20
abr
2020

Três senadores do Maranhão criticam conduta de Bolsonaro em ato pró-ditadura

Eliziane, Roberto e Weverton náo pouparam criticas a Bolsonaro…

Os Senadores maranhenses Weverton Rocha (PDT), Roberto Rocha (PSDB) e Eliziane Gama usaram suas páginas nas redes sociais para criticar o presidente da República Jair Bolsonaro por participação neste domingo (19) em ato pró-ditadura, sob dois aspectos – manifestação antidemocrática e ato atentatório à saúde pública.

Na linha do que disseram os três senadores, ao comparecer ao movimento contra o Congresso e a favor de uma possível intervenção militar no Brasil, Bolsonaro promoveu verdadeiro desrespeito à Constituição Federal. Em relação à questão sanitária, o Presidente da República ignorou o preocupante risco às políticas públicas de distanciamento social quando deu um péssimo exemplo.

“Hoje, Bolsonaro saiu em carreata, provocando aglomeração. Se mantém em palanque e incita um movimento, que pode ter como consequência a morte de inúmeros brasileiros. Já faz tempo que cruzou a linha da irresponsabilidade e se tornou crime contra a saúde pública”, criticou Weverton.

Por sua vez, a Senadora Eliziane Gama, também no twitter, fez avaliação ainda mais severa. “Atacar instituições, o Congresso, a Justiça e defender ditadura, num momento tão grave, é um ato covarde para tentar golpear nossa democracia. Estamos juntos com os 20 governadores, que em carta defendem o país e a manutenção das instituições democráticas. Em uma manifestação pedindo a volta do AI-5, Bolsonaro radicalizou de vez o discurso. Em cima de uma caminhonete, falou para sua claque de irracionais. Rompe com o povo que democraticamente o elegeu para se comportar como um amotinado. Temos Constituição, sr. presidente.” condena Gama.

Parte integrante da base do presidente no Senado, Roberto Rocha também se pronunciou criticando o presidente. “Entendo que o presidente, pressionado, busque o apoio dos grupos fiéis ao seu Governo. Mas deve buscar, acima de tudo, a união entre todos os brasileiros e não alimentar a imagem de que flerta com a agenda de atrasos institucionais, como prega uma minoria. A liberdade é o nosso maior patrimônio. O seu fiador é a Democracia. Todas as nossas instituições, inclusive a Presidência da República, o Judiciário e o Legislativo, sabem o valor que ambas tem e não irão se curvar ao regurgitar de uma minoria sem expressão”, disse Rocha.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo