09
jan

PM acusado de participar da chacina de adolescentes diz que sua arma sumiu

Policial Militar Hamilton Caires Linhares disse que sua arma sumiu…

O Polícia Militar, Hamilton Caires Linhares, lotado na Companhia de Operações Especiais (COE), apontado como um dos envolvidos na chacina de três adolescentes na zona rural de São Luís no último dia 03/01, disse em depoimento que sua arma simplesmente desapareceu.

Essa versão de Hamilton sobre o sumiço da pistola usada no dia-a-dia e que pertence a Polícia Militar do Maranhão reforça a suspeita que ele tenha sido o autor dos tiros contra as três vítimas assassinadas, os adolescentes Gustavo Feitosa Monroe, de 18 anos; Joanderson da Silva Muniz, 17; e Gildean Castro Silva, 14.

Os três foram encontrados mortos, por moradores, dentro de um matagal, próximo a uma área na qual estão sendo construídas residências do “Minha Casa, Minha Vida”, na comunidade do Mato Grosso – nas proximidades do Coquilho, região do bairro Santa Bárbara, na zona rural de São Luís.

Eles teriam sido perseguidos no interior do condomínio pela equipe de vigilância do local. A informação foi confirmada na segunda-feira (7) pelo delegado Lúcio Rogério Reis, da Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoa (SHPP).

De acordo com o delegado, as vítimas teriam sido cercadas em uma área de matagal e um disparo teria sido ouvido. Até o momento, 12 pessoas já foram ouvidas e a expectativa é de que ainda nesta segunda os nomes dos principais suspeitos sejam divulgados.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894
Celular: (98) 98160-1081

RÁDIO TIMBIRA

https://www.ma.gov.br/wp-content/uploads/2018/07/Timbira-Banner-player-2018.gif?w=700

Publicidade