10
jun
2015

Tubarão espadarte de 5 metros e 500 kg é capturado por pescadores de Raposa

11414569_872052419541595_1649192498_nPescadores da praia do Mangue Seco no município de Raposa capturaram nas primeiras horas desta quarta-feira 10/06, um tubarão da espécie espadarte de mais de cinco metros e pesando mais de 500 kg.  O animal foi pescado na zona costeira do Município de Alcântara após ficar preso à rede de pesca.

Segundo relatos dos pescadores que estavam na embarcação Biana e não quiseram se identificar, eles se surpreenderam com o tamanho do peixe e logo levaram o animal amarrado para a praia, atraindo a atenção de curiosos quando chegou no porto.

A carne do espadarte foi vendida separada das abas e da barbatana dorsal que possui preços bastante diferenciados. O espadarte é um peixe que habita em alto mar ou em zonas costeiras, tanto á superficie da água como no fundo dos oceanos e migra, sendo um peixe solitário e muito agressivo.

Acompanhe outras imagens abaixo:

11355476_872052362874934_1550647291_n (1)

11297852_872052486208255_1668784284_n

45 Comentários

  1. blank Manel Manduca disse:

    Dumingo pra que fizeram um negocio desse? Estão acabando com o meio ambiente.
    O os direitos humanos nessas horas não aparece né?

  2. blank Denio mafra disse:

    Essa não estoria de pescador é fato real

  3. blank Ana Paula Martins disse:

    Olá, Domingos! Gostaria de fazer algumas considerações importantes sobre a matéria acima:

    – O espadarte, peixe cartilaginoso da família Pristidae, na verdade é uma raia e não um tubarão.

    – Não é agressivo e existem pouquíssimos registros de incidentes entre esses animais e seres humanos.

    – Encontra-se em declínio populacional drástico no mundo todo, sendo considerado pela IUCN (International Union for Conservation of Nature) um animal criticamente ameaçado de extinção.

    – A captura desse bicho e o comércio de sua carne, barbatanas e da espada são terminantemente proibidos no Brasil desde 2004 e, de acordo com as normas da CITES (Convention on International Trade in Endangered Species), também no restante do mundo.

    – De acordo com as leis nacionais e internacionais de conservação, a ação desses pescadores foi totalmente irregular e deveria ser fiscalizada pelo IBAMA.

    Ana Paula Barbosa Martins,
    Bióloga e Mestre em Biodiversidade e Conservação

  4. blank Rose castro disse:

    Agressivo são os animais que capturaram o peixe. Pra quê fazer isso, que mal o bicho fez a eles? Pq não desprenderam o peixe da rede e o libertaram?

    Lamentável!!!Bando de vermes!

  5. blank Rose castro disse:

    Grande merda eles fizeram!!

  6. blank Antonio Luis disse:

    Pescadores gananciosos, que só pensaram em ganhar dinheiro, mesmo destruindo a natureza. Imbecis.

  7. blank Alysson disse:

    Fico escutando vocês criticando os pescadores, acham mesmo que eles pegaram o peixe de proposito?
    Tenta entrar no mar e soltar um peixe desse que está eroscado em uma rede.

    Procurem se informar antes de falarem besteira.

    O seu relato está certissimo Ana Paula, a pesca desse tipo de animal é proibida, e eu não tinha visto um desses, principalmente desse tamanho sendo pescado em nosso litoral.

  8. blank Matheus Salazar disse:

    A falta de fiscalização no maranhão acarreta em danos gravíssimos, o espadarte é um tipo de peixe e não tubarão, nome cientifico Xiphias gladius, ele esta em extinção á pesca para consumo é crime ambiental… Isso e triste mais infelizmente essa espécie vai chegar um tempo que não existira.

  9. blank Robert Castelo Branco disse:

    Infelizmente a fiscalização no Brasil é e está mais em extinção que o próprio animal citado . Quanto as leis que eram para guarda a espécie da extinção geralmente no papel é um texto lindíssimo que quando sai do papel , é estas cenas lamentáveis que vemos neste veículo de informação.

  10. blank Eduardo Abreu disse:

    Parabéns a Ana Paula!

    Como sempre, fatos como esse geram polêmica. O espadarte foi muito pescado na costa do MA por anos a fio, especialmente na foz do Mearim, onde era abundante. Para o caso acima, ficam 2 perguntas:
    – A rede estava instalada nos limites permitidos por lei?
    – Por quê os pescadores não arrastaram o peixe até o local próximo mais seguro (praia) e o liberaram? Ele tem grande capacidade de resistência fora d’agua.
    No mínimo, o Ibama deveria abrir processo e ouvir os envolvidos.

    O mundo científico inteiro tentando salvar a espécie e o Maranhão mais uma vez, para variar, dá mal exemplo. Barbárie pura!

  11. blank Logan disse:

    Lamentável! Não precisamos da morte desse animal, ele vive em águas profundas, e as vezes sobe, e infelizmente caí nas redes.

  12. blank paulo humberto disse:

    Criticar os pescadores (artesanais) é muito fácil, mas quantas reuniões o IBAMA, Secretarias de meio ambiente, professores especialistas fizeram com esses pescadores para orientar acerca da preservação dessa ou de qualquer outra espécie ? Se os pescadores achavam que era um tubarão como é poderiam ter conhecimento da condição de espécime em extinção dessa criatura? De uma coisa eu sei esse mês não vai faltar Muqueca de Arraia na Raposa.

  13. blank Adilma Araújo disse:

    Foi em Raposa ou Alcântara??? Independente do lugar, a cena é no mínimo chocante.

  14. blank DIONÉZIO disse:

    Senhores e senhoras, é válido toda essa explicação e também polêmica em torno do fato que eu acredito que os pescadores não tem conhecimentos suficientes para discernir, quando estando em mar que geralmente com muitas maresias e tentando acima de qualquer coisa salvar a própria vida, se este ou aquele peixe deve ou não ser pego. Concordo com os senhores que o meio ambiente deve ser preservado por todos nós sem quaisquer sombras de dúvidas, mas tento também entender a situação em que se encontra o pescador em auto mar, muitas das vezes em alguns casos são pessoas sem o devido esclarecimento técnico científico, para saber desta ou aquela determinação constitucional, e que tudo o que mais quer é chegar em terra firme para o aconchego de sua família e garantir o sustento dos seus com um pouco de tranquilidade. O que gostaria de lembrar aos senhores que A VIDA É O MAIOR BEM TUTELADO PELO ESTADO, e em momento nenhum foi mencionado nada em relação à vida do HUMILDE PESCADOR, e também me reporto ao detalhe do DIREITOS HUMANOS, aí lembro que o cidadão está aprisionado em suas casas sem direito algum, pois vejamos: o que tem sido feito para garantir a existência dos direitos dos cidadãos? Que vivem encurralados por vários desrespeitos à sua existência. Mas fica fácil falar que o humilde pescador desrespeitou o Direito Humano e Ambiental. Por que não fazemos essa reivindicação de Direitos para nós quando cidadãos, que já estamos quase sem direito de andar nas ruas, já não ´podemos mais sentar nas nossas portas no final da tarde´ e muitas outras situações existentes que os senhores tem conhecimentos e que até agora o povo é duramente desrespeitado inclusive O PESCADOR, vamos tentar abrir o leque de nossas visões pois é preciso que seja feito e com urgência.

  15. blank carlos andrade disse:

    todos sabem que essa espécie de tubarão e muito agressiva já ouvir relatos de peixes como esse atacar pescadores em alto mar logico que isso não justifica o ato dos pescadores mas vai ver não deu para solta-lo

  16. blank valdinete ferreira disse:

    Acho que os pescadores agiram de ma fe.eles tinham que ter chamado o ibama que com certeza eles saberia o que fazer ja que o peixe estava vivo.

  17. blank juliana disse:

    uns caras desses precisavam ser presos, matar um animal pre-histórico relíquia da nossa história pra ganhar dinheiro? E o governo não faz nada?! Vao continuar matanto e matando, quando tudo acabar e nao tiver mais nqda pra acabar o ser humano vai se tocar que a gente nao acha comida de dinheiro

  18. blank ubirajara marinho. disse:

    querida Ana paula concordo com quase tudo,porem sou nascido no maranhão e quando jovem muitos relatos da voracidade deste peixe,muitos jovens e pescadores na época foram devorados por esta especie de peixe. obrigado.

  19. blank caio zaniboni disse:

    esse é um peixe-serra, protegido mundialmente e ameaçadissimo de extinçao, acho que os pescadores, justamente por ser essa a profissao deles, se informarem sobre quais peixes eles podem ou nao abater, achei um crime, e deveriam todos serem penalizados de alguma forma, prender nao adianta, tem que conscientizar, logo esses peixes desaparecem do mundo, eai só por fotos e videos mesmo…

  20. blank ana lia disse:

    eu pensei que era um tubarao

  21. blank ana lia disse:

    vou sair este sait eu acho que e

  22. blank Ana Paula Martins disse:

    Excelente, Domingos. Sempre que precisar, estarei à disposição para qualquer esclarecimento.

  23. blank Alan Mauricio disse:

    “O animal ficou preso a rede de pesca”,se foi acidental porque não se identificaram ?

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo