08
set
2020

Welligton tem apenas dois caminhos: Duarte Júnior ou Neto Evangelista; entenda porquê

Declaração de apoio de Wellington poderá definir sua sobrevivência política em 2022...

Declaração de apoio de Wellington poderá definir sua sobrevivência política em 2022…

Após ter a candidatura defenestrada pelo seu próprio partido, o deputado estadual Wellington do Curso, terá de se posicionar na sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior. O apoio do agora ex-pré-candidato a prefeito por São Luís é aguardado pela classe política, pois, pode ser decisivo neste primeiro turno.

Wellington já falou que não apoia o deputado federal Eduardo Braide por entender que ele foi o articulador do plano para impedir sua candidatura pelo PSDB.

Portanto, na visão do Blog do Domingos Costa, resta ao terceiro colocado em todas as pesquisas apenas um caminho: aderir a um projeto político que lhe garanta a sua reeleição na Assembléia ou uma eventual cadeira na Câmara Federal.

Partindo dessa vertente, o dono do Curso Wellington tem apenas duas alternativas do ponto de vista da coerência política. 

O primeiro é apoiar o pré-candidato a prefeito Duarte Júnior, porque o nome do Republicanos ao Palácio de La Ravardière é parte integrante das eleições de 2022, incluso no projeto político do vice-governador Carlos Brandão e do deputado federal Josimar de Maranhãozinho. 

Brandão será o governador do Maranhão durante as eleições de 2022, é portanto, o único que poderá ajudar Wellington a se reeleger. E, nessa mesma visão, Josimar tem gordura de sobra para ceder redutos eleitorais para Wellington.

A segunda opção do “tucano” é apoiar Neto Evangelista e fechar com Weverton Rocha para 2022. Assim como o Republicanos e o PL, o DEM e o PDT são as outras duas siglas que podem abrigar o deputado estadual a continuar vivo na política.

De outro modo, apoiar Rubens Júnior será um tremendo erro político, pois, o pré-candidato é do PCdoB, partido que Wellington é árduo critico na Assembleia Legislativa. De forma que poderia ser um apoio sem nenhum efeito prático nas urnas.

De igual forma, será um desperdício declarar apoio a algum dos nomes do chamado “terceiro escalão”. Nesse grupo estão inclusos, Bira do Pindaré (PSB), Carlos Madeira (Solidariedade), Yglesio Moyses (Pros), Adriano Sarney (PV), Jeisael Marx (Rede), todos esses não têm chances de alcançar o segundo turno dado o fraco desempenho nas pesquisas eleitorais.

Portanto, resta, a W.C decidir quem irá ajudar em 2020 para essa ajuda ser retribuída em 2022…

2 Comentários

  1. Jacir disse:

    Vocês só pensam no lucro, mesmo, né, Seu Domingos????
    Essa turma do 1° escalão só visa isso, mesmo.
    Será que não é mais coerente Wellington se aliar àqueles com propostas que verdadeiramente sérias aos ludovicenses.
    Tomara que a ética e a consciência dele prevaleçam!

  2. blank junior disse:

    Mesmo que esse doidinho venha apoiar algum desses, a maioria dos eleitores que iam votar nele vão votar em Braide, pois esses eleitores não querem essa turma do consorcio no poder.

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo