17
nov
2016

Vereador de Ribamar acusa marido da sobrinha-neta de Sarney de matar a própria esposa

Contrariando a polícia, o parlamentar ribamarense foi um dos primeiros a acusar injustamente, e de forma criminosa, o marido da publicitária de ter assassinado a própria companheira. 

20161113_221111-339484

Vereador de Ribamar acusou de forma criminosa o marido da publicitária Mariana de ter assassinado a própria esposa.

Mania louca e delinquente de sair acusando pessoas publicamente sem qualquer comprovação. É dessa forma que pode ser explicada a atitude salafrário do vereador Elias Rebelo Vieira Junior, o Teté (PV), de São José de Ribamar.

Por meio de comentários em redes sociais, o parlamentar que foi humilhado nas urnas e não conseguiu reeleição na cidade balneária (LEMBRE), acusou injustamente o marido da publicitária assassinada no último domingo (13), no nono andar do condomínio Garvey Park, na Avenida São Luís Rei de França, no Turu, em São Luís.

Para Teté Vieira, o TV, foi Marcos Renato – filho do empresário José Renato (Laticínios São José) que matou a própria esposa: “O marido que assassinou. Ele estudou comigo. Doente,” afirmou o vereador para mais de 240 (duzentas e quarenta) pessoas em um grupo de WhatsApp intitulado “Ribamarcity-SJR”, formado por moradores do município, além de jornalistas, radialistas e blogueiros.

O parlamentar também demonstrou tristeza com a tragédia, e disse ser ex-colega de escola da sobrinha-neta do ex-presidente José Sarney: “Minha contemporânea de escola”, disse TV.

De forma leviana, o vereador de Ribamar continua a mostrar familiaridade com o marido no qual acusa: “Ele[o marido] é um doente(…) Já tinha histórico de brigas”, reiterou Teté, alegando ainda que Macos Renato agredia Mariana.

E continuou… “Ela era a mais nova de 3 irmãs, a mais velha estudava com minha irmã e com o irmão dele, a do meio estudava comigo e com ele, e ela era a série antes da nossa.”, garantiu o vereador.

tete

Teté deve, no mínimo, desculpas públicas ao marido e a família da vítima.

A comprovar pelo desfecho do caso, todos sabem que não foi o marido – como acusa Teté – que matou a esposa, mas sim o cunhado.

Portanto, prova-se mais uma vez que a palavra do vereador não vale uma nota de três reais. A bem da verdade, Teté possui sérios problemas de personalidade, que beiram distúrbios doentios – basta comprovar nos links abaixo.

Por fim, já que conhece tanto a família Tete precisa no mínimo, fazer um pedido de desculpas públicas como forma de repeito a dor alheia.

Em tempo, ao contrário do que alega Tete, o réu confesso do assassinato que tem sido destaque na imprensa maranhense e nacional foi o cunhada da vítima, o empresário Lucas Leite Ribeiro Porto, de 37 anos. Que em confissão à polícia, a motivação, segundo Lucas, seria uma atração que possuía por Mariana.

Confira abaixo os print’s da conversa:

0003

0001 0002

LEIA TAMBÉM:

– Teté invade posto e chama enfermeira de “puta, vagabunda e morta de fome”

– B.O detalha agressões de Vereador de São José de Ribamar contra enfermeira

– “Só queria ajudar um mendigo”, diz Teté ao tentar se defender de agressão à enfermeira

– Em nota, Coren-MA diz que vai representar vereador Teté por agressão à enfermeira

– Altamente embriagado, Teté adormece feito donzela após show do Safadão em Barreirinhas

– “Tenho um rol de negócio atrás de mim”, dispara vereador Teté ainda bêbado ao vivo em rádio

– Consultor do vereador Tete é condenado a devolver quase R$ 1 milhão aos cofres públicos

– Título de cidadão ribamarense a diretor do Procon gera dissabor na Câmara de vereadores

– Algumas ponderações ao vereador Teté e a quem mais precisar….

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo