O debate sobre os avanços sociais do estado marcou a noite de homenagens da 7ª Edição do Prêmio José Augusto Mochel. Ao relembrar a trajetória combativa dos que receberam a premiação, os homenageados pontuaram a necessidade de continuação das lutas para estabelecer avanços sociais no estado.

Ao abrir a cerimônia de premiação, o ex-deputado federal Flávio Dino falou da vida e das lutas dos homenageados in memorian. “A trajetória das vítimas do processo da luta democrática e popular devem continuar a ser representadas por nós, a continuidade de nossas lutas imprime um sentido a tudo e todo o exemplo que nos foi deixado”, disse Flávio Dino.

homenagens da 7ª Edição do Prêmio José Augusto Mochel

Às vésperas de completar 50 anos desde o Golpe Militar, que entre outras marcas deixou a opressão, as homenagens póstumas aos líderes camponeses Epaminondas Gomes de Oliveira e Nonatinho Alves da Silva foram marcadas por emoção e reconhecimento. Familiares desses maranhenses foram receber a homenagem.

O presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, avaliou o momento como uma oportunidade de reavivar os ideais que nortearam a luta pela liberdade no Maranhão. “É um orgulho para o nosso partido ouvir os relatos de histórias de vida marcadas pela coerência com os princípios que continuam a nos inspirar hoje na busca da construção de uma nova realidade social em nosso estado”.

A representante do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu, Ângela, relatou que a luta das quebradeiras, tal qual a de outros movimentos sociais têm em comum a pauta da superação das desigualdades que ainda marcam o Maranhão.

“Quando lutamos contra o sistema que expulsa os trabalhadores do campo, em detrimento da valorização da economia rural, da agricultura familiar, reivindicamos a mudança na realidade social de cada trabalhador, esteja ele no campo ou não,” disse Ângela, filha de quebradeira de coco.

Jacó, militante histórico do PCdoB e homenageado com a 7ª edição do prêmio, afirmou que este é um momento decisivo na luta da esquerda pela superação das desigualdades sociais.

“Já lutamos para ter sindicatos, que os militares e seus comandantes proibiam no Maranhão. Esse momento é de lutar para mudar esse Maranhão que ainda tem tanta coisa que precisa melhorar e essa luta dos trabalhadores está representada hoje pelo Flávio Dino,” disse.

Outras personalidades maranhenses também foram homenageadas no evento, entre elas, o jornalista Aldionor Salgado, o ex-deputado Julião Amim, a advogada e militante dos direitos humanos Josiane Gamba e o bispo de Imperatriz Dom Gilberto Pastana.

A cerimônia de entrega das premiações coteve a participação dos deputados estaduais Othelino Neto, Raimundo Cutrim (PCdoB), Rubens Pereira Jr (PCdoB), Bira do Pindaré (PCdoB) e Simplício Araújo (SDD). Gerson Pinheiro, Elba Mochel (viúva de Augusto Mochel), Francisco Gonçalves, Rose Salles e Wagner Lago também prestaram homenagens aos escolhidos para a premiação.

No discurso de encerramento, Flávio Dino lembrou que a trajetória de todos os homenageados representa um arco da história que deverá acompanhar as lutas futuras de todos que desejam um Maranhão melhor.

Dino afirmou que a reunião anual, nos meses de dezembro, faz que com os representantes das lutas sociais no Maranhão reflitam sobre o passado, com os olhos para o futuro: “Homens e mulheres que fizeram a luta pelos trabalhadores vem aqui e narram tantas histórias de combates pelo bem. São essas pessoas que queremos reunir pela mudança no Maranhão,” finalizou.

Um relatório divulgado no último mês, pelo Conselho Cidadão para a Segurança Pública e Justiça Criminal do México elencou as 50 cidades mais violentas do mundo em 2012.

A pesquisa leva em consideração a relação entre o número de homicídios por cada 100 mil habitantes. Nesta proporção, das 50 cidades citadas 15 são brasileiras, incluindo a capital maranhense.

São Luís aparece com a 23ª colocação. No ano de 2012, a Região Metropolitana de São Luís registrou 635 homicídios. O ano de 2013 ainda não terminou, mas já registra 734 assassinatos. Esses números devem garantir a São Luís a permanência no ranking das capitais mais violentas do mundo.

Além da capital maranhense, estão na lista: Brasília (50º), Belo Horizonte (48º), Macapá (45º), Curitiba (42º), Goiânia (34º), Recife (30º), Cuiabá (28º), Belém (26), Vitória (16º), Salvador e Região Metropolitana (14º), Fortaleza (13º), Manaus (11º), João Pessoa (10º) e Maceió (6º).

A cidade mais violenta do mundo, pelo segundo ano consecutivo, é San Pedro Sula, em Honduras,com uma taxa de 169 homicídios dolosos registrados a cada 100 mil habitantes.

Confira a lista das 10 cidades mais perigosas do mundo segundo o ranking da instituição:

1. San Pedro Sula (Honduras)

2. Acapulco (México)

3. Caracas (Venezuela)

4. Distrito Central (Honduras)

5. Torreón (México)

6. Maceió (Brasil)

7. Cali (Colômbia)

8. Nuevo Laredo (México)

9. Barquisimeto (Venezuela)

10. João Pessoa (Brasil)

A Faculdade Estácio de São Luís, na capital maranhense, está proibida de realizar vestibular para o curso de ciências contábeis

Quatro faculdades do Maranhão estão na lista divulgada pelo Ministério da Educação (MEC) ontem sexta-feira (6), que vão ter o vestibulares suspensos ou fechados. A lista de cursos e instituições está no “Diário Oficial da União”.

A Faculdade Maranhense São José dos Cocais, em Timon, e a Faculdade de Imperatriz, no município de Imperatriz, estão proibidas de realizar vestibular para os cursos de ciências contábeis e administração.

A Faculdade Estácio de São Luís, na capital maranhense, está proibida de realizar vestibular para o curso de ciências contábeis; e a Faculdade Vale do Itapecuru, em Caxias, para os cursos de ciências contábeis e direito.

A penalidade é resultado da divulgação do Conceito Preliminar de Cursos (CPC) de 2012, na última segunda-feira (2). Ela será aplicada aos cursos que tiveram conceito insatisfatório em 2009 e repetiram o resultado em 2012.

O MEC considera insatisfatórios os cursos com conceito abaixo de 3. A escala varia de 1 a 5. A maioria dos cursos com resultados insatisfatórios são de administração (103), seguido por ciências contábeis (51), direito (38), comunicação social (16) e os demais (62). Ao todo, foram avaliados no CPC de 2012 os cursos de humanidades: administração, ciências contábeis, ciências econômicas, design, comunicação social, direito, psicologia, relações internacionais, secretariado executivo e turismo. Os cursos superiores de tecnologia das áreas de gestão comercial, gestão de recursos humanos, gestão financeira, logística,marketing e processos gerenciais também foram avaliados.(Do G1-MA)

Na manhã de ontem, sexta-feira 06/12, moradores do bairro do Iguaíba realizaram mais um protesto reivindicando melhorias para a comunidade. Na última quarta-feira 04/12, os moradores da mesma região tinham realizado um primeiro protesto.

A polícia militar acompanhou todo a manifestação que bloqueou o acesso à sede da Prefeitura, Câmara de Vereadora, Delegacia, Igreja, Secretarias e demais órgãos que ficam localizados na sede do Município  de sede de Paço do Lumiar.

A principal reclamação foi o descaso do Prefeito “pofeçor/policial” Josemar Sobreiro(PR), diante da falta de atenção na área de infraestrutura dos bairros Iguaíba, Mojó e Tendal.

Por alguns instantes, o clima fechou entre os moradores manifestantes e representantes do Prefeito que foram levar o comunicado do Prefeito.

“O prefeito mandou um assessor dizer que dia 22 começa os serviços, só que verificamos que esse dia cai num domingo. Ora, se ele não está trabalhando em dia de semana, no final final de semana que não vai trabalhar mesmo. Será que ele está pensando que aqui tem algum idiota” Disse o morador Laerte.

A revolta dos moradores é por conta da paralisação da Avenida Principal do Iguaíba que a Prefeitura nunca retomou a recuperação da via, deixando os moradores convivendo com poeria no verão e lama no inverno.

Vereadores governista tentaram fazer uma intermediação junto ao Executivo, o que foi recusado pelo manifestantes, “Não precisamos desses vereadores para fazer “ponte” junto ao Prefeito, parte deles não passam de funcionários dele, são subservientes ao Josemar.” Gritou um morador em meio ao manifesto.

O clima ficou tenso quando dois eufóricos, mais revoltados que boa parte dos demais manifestantes, tentaram incitar tocar fogo na Prefeitura e na Câmara Municipal, mas logo foram pacificados por outros moradores.

Veja imagens da manifestação de ontem, sexta-feira 06/12:

1480594_226315257541571_1688097056_n

 

penha8113grande

Raimundo Penha, aniversariante do dia…

Ex-Presidente da UMES de São Luís, primeiro Presidente do CEJOVEM – Conselho Estadual de Juventude do Maranhão, Servidor Público de Carreira de São Luís, Presidente Estadual  JS PDT e atualmente Secretário Municipal de Desporto e Lazer, o Advogado Raimundo Ivanir Abreu Penha completa 31 anos nesta sexta-feira 06/12.

Em menos de um ano, o auxiliar do Prefeito Edivaldo Holanda(PTC), natural de Matinha – MA, provou toda sua peculiar competência à frente da SEMDEL. Entre as muitas ações como titular da pasta, separei algumas que cito a seguir:

Recentemente lançou o Projeto Caravana do Esporte em São Luís; Apoiou inúmeros Projetos e Campanhas; Foi presença contante junto aos atletas locais incentivando e apoiando as conquistas maranhenses lá fora; Calou os críticos que apostavam no seu insucesso; Promoveu o Projeto Movimento e Resgate; Realizou “Os Jogos Estudantis e da Juventude”; Implantou escolinhas; Executou ações no projeto “Brincando nos Bairros”; Anunciou Centro de Artes e Esportes, como o do Coroado que vai beneficiar seis mil pessoas.

E anda entregou kit’s esportivos para escolinha; Promoveu ações em prol do Servidor Público, como Caminhada do Servidor e o Campeonato Society do Servidor Municipal; Revitalizou as ações do Parque do Bom Menino, como a promoção do Projeto “Mãos Empreendedoras”; Ao lado Prefeito Edivaldo Holanda Júnior entregou material esportivo para escolas e entregou o placar eletrônico do Estádio Nhozinho Santos.

E mais, o Projeto “Torcedor do Futuro” é marca registada do aniversariante Raimundo Penha que também apoiou a realização do Campeonato Brasileiro de Karatê, sem falar, é claro, da implantação do Núcleo do Programa Viva Vôlei em São Luís e do apoio ao “Atleta na Escola”.

E pra finalizar parte da ações de Raimundo Penha em menos de um anos, ainda visitou diversas praças esportivas e promoveu o Passeio Ciclístico do Dia do Trabalhador.

Acharam pouco? Pois, não recordo das demais..

Lembro-me que em conversa com Raimundo, ele confessou “Assumir e, continuar desenvolvendo ações na SEMDEL é o maior desafio da minha vida”.

Antes de concluir, preciso citar, das inúmeras vezes que Penha foi ao Gabinete do Prefeito apresentar resultados e levar atletas e personalidade esportivas para agradecer o apoio dado pela SEMDEL.

Mesmo no primeiro escalão do Governo Municipal, Penha continua com toda simplicidade de quando líder estudantil.

Por essas e outras…

Parabéns Amigo.

DSCF1074

Imagens do primeiro protesto na manhã da última quarta-feira (04).

Moradores do bairro Iguaíba, no município de Paço do Lumiar, na região metropolitana de São Luís, realizam na manhã desta sexta-feira (06) mais um protesto e bloqueiam os acessos à sede do município.

Os moradores desta região realizaram um primeiro protesto na manhã da última quarta-feira (04). Segundo os moradores, as reivindicações são por conta da falta de infraestrutura das vias do bairro e as condições do transporte público que assistem aos moradores.

Eles aguardam serem atendidos pelas autoridades municipais. A qualquer momento novas informações…

Vereador Professor Lisboa(PCdoB)

Vereador Professor Lisboa(PCdoB)

O vereador de São Luís Professor  Lisboa(PCdoB), internado desde 10 de novembro) no UDI Hospital, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e ficará internado em um dos apartamentos do UDI Hospital.

O novo boletim médico foi divulgado na tarde de ontem quinta-feira 05/11, o vereador por São Luís, Antônio Lisboa Machado Filho, de acordo com o médico Marcelo Pereira Maia, que assina o documento, o vereador “está internado, lúcido e segue evoluindo satisfatoriamente”.

Neste período ele chegou a ficar em coma induzido, necessitando do auxílio de equipamentos para respirar. Desde então ele apresentou melhoras.

REVER 148

Alguns dos que serão homenageados na noite de hoje no hotel Hotel Abbeville

O PCdoB homenageará lideranças que fizeram parte da história de lutas sociais no Maranhão. Na 7ª Edição do Prêmio José Augusto Mochel, o PCdoB prestará homenagem a sete personalidades maranhenses e um movimento social que tiveram destaque na consolidação da democracia no Maranhão.

A solenidade de entrega do prêmio acontecerá na noite desta sexta (06), no Hotel Abbeville, no bairro São Francisco. O prêmio instituído em 2007 pelo PCdoB e pelo então deputado federal Flávio Dino (PCdoB) é uma das homenagens de maior destaque no estado.

Para o presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, a entrega do prêmio José Augusto Mochel simboliza a reunião de grandes lideranças das lutas populares e democráticas no Maranhão. “O José Augusto Mochel tem essa capacidade de mostrar que vale a pena lutar pelo que é bom, belo e justo,” disse.

As homenagens reverenciam a memória do líder comunista José Augusto Mochel, que faleceu em 25 de março de 88, em São Paulo. Mochel foi militante do movimento estudantil secundarista e universitário, marcando sua atuação no combate à ditadura militar.

Mochel participou ativamente da luta pela redemocratização, apoiou as lutas de resistência camponesa num momento de graves conflitos pela posse da terra. Participou da luta pela anistia e ajudou a fundar a Sociedade Maranhense dos Direitos Humanos.

Conheça os homenageados deste ano e seus perfis:

Aldionor Salgado

Jornalista, ex-secretário municipal de comunicação no governo Jackson Lago. Foi vereador pelo PMDB entre 1983 e 1988. Integrou o PT e há anos milita no PDT. Formou com Maria Aragão o grupo “prestista”(alusão à liderança de Luís Carlos Prestes)  que atuava na política local nos anos 70 e 80.

Joisiane Gamba

Advogada, militante dos direitos humanos, ex-presidente da Sociedade de Direitos Humanos do Maranhão. Presidiu o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de São Luís. Tem longa atuação no estado e no país na luta pelos direitos humanos, integrando o Conselho Nacional dos Direitos Humanos.

Julião Amin Castro

Militante político egresso das lutas sindicais dos anos 70. Participou do primeiro núcleo de construção do PT, ingressando em seguida no PDT, partido pelo qual atua desde o início ao lado de Jackson Lago, Neiva Moreira, João Francisco, Reginaldo Telles, entre outros, e que atualmente preside no Maranhão. Presidiu o Sindicato dos Bancários do Maranhão, foi deputado estadual e federal pelo PDT.

Dom Gilberto Pastana

Dom Gilberto Pastana de Oliveira é o 2º Bispo Diocesano de Imperatriz, Maranhão, sucedendo a Dom Affonso Felippe Gregory. No seu ministério, tem se destacado no apoio às lutas populares por justiça e igualdade. Dom Gilberto possui forte atuação junto à população carente da região tocantina.

Jacó

Militante histórico do PCdoB, filou-se ao partido desde 1973, na cidade de Poção de Pedra – MA. Como trabalhador rural, Jacó apresentou destacada militância no setor agrário. Sua militância se estendeu aos municípios de Santa Luzia do Paruá, Zé Doca e Santa Inês, onde permanece até hoje. Na década de 80, Jacó também foi membro da CONCLAT, como representante do Maranhão, que mais tarde resultou na criação da CUT – Central Única dos Trabalhadores.

Epaminondas

Líder camponês assassinado aos 68 anos em Brasília, sob custódia do Exército, em agosto de 1971.Epaminondas, que também era sapateiro e artesão em couro, exerceu forte atuação política  na luta por melhorias na área de saúde, educação e pela divisão igual da terra no sul do Maranhão. Conviveu e militou com Maurício Grabois e João Carlos Hass Sobrinho em Porto Franco. Combateu a ditadura militar e por ela foi assassinado. A família ainda luta para identificar seus restos mortais para levá-los a Porto Franco.

MIQCB

Um dos maiores movimentos populares do estado e que também tem ampla atuação dos estados do Pará, Tocantins e Piauí. O movimento luta pelo respeito as causas trabalhistas das quebradeiras de coco e pela preservação dos babaçuais.

Nonatinho

Um dos fundadores do sindicato dos trabalhadores rurais do Maranhão e um dos fundadores do Partido Comunista do Brasil. Teve forte atuação na luta pela reforma agrária na região do Pindaré. Foi perseguido e morto pelas forças do latifúndio. É um dos símbolos da resistência camponesa no Maranhão.

Ícone da queda do apartheid e figura adorada pelos sul-africanos, Nelson Mandela morreu hoje aos 95 anos. A causa foram complicações decorrentes de uma infecção respiratória.

“Ele descansou. Ele está em paz”, disse o presidente sul-africano, Jacob Zuma, ao anunciar a morte do líder em cadeia de TV.

Primeiro presidente negro da África do Sul (1994-99), Mandela não era visto em público desde a final da Copa do Mundo da África do Sul, em julho de 2010.

Sua última aparição ocorreu em abril, quando ele recebeu um grupo de políticos encabeçado pelo presidente sul-africano. As cenas transmitidas pela TV estatal, em que aparece distante e alheio ao que se passa a seu redor, causaram comoção no país.

Em junho passado, ele enfrentou a sua quarta internação desde dezembro de 2012, o Medi-Clinic Heart Hospital, em Pretória.

Respeitado internacionalmente pelos gestos de reconciliação, Mandela passou 27 anos preso por se opor ao sistema segregacionista branco. Após intensa pressão internacional, foi libertado em 1990. Saiu da prisão para negociar com a minoria branca o fim do regime e de lá para ser presidente eleito sob uma nova Constituição.

Em seu governo, adotou como prioridade o discurso de unidade nacional e desencorajou atos de vingança e violência. Analistas apontam que, em razão disso, não conseguiu dar atenção suficiente a programas sociais, à geração de empregos e à epidemia de Aids, que se alastrou durante seu governo.

Em 1999, declinou da possibilidade de concorrer a um novo mandato para se dedicar a causas sociais e a ser uma espécie de consciência moral da nação. Pouco a pouco, no entanto, foi reduzindo sua visibilidade à medida em que a idade avançava.

Ainda não está claro quando e onde será o enterro. Há duas possibilidades: na vila onde nasceu, Mvezo, ou na pequena localidade em que passou a infância, Qunu. Ambas ficam na na província de Cabo Oriental, na costa do oceano Atlântico.(Folha de São Paulo)

madela

REVER 148

Alguns dos homenageados de amanhã: ex-deputado Federal Julião Amin Castro, Jornalista Aldionor Salgado, Joisiane Gamba – coordenadora de projeto SMDH, Bispo Dom Gilberto Pestana

O PCdoB da Capital Maranhense realizará amanhã sexta-feira 06/12, no hotel Abbeville (São Francisco), a partir das 18h, a cerimônia de entrega da 7ª edição do Prêmio Augusto Mochel.

Na oportunidade o Partido Comunista do Brasil fará homenagens a personalidades que se destacaram pelas lutas populares, militantes, lideranças políticas e entidades que se dedicaram às causas democráticas.

O evento que acontece desde 2007 foi instituído pelo então deputado federal Flávio Dino e representa uma homenagem permanente ao líder comunista José Augusto Mochel, quando ainda era militante do movimento estudantil exerceu papel fundamental no combate à ditadura militar.

Este ano de 2013, na 7ª Edição, o prêmio será entregue a diversas personalidades maranhenses, entre elas, serão homenageados o ex-deputado Federal Julião Amin Castro, Jornalista Aldionor Salgado, Joisiane Gamba – coordenadora de projeto SMDH, Bispo Dom Gilberto Pestana e Jacó Alves de Sousa – militante histórico PCdoB.

Na categoria de homenagens póstumas, será rememorada a história de Nonatinho, líder camponês assassinado na década de 80, e de Epaminondas Gomes de Oliveira, assassinado pela ditadura militar.

Edição do evento do ano passado

Edição do evento do ano passado

Na categoria “entidades” a homenagem será feita ao Movimento Interestadual das Quebradeiras de Côco Babaçu (MIQCB). O evento reunirá diversas lideranças políticas, representantes de movimentos sociais e populares.

*José Augusto Mochel participou ativamente da luta pela redemocratização, apoiou as lutas de resistência camponesa num momento de graves conflitos pela posse da terra. Participou da luta pela anistia e ajudou a fundar a Sociedade Maranhense dos Direitos Humanos.

1 1.449 1.450 1.451 1.452 1.453 1.481

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade