21
jan
2020

Roberto Rocha: Uma vez traidor, sempre traidor…

Roberto Rocha e a traição andam juntos...

Roberto Rocha e a traição andam juntos…

O senador Roberto Rocha, presidente do PSDB no Maranhão, convive com um fado – aquilo que acontece independentemente da sua própria vontade humana: a traição.

Sem levar em consideração fatos da década passada, o Blog do Domingos Costa faz um recorte apenas das últimas duas eleições no Maranhão para reafirmar o que os maranhenses já sabem, o tucano paga com traição a quem sempre lhe deu mão, como canta Beth Carvalho na canção “Vou Festejar”.

Em 2014, Roberto Rocha filiado ao PSB foi eleito Senador da República graças ao apoio do governador Flávio Dino, sem o comunista não haveria nenhuma possibilidade do ex-socialista ter saído das urnas à frente do ex-sarneysista e emedebista Gastão Veira, seu principal concorrente à época.

Já eleito e, ambicioso que é, Rocha – que enxerga longe na política – tratou de criar animosidade com o governador e romper apenas um ano após o primeiro do governo Flávio Dino. A estratégia na ruptura com o governador era a eleição municipal que se aproximava, pois, queria a todo custo eleger o filho vice-prefeito de São Luís.

Após o rompimento oficializado com Dino, Rocha conseguiu emplacar Júnior na chapa de Wellington do Curso, então filiado ao PP. Entretanto, as urnas deram a devida a resposta à traição do senador e recusaram o seu filho como vice-prefeito da capital.

Depois que saiu do PSB e filiou no PSDB, no ano de 2017, Roberto Rocha convenceu o deputado estadual Wellington do Curso a ingressar no ninho tucano, o parlamentar, então, aceitou sob a condição que caso reeleito para a Assembleia Legislativa, seria novamente candidato a prefeito de São Luís.

Roberto, então, aceitou a condição de Wellington e o acordo foi firmado.

Acontece que, agora, Roberto assim como traiu Dino, já anunciou que também trairá Wellington, dado que pretende novamente emplacar o filho como vice-prefeito, desta vez, do favorito Eduardo Braide (Podemos).

O senador sabe que as chances de Braide vencer são gigantes e não quer perder essa oportunidade que mais parece ser um “cavalo selado” passando a sua porta.

Os sinais da traição a Wellington vieram este final de semana, quando Roberto Rocha disse em entrevista ao Jornal O Estado do Maranhão que irá caminhar com Eduardo Braide, mesmo o PSDB possuindo a pré-candidatura de Wellington. Pelo que disse Rocha, o foco é vencer no primeiro turno com Eduardo – opositor de Dino.

Para alguns, a traição de R.R a Wellington é surpresa, mas para quem o conhece de outros “carnavais” tudo era questão de tempo, afinal, uma vez traidor, sempre traidor…

3 Comentários

  1. junior disse:

    Politica não é brincadeira e dela depende o futuro dos municipios, Wellington não tem a minima possibilidade de vencer, então porque apoia-lo, a oposição tem que se unir e apoiar Braide para a vitoria ser no 1º turno e tirar essa turma que está no poder ha muito tempo.

  2. blank Luiz disse:

    Domingos. Fado é um gênero musical. Acho que você quis dizer fardo

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

 

RÁDIO TIMBIRA

Rádio Timbira Ao Vivo