25
jul
2016

PDT e PTC pulam para o PR em Zé Doca; PT revoltado abandona Edivaldo em SL

ze-doca-2

Zé Costa foi a razão para o PT deixar o palanque de Edivaldo em São Luís…

O município de Zé Doca com pouco mais de 50 mil habitantes, tornou-se um entrave entre a aliança PT/PDT no projeto de reeleição do prefeito Edivaldo Holanda em São Luís.

É que o prefeito Alberto Carvalho Gomes, filiado ao PDT, não concorrerá a reeleição e decidiu apoiar o candidato do PT, Zé Costa, que tem convenção marcada para o próximo domingo (31).

A candidata da oposição é ninguém menos que Josinha Cunha, irmã do deputado estadual mais votado da última eleição, Josimar de Maranhãozinho, presidente estadual do PR.

Na semana passada, o grupo do prefeito foi surpreendido com a perda de dois importantes partidos, o PTC – presidido no Estado por Holandão – além do próprio PDT. As siglas foram tiradas praticamente do palanque de Zé Costa, e caíram direto no colo da adversária.

O ‘acordão’ para arrancar as legendas do PT zedoquense foi arquitetado em São Luís, mediado pelo Secretário Municipal de Articulação Política, Hélio Soares. Em troca, o PR da capital definitivamente optaria em apoiar a reeleição de Edivaldo.

Só esqueceram de combinar com a cúpula petista estadual, que é alinhadíssima com Zé Costa – curiosamente dirigente regional do PT.

E na noite desta segunda-feira (25), não deu outra, os petistas decidiram suspender a aliança com Edivaldo Holanda, dessa forma, começando uma crise na pré-campanha pedetista.

Ah, e antes que esqueça, se voltarem atrás da decisão em Zé Doca, os pedetistas e petecistas perderão o apoio do PR na capital. Isto é, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come…

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade