15
jul

Vice e o pai são presos acusados de mandar matar prefeito aliado de Josimar Maranhãozinho

Atingido pelas costas, João do Povo foi executado a tiros no dia 24 de dezembro 2019, perto de sua casa.

Josimar lamentou a morte de João do Povo pelas redes sociais, na época do crime.

As investigações sobre a morte de João Gregório Neto, o João do Povo, prefeito do município de Granjeiro, no Ceará, assassinado em dezembro do ano passado, revelaram que Ticiano da Fonseca Félix, vice que assumiu o cargo, articulou junto com seu pai Vicente Félix de Sousa, além de um Policial Militar a execução do crime.

João do Povo era amigo do deputado federal Josimar de Maranhãozinho, na época do crime, o parlamentar maranhense publicou em seu Instagram várias fotos (confira acima) ao lado do prefeito, lamentando a morte do colega.

“Lamentamos profundamente o falecimento de João Gregório Neto, prefeito de Granjeiro, município do Cariri cearense, de quem éramos amigos de longas datas. Sem dúvidas ele deixará em nossas lembranças e na nossa história seu legado político e de vida. Neste momento doloroso, externamos nossos sentimentos e nos solidarizamos com a família do nosso eterno prefeito João Gregório.”, lembrou Josimar.

– Crime e prisão

João Gregório Neto foi morto a tiros enquanto caminhava próximo à parede do Açude Junco na manhã do dia 24 de dezembro de 2019. A vítima foi atingida pelas costas.

As investigações sobre a morte de João Gregório Neto, prefeito do município de Granjeiro, no Ceará, revelaram que a polícia reuniu provas que indicam que o crime teve relação com a desavença política entre a vítima e outros políticos.

Em janeiro deste ano, o atual prefeito de Granjeiro, Ticiano Tomé, e o pai dele, Vicente Félix de Souza, se tornaram suspeitos de envolvimento no crime. Contra Félix, a Justiça determinou que ele utilizasse tornozeleira eletrônica.

Ticiano da Fonseca Félix, vice que assumiu o cargo, articulou junto com seu pai Vicente Félix de Sous

Vicente Felix, pai do vice, e Ticiano Félix foram presos; este último também foi afastado do cargo.

E nesta manhã, a Polícia Civil cumpriu 15 mandados de busca e apreensão e 12 de prisão, sendo 9 preventivas e 3 domiciliares, nas cidades de Fortaleza, Crato, Juazeiro do Norte, Granjeiro e Salgueiro, em Pernambuco.

Dentre os presos estão Ticiano da Fonseca Félix, que também foi afastado do cargo de Prefeito Municipal, e seu pai, Vicente Félix de Sousa, além de um Policial Militar que, segundo as investigações, seria o articulador do crime.

A  “Operação Granjeiro” trabalha com objetivo de investigar o crime de homicídio no qual foi vítima João Gregório Neto, então prefeito da cidade, que leva o mesmo nome da ação policial. A ofensiva conta com mais de 60 Policiais Civis.

Agora, diante do cenário político atual, quem assume o comando da prefeitura do município de Granjeiro é o presidente da Câmara.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

blank

RÁDIO TIMBIRA

Rádio Timbira Ao Vivo