08
fev
2016

Politizou: Confusão entre pedetista e peemedebista na passarela do samba em São Luis

Enquanto na Passarela do Samba o clima foi de alegria e homenagens, nos bastidores atrasos e bate-boca esquentou o clima entre dirigentes de escolas, pouco antes do última agremiação entrar na avenida para encerar a noite de desfile.

1454913692-1037079718

André Campos(PMDB) diretor da Flor do Samba e João Moares(PDT) presidente da Favela do Samba travaram discussão na Passarela por atraso no desfile.

Na primeira noite de desfiles das escolas de samba nesse domingo (7), na Passarela do Samba – instalada próxima ao Anel Viário, Centro de São Luís, o atraso da Flor do Samba, provocou discussão entre dois dirigentes de escolas.

Última a se apresentar, a escola do bairro do Desterro que homenageou os 40 anos de história do grupo artístico Laborarte, entrou na avenida com mais meia hora de atraso, devido a problemas no carro abre-alas.

Segundo o diretor da escola, André Campos, um guindaste da prefeitura de São Luís, utilizado para colocar os destaques em cima dos carros alegóricos estaria atrapalhando a passagem do carro abre-alas da agremiação. A notícia causou logo um alvoroço na Passarela do Samba e uma grande confusão se formou.

João Moares, representante de outra agremiação, a Favela do Samba, ficou revoltado e começou pedir a organização punição à escola adversária pelo atraso, assim como reza as regras do desfile, uma vez que o cronometro foi disparado.

Por sua vez, o dirigente da Flor do Samba queria que o cronometro fosse zerado até que seu primeiro carro estivesse posicionado corretamente. E o impasse tomou conta da avenida: de um lado a Favela do Samba queria que o cronometro continuasse contando, o que acarretaria perda de pontos para a Flor do Samba, enquanto que a agremiação do Desterro não queria ser prejudicada.

1454911608-1037079718

Comissão de frete da Flor do Samba atrasou meia gora antes de inciar apresentação.

De forma que a confusão durou mais de trinta minutos. Conclusão: a polícia foi acionada, a Flor do Samba desfilou normalmente, e o cronometro foi zerado.

Ligações partidárias

Curiosamente o peemedebista André Campos (diretor da Flor), ex-diretor do Detran e atual superintendente da Funasa no Maranhão, ligado ao deputado Roberto Costa(PMDB) é dirigente do PMDB em São Luís.

Já o pedetista advogado João Maraes é um dos dirigentes do PDT na capital, ligado ao deputado federal Weverton Rocha(PDT), atual presidente da Favela do Samba.

Apuração – A apuração das notas do Desfile Oficial do Carnaval 2016 da Passarela do Samba, em São Luís, acontece nesta quarta-feira (10), no Cine Teatro da Cidade, no Centro, a partir de 9h. O acesso ao teatro será liberado apenas aos dirigentes das agremiações carnavalescas e à imprensa, devidamente credenciada. A apuração terá a presença da Guarda Municipal, da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT).

As agremiações serão avaliadas em nove quesitos: alegorias e adereços, bateria, comissão de frente, enredo, evolução e conjunto, fantasia, letra do samba, melodia, mestre sala e porta bandeira. O ‘Carnaval de Todos’ na Passarela do Samba encerra-se nesta terça-feira (9) de Carnaval, com tribos de índio e blocos afro.

Hoje, será a vez da Favela do Samba entrar na avenida…

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

Publicidade