19
ago
2015

Prefeitura de Bacabeira conclui serviços de reforma em seis Unidades Básicas de Saúde

PREFEITO ALAN FUNCIONÁRIOS DA UBSA Prefeitura Municipal de Bacabeira concluiu os serviços de reforma em seis Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município, que estavam precisando de reparos. As Unidades já estão em pleno funcionamento, oferecendo mais conforto e comodidade para a população.

A UBS do povoado São Pedro, uma das unidades contempladas com as melhorias, passou por uma reforma completa, recebeu nova pintura, troca de portas e janelas, reparação de rachaduras e aplicação de revestimento nas paredes dos consultórios, aquisição de reservatório de água, entre outros serviços.

As Unidades de Saúde do povoado Zé Pedro, do bairro Santa Quitéria, do Ramal do Abude e das comunidades Alto Satuba e Câmara Lima em Peri de Cima, também receberam melhorias. Foram realizados reparos, pintura e retelhamento.

Para o prefeito Alan Linhares, as reformas irão proporcionar uma infraestrutura mais adequada para o bom desempenho das equipes de atenção básica e um ambiente mais acolhedor para os usuários. “Com as melhorias realizadas, os pacientes terão mais conforto e os profissionais melhores condições para um atendimento mais eficiente e humanizado”, ressaltou o gestor.

A secretária de Saúde, Tatá Torres, pontuou as melhorias que têm sido implementadas na saúde do município. “O prefeito Alan Linhares, desde o início da gestão, tem dado total apoio em prol da melhoria da saúde do município, com construção de novas unidades e reformas das que necessitam de reparos. O nosso objetivo é oferecer uma assistência humanizada e de qualidade aos Bacabeirenses que necessitam de atendimento”, ressaltou Tatá Torres.

1 Comentário

  1. LINDINHO disse:

    TRE ADIA PELA 3ª VEZ O JULGAMENTO DOS PROCESSOS DE CASSAÇÃO DO PREFEITO DE BURITI
    Prefeito Rafael: beneficiado pelos adiamentos.
    O Tribunal Eleitoral do Maranhão (TRE/MA) adiou nesta terça-feira (18/8), pela 3ª vez neste ano, o julgamento dos processos de Nºs 338 e 253, que tratam da cassação do prefeito de Buriti, Rafael Mesquita Brasil.
    Na 60ª sessão do plenário, ocorrida em 6 de agosto, o juiz Clodomir Reis havia pedido vista do processo nº 338 (a votação já estava favorável ao prefeito Rafael pela placar de 3 a 0) e nesta sessão de hoje ele alegou não ter fundamentado ainda seu voto e, por isso, a análise ficou adiada para próxima quinta-feira (20/8).
    Como ainda não foi finalizada a votação do processo 338, o outro processo nº 253, que tem acusações e denúncias semelhantes, também ficou para análise na próxima reunião do Tribunal.
    Não custa lembrar que este mesmo TRE/MA já anulou, em 26 junho de 2014, por unanimidade, a cassação do prefeito Rafael no processo Nº 168. (Clique aqui e relembre)
    Não é a toa que partidários do governo, em Buriti, já comemoravam, antes mesmo de iniciar o julgamento, com queima de foguetes e preparação de festa com comida e cervejas para celebração do triunfo que viria no Tribunal Eleitoral.

    Mais Sobre os processos em pauta
    O adiamento nas decisões de 1º grau, o prefeito foi cassado nos dois processos e só se manteve no cargo por decisão de liminares do próprio Tribunal. Estes são os processos mais delicados contra o prefeito Rafael e o resultado dos julgamentos podem selar o seu futuro político.
    No Processo Nº 253, que corre em segredo de justiça, o Ministério Público pediu a perda dos mandatos do atual Prefeito e seu Vice, por suposta captação ilícita de sufrágio, com abuso de poder econômico nas eleições de 2012. Foram juntados documentos, gravação de voz e vídeo, entregues pelo o ex – radiologista do município, conhecido por Gilbert, que demonstrariam as irregularidades. A justiça, então, cassou o prefeito que, posteriormente, conseguiu liminar para ficar no cargo.
    CLIQUE AQUI E LEIA DETALHES DA DECISÃO COMPLETA DE CASSAÇÃO NESSE PROCESSO
    No processo de Nº 338, que também está em segredo de justiça, a Justiça eleitoral cassou, em 14 de abril de 2014, o mandato do prefeito Rafael Mesquita Brasil. A juiz da decisão, Dra. Maria da Conceição Privado, de Brejo, na época, julgo procedente AIJE, contra os investigados R M B e R N M C, Prefeito e Vice-Prefeito de Buriti, em face de corrupção, cassando-lhes os respectivos diplomas.
    As acusações nessa AIJE são de irregularidades na captação e gasto de campanha, com saque vultoso do FPM. Nela, constam os depoimentos e denúncias de Gilbert Sousa, o ex – radiologista do município, que sofreu atentado após uma série de revelações envolvendo a prefeitura de Buriti.

    Outros Processos de Cassação Do Mandato Do Prefeito De Buriti
    Na Comarca eleitoral, em cinco ações envolvendo a perda de seu mandato, o prefeito Rafael Mesquita foi cassado em três: nos processos de Nos 168, 253 e 338. Nas outras duas, de NOS 17514 e 17696, o juiz de Buriti julgou improcedente.
    Com a pauta de hoje (18/8), no total, já serão cinco ações/recursos julgadas pelo Tribunal Eleitoral entre 2014 e 2015. Dos três julgamentos anteriores, o TRE absorveu o prefeito na ação nº 168, e manteve a decisão da justiça eleitoral em julgar improcedente outras duas acusações. Blog Correio Buritiense

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo