10
fev
2014

Sadismo puro: “Eu vou atirar na sua bunda, nojento” disse em meio a risos homem da Força Nacional a presos nus em Pedrinhas

Vídeo obtido pela reportagem da Folha revela a ação de policiais militares diante de um grupo de presos despidos e encurralados.

Vídeo obtido pela reportagem da Folha revela a ação de policiais militares diante de um grupo de presos despidos e encurralados.

O Blog do Domingos Costa publicou no dia 16 de janeiro a matéria – PEDRINHAS! “Essas fotos provam que meus filhos estão sendo torturados” Denuncia mãe de detentos.

E ontem o Folha de São Paulo comprovou na reportagem: “Vídeo mostra agressão de homens da Força Nacional a detentos em Pedrinhas“. Veja abaixo:

“Eu vou atirar na sua bunda, nojento”. A ameaça, em meio a risos, é dirigida a um amontoado de homens nus. Com as mãos na cabeça, um usa o corpo do outro como escudo contra um possível ataque. E ele acontece.

Um disparo que parece ser de bala de borracha é feito em direção ao grupo rendido. O barulho faz com que os homens pulem.

O cenário da ação é Pedrinhas, complexo penitenciário do Maranhão onde 63 detentos morreram desde 2013, alguns deles decapitados.

O vídeo, de 36 minutos, ao qual a reportagem teve acesso, revela a ação de policiais militares diante de um grupo de presos despidos e encurralados em uma área do complexo penitenciário.

Eles se aglomeram em um dos pavilhões da central de custódia de Pedrinhas, em rebelião de 17 de janeiro.

Exatamente um mês antes, os presos eram os protagonistas de outro vídeo, também revelado pela Folha.

Detentos filmaram três rivais minutos após suas decapitações. Eles se divertiam enquanto exibiam os corpos.

Nas imagens gravadas em janeiro, homens da Força Nacional de Segurança Pública, ligada ao Ministério da Justiça, tentam conter um motim, observados por policiais militares maranhenses.

Gritos e barulho de disparos dominam a maior parte do vídeo. Os integrantes da Força Nacional tentam convencer detentos de duas celas a saírem do local pelados, com as mãos na cabeça.

Uma fumaça, que pode ser do gás lacrimogêneo, toma conta do espaço. O incômodo é grande -o vídeo mostra PMs se afastando, esfregando os olhos com força.

Encurralados

Depois de 30 minutos de negociação, os detentos deixam as celas ainda vestidos, mas com as mãos erguidas. Estão encurralados, de um lado da grade pela Força Nacional e de outro, pela Polícia Militar do Maranhão.

Nos últimos seis minutos da gravação, os presos são obrigados a tirar toda a roupa e a jogá-la no chão, e viram-se contra a parede.

Nesse momento um policial dispara em direção do canto onde estão amontoados os detentos nus.

‘Há uma série de etapas que devem ser cumpridas [pela polícia] até chegar à força letal. Como trabalhar o uso da força é um dos grandes desafios da polícia’, afirma o advogado Theodomiro Dias Neto, professor da FGV (Fundação Getúlio Vargas) e membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

‘A questão da bala de borracha, porém, é absolutamente indesculpável, porque já estavam rendidos. Foi sadismo puro’.

Direitos Humanos

Joisiane Gamba, advogada da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, classificou como incorreta a conduta dos policiais militares. A entidade pretende enviar cópia do vídeo denunciando o caso à Comissão Interamericana de Direitos Humanos.

‘O vídeo é uma prova de que os problemas em Pedrinhas não acabaram com a chegada da polícia e da Força Nacional’, disse Gamba.

A PM cuida da segurança do complexo desde dezembro, dois meses após a chegada da Força Nacional de Segurança Pública ao Estado.

O governo do Maranhão e o Ministério da Justiça informaram que só se pronunciarão depois de verem as imagens gravadas.

O ministério afirmou ainda que a Força Nacional atua ‘com foco na preservação da vida’ e conforme os preceitos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

10 Comentários

  1. Everton disse:

    convido um de vcs a ficarem um dia de rebelião ou sentir a sensação de que só tinha uma grade para eles tomarem um pátio do complexos e invadirem o local. Na verdade vcs não sabem que esses bandidos podem fazer. Tinha a determinação de q eles tinham que colo
    car a mão na cabeça e não queriam colocar. vcs são umas graças. Tem que ter a real situação do q acontecer antes de fazer essa palhaçada de reportagem. Brincadeira.

  2. blank betinho lima disse:

    queridos eu ate acredito que certas determinações tem que serem compridas para conter a ordem, mais eu acredito que não estamos mais na era do carandiru aonde presos são obrigados a passarem por barbarie deste tipo que vimos aqui neste video, outras formas de abordagem deve ser feita para conter violencia, porque com isto so se agrava mais o caso, não se resolve nada ……….. violencia gera violencia.. apartir do momento que presos se verem acuados eles so se rebelam mais e ai a catastrofe e inevitavel.. creio eu que o caminho não e por ai…

  3. blank Clodoaldo Gomes disse:

    Não justifica essa atuação da polícia, o estado, representado pela polícia, não deve, ou pelo menos não deveria, atuar da forma que atuou no vídeo acima. Não devemos pensar que é normal a polícia atuar com brutalidade, atirar balas de borracha empessoas totalmente rendidas. Isso não é incomum, muito pelo contrário é muito comum a polícia e os agentes penitenciários agirem dessa forma! Ouvi um relato há poucos dias de um detento que a polícia passa quando eles estão dormindo atiram bala de borracha, e saem rindo!

  4. blank Clodoaldo Gomes disse:

    Mudando de contexto, mas não do assunto polícia, hoje estava na delegacia especial da Raposa, e presenciei uma mulher tentando registrar um B.O, ela disse para todos que estavam lá, que ontem policiais do choque invadiram sua casa, levaram o dinheiro do seguro da pesca que há poucos dias tinha recebido e dois celulares. Ela também disse que os policiais estavam sem as targetas de identificação e não a deixaram sair de dentro de casa para ver o nº da viatura, mas que viu que era a viatura do choque. Sinistro!!

  5. blank Clodoaldo Gomes disse:

    Já disse outras vezes! Não sou contra a polícia, muito pelo contrário é uma instituição que deve ser reconhecida e respeitada, agora sou totalmente contra essas atitudes, polícia não deve agir como bandidos, deve agir sempre dentro da legalidade!1

  6. blank gleidson disse:

    Blogueirinho de merda

    • blank flaviana disse:

      Se eles não quisecem passar por isso não teriam cometido crimes… Me poupe de vcs ai defendendo bandido. Até um matar o pai, a mãe, ou o filho de vcs. Francamente! Esses caras tiram a paz da gente!

    • blank flaviana disse:

      Se eles não quizessem passar por isso não teriam cometido crimes… Me poupe de vcs ai defendendo bandido. Até um matar o pai, a mãe, ou o filho de vcs. Francamente! Esses caras tiram a paz da gente!

  7. blank caio disse:

    ISSO É UMA BONECA!1!!!

  8. blank teste disse:

    tem quer mata essas porras se estao presos boas pessoas nao sao… esses vagabundos invade nossa casa, humilha agnte e tao vivos ainda dando prejuizo com alimentacao e outras cpoisa q poderia ser investidos na educacao e saude

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

 

RÁDIO TIMBIRA

Rádio Timbira Ao Vivo