30
out
2020

Presidente do PCdoB no Maranhão, deputado Márcio Jerry protocola representação contra Bolsonaro no MPF

Jerry acrescentou que o presidente fez referência a partidos de esquerda ao declarar que “a nossa bandeira jamais será turvada de vermelho”

O presidente do PCdoB Maranhão e vice-líder do PCdoB na Câmara, o deputado federal Márcio Jerry, apresentou na quinta-feira (29) uma representação por prática de improbidade administrativa contra Jair Bolsonaro (sem partido), após visita oficial do presidente ao estado. O documento foi protocolado eletronicamente na manhã desta sexta-feira (30), no Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão.

No texto, o parlamentar argumenta que Bolsonaro utilizou recursos públicos para atender interesses particulares de cunho político-eleitoral, infringindo a Constituição e a Lei nº 8.429/92. Relata, ainda, que o presidente utilizou da estrutura do evento para promover proselitismo político contra adversários, usando expressões como “se Deus quiser, brevemente estaremos para comemorar a erradicação do comunismo em nosso Brasil” e “querem roubar seu dinheiro e sua liberdade” em seu discurso à população.

Jerry acrescentou que o presidente fez referência a partidos de esquerda ao declarar que “a nossa bandeira jamais será turvada de vermelho”. Além disso, sublinha que Bolsonaro acusou o Estado de “regime ditatorial” ao declarar: “Vamos em um curto espaço de tempo, mandar embora o comunismo do Brasil”.

Visita que serviu para agredir maranhenses e exalar sua deplorável e repugnante homofobia. Ao zombar do Guaraná Jesus, patrimônio do Maranhão, Bolsonaro zomba dos maranhenses. Um estúpido, nosso repúdio”, escreveu Márcio Jerry em seus perfis nas redes sociais.

Piada homofóbica e regime ditatorial

Pelas redes sociais, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) já havia anunciado que processaria o presidente, citando o ataque ao partido e a “piada” homofóbica feita pelo ex-capitão.

Na quinta, após experimentar a bebida típica do Estado, o Guaraná Jesus, Bolsonaro fez um comentário preconceituoso. “Agora eu virei ‘boiola’. Igual maranhense, é isso?”, disse o presidente. “Guaraná cor-de-rosa do Maranhão aí, quem toma esse guaraná aqui vira maranhense”, emendou, mostrando a bebida.

Dino repudiou os atos de Bolsonaro nas redes sociais. “Bolsonaro veio ao Maranhão com sua habitual falta de educação e decoro. Fez piada sem graça com uma de nossas tradicionais marcas empresariais: o Guaraná Jesus. E o mais grave: usou dinheiro público para propaganda política. Será processado“, afirmou.

Na tradicional transmissão feita pelas redes sociais nesta quinta-feira, Bolsonaro ensaiou um pedido de desculpas pelo comentário.

Pessoal, fiz uma brincadeira. Se alguém se ofendeu, me desculpa aí, tá certo? O Guaraná Jesus, devido à cor dela, cor-de-rosa” disse, enquanto bebia o produto.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo