09
jun

Senador Magno Malta diz que Parada do Orgulho Gay ‘passou dos limites’ em SP

O senador Magno Malta (PR-ES) disse, em discurso ontem segunda-feira (8), que a Marcha do Orgulho Gay, realizada no domingo, em São Paulo, “passou dos limites e semeou a intolerância e o desrespeito à liberdade religiosa”, ferindo princípios constitucionais e o Código Penal.

Magno Malta relatou que participaram da marcha homens nus usando cruzes como tapa-sexo, enquanto um travesti preso a uma cruz, com coroa de espinhos e ensanguentado, fazia numa referência a Jesus. O senador disse que houve também escárnio a imagens de Nossa Senhora.

Diante disso, Magno Malta decidiu pedir ao Ministério Público Federal que entre na Justiça, com uma queixa-crime ou peça a abertura de inquérito contra os organizadores do evento que contou, inclusive, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e da Petrobras.

11401158_922324744477950_219410001924661854_n

Contundente pronunciamento do senador Magno Malta pedindo ao Ministério Público para apurar os crimes cometidos com verba pública na polêmica e escandalosa Parada Gay em São Paulo.

– Esse país é cristão. E agora, aqui, eu falo em nome de milhões de cristãos brasileiros, cristãos católicos, espíritas, evangélicos do país inteiro, cobrando uma posição em nome deles . Há uma revolta generalizada com essa atitude nefasta, inescrupulosa e reprovável.Vocês passaram do limite. Não é assim que se faz – disse o senador.

Magno Malta disse que, nos últimos dias, participou da “Marcha para Jesus” em São Paulo, Rio de Janeiro e Manaus, movimento pacífico e ordeiro em defesa da família tradicional, do Brasil e do fim da corrupção.
– Se, nesses eventos, a bandeira do movimento gay tivesse sido queimada ou se tivesse havido patrocínio da Caixa ou da Petrobras, certamente seria um escândalo – disse o senador.

3 Comentários

  1. Sargento BRITO disse:

    Senador, concordo com suas palavras e indignação, não sou contra os LBTS, mas, eles passaram dos limites. Vivem pregando que querem respeito e nós, também queremos. Como podem exigirem respeito, se não nós respeita. Só quero ver o que o Dep. Jean Wilians tem a dizer sobre esses fatos, ou será, que foi ele que idealizou.

  2. MILTOM disse:

    Não há preconceito nas pessoas que aceitam e toleram a diversidade sexual, de credo e de gênero, mas sim naqueles que forman grupos seletivos e de minorias (seja LGBT o feministas) e que ainda julgam e ofendem o resto da sociedade!

  3. Roberto disse:

    muito bem Sargento Brito, esses bando de salafraios não tem respeito por nada.

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894
Celular: (98) 98160-1081

RÁDIO TIMBIRA

Publicidade