De acordo com depoimento realizado no início deste ano, o ex-secretário de Segurança Pública do governo Roseana Sarney, direcionou as investigação para livrar que lhe deu “ajuda financeira”.

Aluísio Mendes era o secretário de Segurança Pública do Estado quando Décio foi assassinado.

Um depoimento bombástico prestado no dia 19 de janeiro de 2018, por José Raimundo Sales Chaves Júnior, o Júnior Bolinha, tem ganhado repercussão na imprensa maranhense.

Júnior Bolinha foi chamado pelo Departamento de Combate ao Crime Organizado (DCCO) para ser interrogado no bolo do inquérito que deu origem a reabertura das investigações sobre o assassino do jornalista e blogueiro Décio Sá, ocorrido no ano de 2012. A reabertura do caso é um pedido do Procurador-Geral de Justiça do Estado, Luiz Gonzaga Coelho.

Segundo Bolinha, em certo trecho do depoimento, na época, o então secretário de Segurança Pública, hoje deputado federal Aluísio Mendes (Podemos), recebeu dinheiro do Marcos Regadas para livrar o empresário do Caso Décio.

“[…] ALOISIO recebeu ajuda financeira do empresário da Construção Civil MARCOS REGADAS para sua campanha a deputado. […]”, diz Bolinha.

– Abaixo o depoimento bombástico:

2 Responses so far.

  1. Arnaldo disse:

    E dá pra acreditar no que esse cara fala.

  2. […] O depoimento em duas folhas traz fatos até agora ocultos da sociedade. Na primeira parte, Júnior Bolinha diz que o então secretário de Segurança Pública do Estado, Aluísio Mendes receb… […]