09
jun
2020

Veja os deputados estaduais “bananeiras” dos últimos 20 anos e quais os favoritos para integrar essa lista em 2022

Para início de conversa, deputado “bananeira” é aquele que só dá uma vez, cortado depois da primeira colheita do fruto. Em termos políticos, significa dizer que é um parlamentar de mandato único, que não consegue se reeleger.

Partindo dessa vertente, dos quase 20 anos nos quais passaram dezenas de deputados estaduais pela Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), o Blog do Domingos Costa fez um recorte desse trecho da história que se refere as últimas cinco eleições e destaca neste post os parlamentares “bananeiras” que passaram e ainda estão atravessando pelo Poder Legislativo Estadual.

O Blog do DC conseguiu identificar pelo menos vinte deputados que seguiram por essa mesma situação. Isso, sem contar a outra meia dúzia – ou mais – dos atuais parlamentares de primeiro mandato no Palácio Manuel Beckman que dificilmente conseguirão renovar o emprego na próxima eleição estadual.

Esse post parte do pleito eleitoral de 2002, ocasião da 15ª Legislatura da Alema e segue até esta 19ª – ainda em vigor – que finaliza em dezembro de 2022. A relação abaixo são de deputados que além de não conseguirem renovar o mandato, também não prosseguiram de forma exitosa na política maranhense. Muitos desses, hoje, amarga o ostracismo político.

Importante esclarecer que a ausência de alguns ex-deputados que tiveram apenas um mandato na Assembleia é porque prosperaram para cargos públicos mais vantajosos, seja de deputado federal ou prefeito de alguma grande cidade maranhense e até mesmo optaram por colocar filhos ou outro familiar na vida pública.

Na eleição de 2002 foram cinco os deputados “bananeiras”, pela ordem das fotos, são: Geovane Castro, Cristina Archer, Deusdete Sampaio, Dr. Elígio,  Manoel Ceará e Pr. Reginaldo Nunes. Esses alcançaram a Assembleia e nunca mais conseguiram achar o caminho de volta.

Em 2006, outros quatro “bananeiras”: Domingos Paz, Graciete Lisboa, João Batista e Penaldo Jorge. Todos também foram apenas de um mandato na AL-MA.

A eleição de 2010 foi a que teve menos “bananeira”, apenas três: Carlinhos Amorim, Jota Pinto e Dr. Pádua.

blank

Mas, no pleito de 2014, a quantidade de deputados de um mandato dobrou, foram seis: Andrea Murad, Souza Neto, Júnior Verde, Sergio Frota, Cabo Campos e Levi Pontes.

blank

Proveniente das urnas de 2018 os favoritos para integrar essa lista de “bananeira” na próxima eleição estadual, são: Yglesio, Rildo Amaral, Ciro Neto, Helena Dualibe, Pastor Cavalcante e Wendel Lages.

blank

3 Comentários

  1. blank eumino ferrer disse:

    eu ate vejo o dep yglesio fazendo alguma coisa.cobrando e articulando soluçoes.o resto voce tem razao,mas faltou um obscuro dep chamado ricardo rios.o que esse senhor ja fez hein?quem é ele?que estatura política ele tem?muito apagado e inútil.

  2. blank RIBAMAR SOUZA disse:

    FALTOU O FUFUCA DANTAS

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo