21
maio
2016

Malrinete Gralhada acusa o golpe e cancela licitações fraudulentas em Bom Jardim

contratos bm jrdim
Após sucessivas denúncias do Blog, alvo de ações do Ministério Público contra a prefeitura de Bom Jardim, a gestora Malrinete Gralhada admitiu a fraude cometida e rescindiu diversos contratos superfaturados selados entre a gestão pública municipal e empresas de fachada, em sua maioria.

Entre as licitações rescindidas, conforme publicação do Diário Oficial dos dias 11 e 12 de maio, está o contrato com a empresa Contrex Construções no valor de R$ 3.203.842,60 (três milhões duzentos e três mil oitocentos e quarenta e dois reais e sessenta centavos), apenas com a finalidade de locação de máquinas e equipamentos (REVEJA).

Outra licitação cancelada foi com a empresa Janilson G. Silva – ME. Em apenas 40 dias após criada, foi agraciada com vários contratos para fornecimento de Buffet e Coff Break no montante de R$ 563. 000, 00 (quinhentos e sessenta e três mil reais ). Lembre desse caso (AQUI).

A empresa Piaza & Cia (J W Comércio E Serviços Eireli) – EPP, alvo de Ação do Ministério Público do Maranhão, também teve contratos revogados. Sozinha a empresa abocanhou seis procedimentos licitatórios com claras suspeitas de fraudes no valor total de R$ 8.933.568,52, referentes a serviços de locação de veículos, reforma de carteiras escolares, além da aquisição de materiais de expediente, limpeza, didáticos e desportivos, pneus e gêneros alimentícios (SAIBA MAIS).

Prefeita pode ser afastada

0609___politica_pg3___malrinete_gralhada-118740

Malrinete Gralhada caminha para ser afastada da prefeitura de Bom Jardim…

Mesmo com as rescisões das licitações, Malrinete Gralhada continua sendo  alvo de investigação de diversos órgãos de controle e fiscalização de recursos públicos, como Ministério Público, Controladoria Geral da União e Tribunal de Contas do Estado.

O cancelamento dos contratos dolosos aos cofres bom-jardinense, faz parte de uma estratégia dos aliados da prefeita para fugir das investigações da Justiça e da Câmara de Vereadores que criou duas CPI’s contra a gestão Malrinete Gralhada (LEMBRE).

Mas, acontece, que a situação da gestora só piorou, pois, anular os contratos é, naturalmente, admissão de culpa, e portanto, Gralhado deve responder pelas consequências de seus atos.

É esperar e conferir…

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade