16
set
2015

Secretário Antônio Araújo faz balanço das obras em execução na Capital

11828830_139188336417970_6505007924595846675_n (1)

Antônio Araújo, titular da Semosp.

Blog do John Cutrim – O secretário de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo destacou o alcançe urbanístico e social das obras executadas em São Luís por meio da parceria entre governo do estado e prefeitura.

Para ele, as ações de infraestrutura e mobilidade têm resultados impactantes na melhoria da qualidade de vida das famílias ludovicenses a curto, médio e longo prazo.

De acordo com Araújo, até dezembro, a Prefeitura de São Luís apresenta um volume de investimentos em torno de 140 milhões somente em obras de infraestrutura lançada este ano. Desse total, cerca de 88 milhões são oriundos de financiamento com a Caixa Econômica e 52 milhões são da parceria firmada com o governo do Estado.

“Em asfaltamento, a meta é que até o final do ano sejam implantados 300 quilômetros de pavimentação nova. No que se refere à mobilidade urbana, foram assinadas ordem de serviço para construção das 14 novas vias interbairros, com investimentos da ordem de R$ 32 milhões. Cinco estão em curso: duas na região do Jardim São Cristóvão e São Cristóvão; uma que liga a Estrada da Maioba à Avenida dos Holandeses; uma ligação entre Altos do Calhau e Barramar, para dar mais fluidez e ser alternativa ao tráfego da Holandeses; e a quinta, ligação entre o Vinhais Velho/Recanto dos Vinhais à Avenida Daniel de La Touche”, disse Antônio Araújo.

Acompanhe, abaixo, a íntegra da entrevista.

Urbanização e alcance social

Quando você leva urbanização a um bairro você está levando saúde, educação, mobilidade, inclusão social, o acesso à moradia. Temos ouvido muitos depoimentos de famílias que para levar seus filhos na escola tinha que tirar o calçado da criança para chegar limpo na escola. Quando a gente leva a pavimentação asfáltica e a criança poder chegar em casa todo limpo, então esse trabalho de urbanização não é apenas simplesmente aplicar a camada asfáltica. Essa parceria entre Governo do Estado e Prefeitura de São Luís está rompendo essa barreira, o Pontal da Ilha é um dos exemplos mais clássicos disso. Lá, era muito mato, para ir à escola era uma dificuldade, agora a ambulância vai poder chegar, a polícia vai poder fazer o seu trabalho, as vias passam a ser um espaço de lazer, passando a ser um espaço de integração e socialização. Esse é o conceito mais completo de espaço urbano. No momento que você leva urbanismo a essas áreas, os moradores das regiões passam a colocar as suas cadeiras nas portas, passam a socializar mais, gera para eles um espaço onde até antes eram excluídos.

Resultados concretos

Todo esse trabalho é uma forma de diminuir o índice de criminalidade, diminuir altas taxas de doenças, melhorar a educação, elevar a alto estima. Tinham muitas placas de vendas nessas regiões que nós entramos e essas placas começaram a sumir naturalmente. Outro fator é que além disso, agrega valor à região. Olha o processo em cadeia de alcance social de urbanização dessas áreas.

Durabilidade e vida últil

Essas obras que estão aí na cidade de infraestrutura são fundamentais para que chegue no futuro com vida útil. Não podemos simplesmente chegar e fazer vias sem infraestrutura. Nesse planejamento de curto, médio e longo prazo é fundamental que se faça a infraestrutura urbana, porque se não fizer no momento de executar fica muito mais caro para o poder público. Na região do São Raimundo já há projeto de mobilidade para integrar aquela região com a área Itaqui-Bacanga. Há um planejamento de fazer essa integração. Um exemplo são essas avenidas interbairros que estão sendo construídas visando o futuro da cidade. Não adianta fazer obras grandes de cem milhões se você não esgotou todas as possibilidades de fazer integração dos bairros. Digo mais, no momento que você faz essas obras de integração você vai gerar na região comércio, o poder público está incentivando que aquela área que até então era abandonada passe a ser comercial. A repercussão disso é geração de emprego, renda, um incentivo à economia e em todo o entorno dessas interbairros elas vão valorizar os imóveis. Daqui a dez anos, quando voltarmos, por exemplo, nessa interbairro que liga Maioba até a Holandeses ela vai ter um outro cenário urbano que já iniciamos, o cenário da evolução econômica. Devemos iniciar ainda esse mês de setembro a interbairro do Vinhais Velho/Recanto dos Vinhais e a Avenida Daniel de La Touche, são obras, portanto, que vão impactar significamente a vida das pessoas. Outro lugar é a construção da ponte do Pai Inácio, era um lugar ermo e daqui a algum tempo vai ser um lugar de desenvolvimento urbano em potencial.

Planejamento e meta

Temos uma meta de trabalho. No quesito pavimentação nossa meta é 300 km de asfalto num investimento de mais de 100 milhões no âmbito da parceria governo do estado e prefeitura. Até o final de 2016 serão mais de 50 bairros asfaltados. Em drenagem a nossa meta é acabar com alagamentos históricos. A rua Militar, na Santa Bárbara, nós vamos resolver. Vamos eliminar também o alagamento da São Jerônimo, vamos entrar lá em definitivo. Na Vila Sapinho, na Cidade Olímpica estamos fazendo uma extensão de drenagem muito grande com tubulação. Também estamos resolvendo na 31 de dezembro, na Foquilha, 1.200 m de drenagem profunda.

1 Comentário

  1. CELIO disse:

    ESSE SANTO QUER REZA,ELE E MAIS UM QUE ESTA USANDO A MAQUINA PUBLICA PRA SAIR CANDIDATO,EU JA VI ESTE FILME,SERVIDOR PUBLICO NAO FAZ NADA DE GRAÇA PRA NINGUEM

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo