22
jun
2020

Vidas de mãe e filha mortas no Quintas do Calhau custaram R$ 5 mil reais; Delegada detalha crime e os três envolvidos

Durante entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (22), a delegada Viviane Fontenelle do Departamento de Feminicídio, esclareceu que Graça Maria Pereira de Oliveira, de 57 anos e Talita de Oliveira Friseiro, de 27 anos (mãe e filha) encontradas mortas no dia 7 de junho em um carro no bairro Quintas do Calhau, em São Luís, foram assassinadas a mando do ex-marido Geraldo Abade Souza.

A motivação foi o fato da ex-esposa ter vencido uma disputa judicial e ficado com a posse de uma empresa e um terreno de alto valor que seriam do mandante.  A investigação foi feita pela Polícia Civil, por meio da Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP), 

– R$ 5 mil reais.

A delegada disse que o ex-marido da empresária contratou um homem para matar as duas mulheres por uma quantia de R$ 5 mil reais. O suspeito trabalhava em uma obra ao lado da residência das vítimas e tinha fácil acesso à casa, já que era conhecido da família.

A análise de imagens revelou que o homem saiu da casa das vítimas por volta de meio dia do sábado (6). Na ocasião, ele carregava uma pequena bolsa, uma maleta de ferramentas e um celular.

Depois do crime, o autor vendeu o aparelho celular no bairro da Divinéia, em São Luís. O dispositivo foi rastreado pelo Serviço de Inteligência da Polícia Militar, que conseguiu localizar o vendedor.

– Autor confessou o crime

Durante depoimento, o autor do crime disse que tinha recebido orientações do ex-marido da empresária Graça Maria, para que matasse as vítimas por asfixia. O suspeito teria recebido ainda outras duas opções: colocar os corpos no carro e incendiá-los, ou causar um incêndio na casa depois de ter matado as vítimas. O executor apenas deixou os corpos dentro do carro cobertos por um lençol.

A delegada contou ainda que o autor do duplo feticídio matou primeiro a mãe asfixiada, e logo depois a filha, também por asfixia, além de vários golpes na cabeça.

O autor do crime foi preso no último fim de semana. O ex-marido da empresária foi preso na cidade de Imperatriz, a 626 km de São Luís, e deve ser trazido para a capital para prestar depoimento.

Durante entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (22), a delegada Viviane Fontenelle do Departamento de Feminicídio, esclareceu que Graça Maria Pereira de Oliveira, de 57 anos e Talita de Oliveira Friseiro, de 27 anos (mãe e filha) encontradas mortas no dia 7 de junho em um carro no bairro Quintas do Calhau, em São Luís, foram assassinadas a mando do ex-marido Geraldo Abade Souza.

Geraldo Abade mandou matar sua ex-mulher, Graça Maria e Talita de Oliveira. Ele teve apoio de duas outras pessoas…

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo