04
abr
2015

AGIOTAGEM: Vereador de Raposa na mira da polícia, também pode ser preso

Vereador Franklin Neto citado pela polícia como braço direito do agiota Gláucio Alencar é um dos investigados no esquema de agiotagem no estado.

hsysksDepois que as investigações sobre a rede de agiotagem no Maranhão foram reabertas e resultaram em duas prisões, nove mandados de condução coercitiva e 38 mandados de busca e apreensão no Estado durante a ‘Operação Imperador’, o vereador de Raposa, Frank Neto(SD) não tem mais dormindo em paz.

O parlamentar sabe que a qualquer momento a polícia baterá sua porta, da mesma forma que bateu na porta da ex-prefeita de Dom Pedro, Arlene Barros Costa, acusada de envolvimento na prática de agiotagem e licitações fraudulentas. A ex-gestora e seu filho, Eduardo DP, conhecido no município por ‘imperador’, estão sendo investigado também por agiotagem, e continuam presos por desvio em recursos públicos.

Envolvimento

A cúpula da Secretaria Estadual de Segurança Pública, juntamente com os delegados da Polícia Civil e os representantes do Ministério Público do Maranhão, já têm conhecimento do envolvimento do parlamentar raposense no esquema de agiotagem.

fsrsj

Flanklin Neto, seria uma pessoa de confiança dos agiotas para intermediar negócios com prefeitura de Paço do Lumiar na gestão da Prefeita Bia Venâncio

Ainda no desdobramento das investigações que apuraram a morte do jornalista Décio Sá, em 2012, escutas telefônicas feitas com autorização da Justiça comprovam que o grupo de agiotas que mantinha ligações com pelo menos 41 prefeituras maranhenses, também possuía laços ‘com o poder”,  e evolvem diretamente o nome do Vereador de Raposa, Frank Neto(SD).

O bando era comandado pelo empresário Gláucio Alencar e o pai dele, José Alencar de Miranda e teria desviado mais de R$ 100 milhões das prefeituras maranhenses, de acordo com as investigações. As fraudes, segundo a Polícia e o Ministério Público, envolveram prefeituras municipais no período de 2009 a 2012. Para financiar suas campanhas, os gestores contraíam empréstimos com a quadrilha, que pegava dinheiro público como pagamento.

Em uma das ligações aparecem o vereador de Raposa, Franklin Neto (SDD), e uma pessoa identificada apenas como Rodrigo.

Flanklin Neto, que aparece na gravação seria uma pessoa de confiança dos agiotas para intermediar negócios com prefeitura de Paço do Lumiar na gestão da Prefeita Bia Venâncio, conforme aponta esse relatório de investigação.

eduardo-dp-arlene-barros-dom-pedro

Ex-prefeita de Dom Pedro, Arlene Barros Costa, e e seu filho, Eduardo DP, o ‘imperador’, foram presos acusados de envolvimento em agiotagem.

Em um processo de 2009, o avô de Flanklin Neto, o advogado maranhense José Flanklin Skeff Seba (vereador de Santa Inês) aparece como defensor em Xinguara, no Pará, do pistoleiro Jhonatan de Sousa Silva, em um caso de homicídio. Johnatan, mais tarde, confessou ter sido contratado pelos agiotas para matar duas pessoas: Décio Sá e o empresário Fábio Brasil, este último em Teresina.

Para a polícia, além de ligações telefônicas, esse seria mais um indício do elo entre o vereador Flanklin Neto e a quadrilha de agiotas.

E não demora muito para o Vereador de Raposa fazer companhia ao seu patrão de agiotagem na cadeia.

É aguardar e conferir…

2 Comentários

  1. blank anderson disse:

    Esse Rodrigo é ligadissimo ao Erlamio Xavier, vice-prefeito de Iguarapé Grande

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo