04
nov
2020

STF pede explicação a Bolsonaro sobre queixa de calúnia de Flávio Dino

A ação alega que Bolsonaro teria cometido calúnia ao afirmar, em entrevista a uma rádio, que deixou de comparecer a um evento evangélico em Balsas

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello pediu esclarecimentos ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre uma queixa apresentada à Corte pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). A decisão foi assinada em 26 de outubro e publicada ontem.

A ação alega que Bolsonaro teria cometido calúnia ao afirmar, em entrevista a uma rádio, que deixou de comparecer a um evento evangélico em Balsas (MA) porque o governo estadual se recusou a disponibilizar efetivo da Polícia Militar para garantir segurança à comitiva presidencial.

Em seu despacho, o ministro Marco Aurélio notifica o presidente para que “preste esclarecimentos sobre as declarações e comprove o não acolhimento do pedido de disponibilização da Polícia Militar do estado do Maranhão para viabilizar o comparecimento ao evento“. O ministro deu prazo de 15 dias para que Bolsonaro se manifeste.

O governo do Maranhão disse, na ação, que não houve qualquer pedido do governo federal de apoio para a segurança presidencial em Balsas. Além disso, alegou que não havia nem mesmo evento marcado naquela cidade. “Ou seja, não havia evento marcado, não havia pessoas esperando, não houve pedido de apoio do GSI [Gabinete de Segurança Institucional] para o Governo do Maranhão, muito menos negativa por parte do governador Flávio Dino de auxiliar com as forças policiais estaduais a segurança presidencial“, disse o governo maranhense na ação.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo