24
ago
2016

Raimundo Filho informa à Justiça Eleitoral não ter “um tostão furado”

ramundoCandidato a prefeito pelo Partido dos Trabalhadores (PT) em Paço do Lumiar, Raimundo Filho informou a Justiça Eleitoral no ato de registro de candidatura não possuir nenhum tipo de bem material e nem mesmo uma reserva financeira em conta bancária ou aplicações.

A informação pode ser comprovada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no link que dispõe sobre a Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais.

A relação de bens é obrigatória pela legislação eleitoral e é baseada nos dados informados pelo candidato à Receita Federal na Declaração do Imposto de Renda.

O valor zerado em bens declarados é logo de cara uma tremenda mentira à população luminense. Ora, como um ex-prefeito de uma cidade de mais de 100 mil habitantes não possui sequer um veículo, uma casa e/ou qualquer propriedade?

Apesar da ausência de respaldo financeiro, o petista informou uma previsão de gastos com o pleito eleitoral de R$ R$ 528.060,07 (quinhentos e vinte e oito mil, sessenta reais e sete centavos).

Embora seja um item obrigatório para o registro de candidatura, as informações prestadas pelos candidatos nem sempre são verídicas. Os candidatos não tem a obrigação de apresentarem a declaração de bens com valores atuais.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

Publicidade