A maior banda de reggae cristão do mundo, Christafari estará de volta a São Luís para participar do tradicional evento de encerramento da Semana Maranhense de Retiros Culturais que irá reunir grandes nomes da música gospel no dia 26 de fevereiro na Praça Maria Aragão.

Nos últimos anos, a banda Christafari tem realizado grandes turnês passando por todos os continentes e no Brasil, suas apresentações reúnem milhares de pessoas. O casal de cantores Avion Blackman e Mark Mohr prometem trazer novidades para São Luís. A banda apresentará sua nova música com o título “Beleza”, que já está tocando nas rádios.

Grande evento

Esta é a 14ª edição do evento de encerramento da Semana Maranhense de Retiros Culturais, assegurado pela Lei 8.904/08 de autoria de Eliziane Gama, que reconhece a arte evangélica como cultura.
O evento, que acontece tradicionalmente na Quarta-feira de Cinzas, é uma realização das Igrejas Evangélicas do Maranhão, Governo do Estado e Prefeitura de São Luís.

O evento também contará com a presença da cantora Priscila Alcântara, da jovem cantora Lidia Carollini, do grupo de pagode gospel Marcados, da banda maranhense Forró Fogo e Glória e da maior banda gospel de forró do Brasil, Som e Louvor.

Para a senadora Eliziane Gama, autora da Lei 8.904 que ampara as atividades artísticas e culturais realizadas nos retiros, é importante investir na juventude cristã que todos os anos realiza centenas de retiros e uma vasta programação no período de carnaval.

Durante a reunião, também ficou decidido que o grupo buscará ampliar alianças com membros da oposição

Uma reunião com a Presença do Presidente Estadual do Solidariedade e Secretário de Indústria, Comércio e Energia do governo Flávio Dino, Simplicio Araújo selou na noite de ontem a união da oposição de Parnarama.

A reunião contou com a presença dos pré candidatos Dr.Davi (Solidariedade), Jacob (PT), Remildo (PDT) e Zé Washington (Solidariedade), de vereadores e lideranças políticas da cidade e zona rural do município.

Na reunião foi pactuado por todos os presentes que todos marcharão unidos independente de quem seja escolhido como cabeça de chapa pelo grupo, o que deve ocorrer ainda este mês de fevereiro, num próximo encontro.

Também ficou decidido que o grupo buscará ampliar alianças com membros da oposição que, por motivo de força maior, não estiveram presentes na reunião, deixando também portas abertas para aliados do atual prefeito que já buscam o grupo.

“Com o grande desgate do atual governo municipal, a unidade da oposição é um grande é importante passo para vencermos a eleição em Parnarama, aqui nessa reunião de hoje prevaleceu a vontade do povo e o sentimento de unidade em prol do município”, disse Simplício Araújo, Presidente Estadual do Solidariedade.

Fachada da casa de eventos na Lagoa da Jasem, em São Luís.

Fachada da casa de eventos na Lagoa da Jansen…

Durou menos de dois anos a Villa SLZ, casa de eventos localizada na Lagoa da Jansen, uma das tantas idealizadas pelo empresário Sergio Linhares, proprietário de cerca de 80% dos estabelecimentos de entretenimento da capital maranhense.

Nesta sexta-feira (14), a direção da casa emitiu uma nota na qual informa que irá fechar as portas.

A inauguração aconteceu dia 05 de abril de 2018 e o espaço era destinado aos fãs da musica sertaneja e do forró das antigas.

O Blog do Domingos Costa apurou que o motivo para o enceramento das atividades da Villa foi a pouca presença do público no local.

O empreendimento estava colecionando seguidos prejuízos há meses.

Senadora destaca importância da ampliação de políticas públicas para as mulheres maranhenses

Eliziane manifestou apoio ao projeto e destacou a necessidade de levar essa proposta para outros setores da sociedade

Nesta sexta-feira, dia 14 de fevereiro, a senadora Eliziane Gama esteve na Casa da Mulher Brasileira em São Luís para tratar sobre projetos e políticas públicas para mulheres maranhenses.

A parlamentar foi recebida pela Dra. Lúcia Helena Barros Heluy da Silva, Juíza da 2ª Vara de Proteção a Mulheres do Tribunal de Justiça do Maranhão que apresentou o Projeto “Não morra Maria da Penha”.

De acordo com Dra. Lúcia Helena, o Projeto “Não morra Maria da Penha” tem papel fundamental no fortalecimento da rede de proteção à mulher. Ela informou que a proposta é levar o projeto também para os municípios do interior do Maranhão.
“Todos os processos da 2ª Vara de Proteção a Mulheres são de urgência. Infelizmente muitas mulheres por causa do medo e de questões financeiras se submetem a situação de violência. Precisamos tratar esse tema com seriedade e fazer várias frentes de combate”, destacou a juíza.

Eliziane Gama manifestou apoio ao projeto e destacou a necessidade de levar essa proposta de prevenção para outros setores da sociedade, como o segmento evangélico.

Em seguida, a senadora maranhense conversou com a diretora da Casa da Mulher Brasileira, Susan Lucena sobre a ampliação do projeto “Nasce Um Estrela”, que tem o objetivo de dar mais autonomia para as mulheres maranhenses.

Eliziane Gama também participou do Encontro de Organismos de Políticas para mulheres realizado na Casa da Mulher Brasileira que contou com a presença de gestoras de todo o Estado do Maranhão e foi coordenado pela secretária de Estado da Mulher, Ana Mendonça.

“Feliz de ver tantas mulheres engajadas na luta por mais políticas públicas para as mulheres maranhenses. Podem contar comigo e com o meu apoio”, destacou Eliziane Gama.

Circula pelas redes sociais um post com a afirmação de que o Maranhão, governado por Flávio Dino (PCdoB), é o estado que mais arrecada com a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis. No início do mês, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) culpou os chefes dos Executivos estaduais pelo preço alto na gasolina. No bate-boca, disse que zeraria os tributos federais se eles também parassem de cobrar ICMS sobre o combustível – uma das principais fontes de receita dos estados. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa:

A informação analisada pela Lupa é falsa. O Maranhão é na verdade o 13º estado com o maior volume arrecadado em impostos sobre combustíveis, de acordo com dados do Boletim de Arrecadação de Tributos Estaduais do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) do Ministério da Economia. Em 2019, obteve uma receita tributária de R$ 2,6 bilhões com o ICMS que incide sobre esses produtos.

O campeão no ano passado foi São Paulo, que conseguiu R$ 16,6 bilhões com esse tipo de arrecadação. Em seguida estão Minas Gerais, com R$ 10,8 bilhões, e o Rio Grande do Sul, com R$ 5,9 bilhões. O Maranhão ficou entre os estados do Mato Grosso do Sul (12º, com R$ 3 bilhões) e Mato Grosso (14º, com R$ 2,5 bilhões). Na última colocação está Roraima, com apenas R$ 1,9 milhão arrecadado.

Se considerarmos quanto cada estado arrecada, proporcionalmente, por litro de combustível, o Maranhão tampouco se destaca. O relatório Tributação dos Combustíveis por Estado, publicado pela Fecombustíveis, mostra o quanto cada estado arrecada a cada de litro de quatro combustíveis: etanol, gasolina, diesel S500 e diesel S10. Entre as diferentes unidades da federação, o Maranhão tem a 11ª maior carga tributária para o etanol (R$ 0,943 por litro), a 18ª maior para a gasolina (R$ 1,248), a 15ª maior para diesel S500 (R$ 0,659) e a 9ª maior para diesel S-10 (R$ 0,687). Os dados são de janeiro deste ano.

O post que circula nas redes sociais faz confusão ao interpretar um gráfico publicado na edição de 6 de fevereiro da Folha de S.Paulo. na reportagem “Governadores reagem a bravatas de Bolsonaro sobre combustíveis”. Os dados mostram o peso do ICMS sobre combustíveis no total arrecadado em cada unidade da Federação, não o volume de recursos obtido.

Maria Felix é esposa e Juiz Osmar Gomes e mãe do presidente da Câmara de São Luís, Osmar Filho.

Maria Felix é esposa e Juiz Osmar Gomes e mãe do presidente da Câmara de São Luís, Osmar Filho.

Pesquisa Escutec divulgada nesta sexta-feira (14) e registrada junto a Tribunal Superior Eleitoral aponta vantagem significativa da pré-candidata prefeita Maria Felix (PDT) no município de Cajari.

A pedetista possui no cenário estimulado [quando é apresentado os nomes dos pré-candidatos] 46% das intenções de votos, já a atual prefeita que irá concorrer a reeleição Drª Camyla tem 39%. Seguida pelo terceiro colocado Padro Paulo com 5%; O último colocado é Dr. Italo, com 4%.

Outros 2% não indicaram votos em nenhum e 4% não souberam ou não responderam.

– Espontânea 

Quando não é apresentado os nomes dos políticos, e o povo, naturalmente, diz em quem irá votar nestas eleições para prefeito, a esposa do juiz Osmar Gomes também lidera.

Maria Felix possui  36% contra 35% da Dra. Camyla; Padre Paulo aparece, neste quesito, com 2%, mesmo número do Dr. Ítalo.

Maria Félix é mãe de Osmar Filho, atual presidente da Câmara de Vereadores de São Luis. E esposa do respeitado juiz de Direito Osmar Gome .

– Registro 

A pesquisa foi registrada no site do Tribunal Regional Eleitoral com o número 03313/2020, ouviu 600 moradores, entre os dias 3 e 5 deste mês.

A margem de erro é de 4 pontos para mais ou menos.  O grau de confiabilidade é de 95%. 

VEJA não encontrou escândalos na gestão Flávio Dino...

VEJA não encontrou escândalos na gestão Flávio Dino…

Na semana passada um jornalista da Revista VEJA disparou várias mensagens por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp para jornalistas e blogueiros que cobrem a política do Maranhão numa linha editorial de oposição a Flávio Dino – potencial presidenciável. O repórter buscava informações negativas relativas às políticas do governo do Estado.

A intenção da VEJA era preparar uma reportagem bombástica na tentativa de ‘trincar’ a imagem de Dino a nível nacional. Mas, ao que parece, a ideia acabou frustrada, pois, o resultado da investigação jornalistica de dias foi resumido em uma matéria chocha, do ponto de vista de prejuízo ao governo estadual.

De mais negativo que a VEJA conseguiu identificar no Maranhão foi a concentração da riqueza, ampliação do desemprego e aumento da miséria no estado. Acontece que esses índices são, exatamente, herança do ciclo quase ininterrupto de 48 anos de hegemonia do grupo de José Sarney, que como bem disse a Revista, deixou o estado na rabeira do país em termos sociais e econômicos. 

A reportagem também falou que o estado registrou importantes avanços em índices de qualidade de vida, como saúde e educação. Lembrou, ainda, que em meio à crise econômica, Dino concedeu aumentos substanciais aos professores, reformou escolas, inaugurou hospitais e, principalmente, manteve o pagamento dos servidores em dia.

A VEJA, disse também, que a política do governador surtiu efeitos positivos importantes. O Maranhão viu melhorar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e os indicadores de educação. A morte de mulheres após o parto caiu, assim como os homicídios.

Por fim, a Revista destacou que Flávio Dino vem se destacando na capacidade de articulação política. No segundo mandato, sua base saltou de nove para dezesseis partidos, entre eles os direitistas DEM e Republicanos. Dos 42 deputados estaduais, só três formam a oposição. “O grupo dos Sarney acabou”, afirma o deputado César Pires, que foi secretário da ex-governadora Roseana Sarney.

Outro opositor é o neto do ex-presidente, Adriano, o único da família que hoje tem cargo eletivo, e que revoltou o avô ao abandonar o sobrenome na vida pública (na porta do seu gabinete na Assembleia Legislativa, “Adriano” é o único nome na placa). O ex-presidente considerou aquilo uma “vergonha”. “Quero imprimir uma marca minha”, justifica o deputado estadual. Aos 89 anos, Sarney não quer mais se envolver publicamente com a política, mas diz que Dino tem o direito de prospectar uma candidatura ao Planalto.

Leia a íntegra da reportagem AQUI…

A repórter da Rede Globo Renata Capucci está em São Luís desde ontem, quinta-feira (13), realizando gravações para o Fantástico, programa em formato de revista eletrônica semanal que vai ao ar as noites de domingo.

Mas, desta vez, o Maranhão não vai aparecer na telinha nacional de forma negativa como no quadro “Cadê o dinheiro que tava aqui?”.

Quem segue a jornalista no Instagram, já percebeu que a reportagem preparada por Capucci é sobre algum – dos muitos – aspectos culturais de São Luís.

Não se trata, portanto, de escândalos envolvendo recursos públicos, algum político ou prefeitura maranhense.

Na tarde desta quinta feira(13), o jornalista e blogueiro Domingos Costa recebeu uma ligação, via watts, originado do 011.981434415.

Do outro lado da linha, o interlocutor se identifica como Lucas, assessor do vereador Astro de Ogum, vice presidente da Câmara Municipal de São Luís.

O contato teve como propósito convidar o blogueiro para uma confraternização, supostamente organizada pelo parlamentar.

De imediato, Domingos Costa desconfiou que se tratava de um golpe, e contactou com a assessores do parlamentar, que confirmaram as suspeitais.

O fato já foi repassado às autoridades competentes para que as providências cabíveis sejam adotadas, e a assessoria do vereador aproveita o ensejo para tornar público o episódio e alertar os cidadãos maranhenses sobre a tentativa de crime.

Ouça os áudios!

Vereador é acusado de participar de esquema de “rachadinha”, realizar contrato milionário para publicidade e, agora, elevar drasticamente a  folha de pagamento da Casa.

Situação de Fernando Muniz na Câmara de Paço é delicada...

Situação de Fernando Muniz na Câmara de Paço é delicada…

A gestão do presidente Fernando Antônio Braga Muniz à frente do Legislativo luminense tem sido marcado por escândalos envolvendo recursos públicos.

Eleito para o biênio 2019/2020 em um processo conturbado que até hoje tramita na Justiça, Muniz recebe todo mês 6% do orçamento do município, percentual esse calculado do ano anterior.

Coincidência ou não, desde que Fernando assumiu o comando da Câmara, em janeiro de 2019, a Casa pulou dos R$ 300 mil que recebia mensal para nada menos que R$ 700 mil.

O Blog do Domingos Costa apurou que dessa bolada, o presidente pode gastar – por força de Lei – até 70% com folha de pessoal, o restante do dinheiro vai para pagar prestadores de serviços dos mais variados possíveis. 

Na ganância de gastar, Fernando Muniz elevou drasticamente a folha de pagamento da prefeitura pulando de 15 cargos comissionados quando assumiu, para nada menos que 64 funcionários em uma Câmara na qual os vereadores sequer possuem gabinetes.

Isto é, entre fevereiro a setembro do ano passado, o atual presidente aumentou em quase 500% as despesas com salários de pessoal em cargos comissionados. O esquema, agora, é alvo de uma auditoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA), conforme aprovado nesta quarta-feira (12) pelo Plenário da Corte.

– Contrato de publicidade 

Não foi apenas o estratosférico aumento da folha de pagamento o único escândalo na gestão Muniz. Em outubro de 2019, o presidente Fernando assinou um contrato de quase um milhão de reais com a empresa Clara Comunicação para prestação de serviços de publicidade. 

Sendo mais exato, o valor é de R$ 982.561,00 (novecentos e oitenta e dois mil quinhentos e sessenta e um mil reais). Para se ter uma ideia do tamanho absurdo, nem mesmo a prefeitura de Paço do Lumiar possui um contrato desse valor para essa finalidade.

O contrato começou vigorar a partir do último dia 21 de outubro e se estenderá até o próximo 21 de outubro, em 2020, portanto, doze meses.

– Rachadinha 

Outro escândalo da gestão Muniz é o esquema conhecido como “rachadinha”, no qual funcionários devolvem parte do salário para vereadores.

O caso também publicado pelo Blog do DC protagonizou um ex-assessor do vereador Helder Vagner Alves de Sousa (ex-PHS), identificado como Carlos Magno Ferreira Pereira, ele fez um depoimento bombástico no Ministério Público, que investiga o fato.

Na frente da Promotora Gabriela Tavernard, o ex-assessor disse que participou de uma reunião na sede da Câmara na qual estava presente Fernando Muniz. Carlos falou que o presidente da Câmara pediu para ele assinar as folhas de pontos de forma salteada, mesmo sem nunca ter frequentado o trabalho. Isto é, segundo o “delator”, o Chefe do Poder Legislativo foi participante de uma fraude de documento público.

E assim segue a gestão Muniz, elevando drasticamente a  folha de pagamento, realizando contrato milionário para publicidade e envolvido no esquema de rachadinha…


LEIA TAMBÉM:

– BOMBA! Confira os comprovantes de transferências bancárias do esquema de ‘rachadinha’

– Contrato de R$ 1 milhão em publicidade da Câmara assusta moradores de Paço do Lumiar

– Esquema milionário na Câmara de Paço pode levar Fernando Muniz direto para cadeia

– Em depoimento, funcionário fantasma detalha esquema criminoso na Câmara de Paço

– Esquema de rachadinha na Câmara de Paço é alvo de inquérito do MP-MA

1 2 3 4 1.187

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894
Celular: (98) 98160-1081

Publicidade

RÁDIO TIMBIRA