Em 02 de janeiro de 2017, foram assinados mais quatro contratos, novamente, com a finalidade de aluguel de veículos leves e pesados. O valor foi de R$ 354.900,00 (trezenos e cinquenta e quatro mil e novecentos reais).

No dia 13 de fevereiro de 2017, mais um contrato com finalidade totalmente distinta, desta vez, a licitação no valor de R$ 784.753,64 (setecentos e oitenta e quatro mil, setecentos e cinquenta e três reais e sessenta e quarto centavos) foi para prestação de serviços de manutenção preventiva e corretiva das redes de iluminação pública do município de Satubinha.

Um mês após, exatamente no dia 24 de março de 2017, mais quatro contratos foram assinados com diferentes secretarias municipais no valor de R$ 1.443.600,00 (um milhão, quatrocentos e quarenta e três mil e seiscentos reais) com a finalidade de prestação de serviços de locação de veículos pesados e máquinas.

Ainda no mesmo ano, só que em 13 de novembro de 2017, dois novos contratos foram assinados, com a Mix Construtora, no valor de R$ 865.983,42 (oitocentos e sessenta e cinco mil, novecentos e oitenta e três reais e quarenta e dois centavos) com o objetivo de construção de 74 Sanitárias Domiciliares, a serem implantadas nos povoados Francelina, Fumaça, Tapera, Vila Mão de Ouro e na sede.

– Ano de 2018

A sangria dos cofres públicos não parou. No dia 28 de fevereiro de 2018, uma nova finalidade de contrato, agora, para execução de serviços de recapeamento asfáltico nas ruas do município, no custo de R$ 321.980,95 (trezentos e vinte e um mil, novecentos e oitenta reais e noventa e cinco centavos).

Adiante, no dia 22 de maio de 2018, outros quatro contratos foram assinados entre as partes para aluguel de veículos leves, pesados e máquinas ao valor de R$ 839.800,00 (oitocentos e trinta e nove mil e oitocentos reais).

Em 05 de junho de 2018, a empresa Mix Construtora, Empreendimentos e Locações ganhou outra licitação, desta vez, para reforma e ampliação do Hospital Municipal Antônio da Rocha Martins, no valor de 415.366,81 (quatrocentos e quinze mil, trezentos e sessenta e seus reais e oitenta e um centavos).

– Em 2019

Já em 2019, no dia 10 de maio, com recursos da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba) a empresa de Fernandinho ganhou a maior licitação de uma só vez: R$ 3.897.930,07 (três milhões, oitocentos e noventa e sete reais, oitocentos e noventa e sete mil, novecentos e trinta mil e sete centavos) para execução de serviços de recuperação de estradas vicinais. Esse convênio foi alvo de uma matéria do Blog do Domingos Costa, na qual revelou que a medição da obra foi uma fraude (LEMBRE).

No dia 30 de julho de 2019, outros quatro contratos de prestação de serviços de locação de veículos leves, pesados e máquinas, agora, no custo de R$ 843.157,00 (oitocentos e quarenta e três mil, cento e cinquenta e sete reais).

De forma que a soma de tudo isso é R$ 13,3 milhões…

Nos próximos dias o Blog trará mais detalhes sobre a relação “Dulcinha&Fernandinho”.

Até lá…

ABAIXO A RELAÇÃO DOS CONTRATOS ENTRE A MIX E A PREFEITURA DE SATUBINHA:

blank blank blank

2 Comentários

  1. blank BACABALENSE disse:

    Em bacabal o asfalto dele tem tanto serviço pra fazer, mas tão passando só a capa preta nas ruas. Um tal de MBL Bacabal já apurou que só de tinta de marcar faixa no orçamento, daria uma área equivalente a 10 Maracanãs. Espere pra ver, esse pessoal jajá solta as bombas!

  2. blank José Iran disse:

    Valeu Domingos,só assim o MP se movimenta e,põe essa quadrilha na cadeia.Eita País de ladrões.

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

blank

RÁDIO TIMBIRA

Rádio Timbira Ao Vivo