alberto-franco

Alberto Franco provou que não tem procedências as acusações contra seu nome

Na manhã desta quarta-feira 09/10, o Pleno do Tribunal de Justiça do Maranhão, por maioria absoluta de votos (12 a 2), decidiu rejeitar o inquérito policial no qual o deputado estadual Raimundo Cutrim é acusado de ter praticado fraudes em documentos públicos para viabilizar regularização de terras. O inquérito foi conduzido por delegado de Polícia Civil e pelo Ministério Público, que ofereceu denúncia contra o parlamentar e outros sete acusados.

Os efeitos da decisão foram estendidos, de ofício, ao secretário de Estado, Alberto Franco, que também figurava como acusado na investigação policial. Os processos dos demais acusados serão enviados à Justiça de 1º Grau para julgamento dos envolvidos.

A decisão do pleno acompanhou o voto divergente do desembargador Jorge Rachid, ao enfrentar a preliminar suscitada pela defesa, na denúncia formalizada pelo Ministério Público.

Deputado Raimundo Cutrim livre da acusação

Rachid considerou que o deputado não poderia ser investigado pela Polícia Civil, diante da prerrogativa de foro privilegiado, por ser parlamentar. Nesse caso, a viabilidade de indiciamento deve ser condicionada a prévia autorização do TJMA.

O desembargador ressaltou que, de acordo com a Constituição Estadual, o Tribunal de Justiça é o órgão competente para o controle jurisdicional direto de investigações que envolvem suposta prática de crime por deputados estaduais.

RELATOR – O relator do processo, desembargador Joaquim Figueiredo, votou pela rejeição da preliminar que pedia a anulação do inquérito, sendo acompanhado pelo desembargador José Luís Almeida. Figueiredo pautou seu voto em jurisprudências que confirmam ser desnecessária prévia autorização para instauração de inquérito policial.

resolucaoA maioria da executiva estadual do PT rejeitou a filiação do secretário de Planejamento do Estado, Fábio Gondim.

Gondim havia solicitado filiação, aceita pelo presidente do diretório municipal, Fernando Silva, o “Xetrepa”, provocando profundo mal estar entre os dirigentes.

Ontem a noite, por voltas 19h, a executiva reuniu para avaliar o pedido e decidiu, por maioria, não aceitar a filiação.

Ficou estabelecido ainda que todo pedido de filiação com o mesmo caráter, será tratado da mesma forma.

Embora ainda exista muita especulação, o pedido de filiação de Paulina Lobão não foi formalizado.

 

blank

Corpo de cabo Silva no necrotério do Socorrão

A polícia continua realizando diligências para tentar localizar os assassinos do cabo reformado da Polícia Militar Leônidas Rabelo Silva. Cabo Silva, como era conhecido, foi executado por volta das 17h30 desta terça-feira, no momento em que estava sentado em frente a um conjunto de quitinetes de sua propriedade no Cohabiano, na área do Cohatrac IV.

“Todas as tardes, ele costumava ficar sentado em um banquinho em frente a suas quitinetes, onde sempre conversava com amigos. Eu estava em meu comércio, nas proximidades, quando ouvi os disparos. Quando corri, cabo Silva estava estirado no chão. Peguei ele e coloquei no carro, levando-o para o Socorrão II. Até o hospital, ele ainda respirava, mas morreu logo ao dar entrada. Foi um  ato de covardia”, disse um comerciante que prestou socorro ao cabo.

O assassino estava em um Vectra cinza e disparou cerca de seis tiros contra o cabo Silva. Ele estava acompanhado de mais três elementos.

“Acredito que as câmeras da subestação da Cemar tenham filmado o veículo e os assassinos, pois ela tem um raio de abrangência grande”, diz um dos amigos do policial, no necrotério do Socorrão II.

Cabo Silva era ouvinte e participante de programas de rádio AM, em São Luís. Na tarde desta terça-feira, em uma participação na Rádio Capital, ele denunciou a invasão de uma área em um conjunto inaugurado recentemente pela Prefeitura de S. José de Ribamar, na região do Cohatrac.

“Peço ao prefeito Gil Cutrim que mande acabar com a invasão dessa área, pois muita gente que está ali tem onde morar, aqui mesmo na área do Cohatrac. Tem que se acabar com esse negócio de invasões aqui na Ilha”, disse cabo Silva nessa sua última participação em um programa de rádio.

O corpo de Cabo Silva ainda está no necrotério do Socorrão II, aguardando ser levado para necropsia no IML. É grande o número de familiares e amigos no local. O velório deve ser realizado na central da PAX União, no Canto da Fabril, no Centro. Familiares ainda não definiram o local do sepultamento, mas deve ser no cemitério Jardim da Paz, na Estrada de Ribamar, na tarde de quarta-feira.(Gilberto Lima)

DSCF2889

Prefeito do Município de Cachoeira Grande, Francivaldo Vasconcelos (PSD)

A aparência de bom moço do Prefeito do Município de Cachoeira Grande, Francivaldo Vasconcelos (PSD), fica só na impressão mesmo, a realidade nua e crua, é muito diferente da imagem do senhor de poucas palavras.

A Cidade é o reflexo do atraso, e a população do esquecimento. O Município que fica localizado na Região Munim, a 81 km de São Luís, está jogado as traças, e os próprios números tratam de mostrar isso.

Falta Educação de qualidade; Nos poucos postos de saúde, não tem medicamente e médicos especializados; Ruas sem pavimentação já não são mais novidade, e pra agravar, Francivaldo não tem presa em solucionar os inúmeros problemas administrativos do Município.

O inábil prefeito Francivaldo Vasconcelos administra a Cidade com mãos de ferro. Nas últimas semanas, os professores da cidade ribeirinha começaram uma paralização, o prefeito Vasconcelos na tentativa de enfraquecer os grevistas, lançou uma carta que mais parecia intimidação aos docentes de Cachoeira Grande.

Casas de taipa e ruas sem pavimentação é a relidade em Cachoeira Grande

Casas de taipa e ruas sem pavimentação é a relidade em Cachoeira Grande

A explicação para o descaso do Prefeito Francivaldo está na acomodação do segundo mandato, eleito com 49,22 % dos votos válidos, o irmão do ex-deputado Pedro Vasconcelos acredita que suas atitudes no primeiro ano de seus segundo mandato, em nada afeta sua imagem politica na Cidade.

É bom o gestor que só aparenta ser bom moço, lembrar-se do famoso ditado popular: “Quem bate esquece, mas que apanha não”.

Nos próximos dias, o Blog trará o detalhamento de todos os recursos, convênios, contratos e demais repasses que chegaram ao cofre de Cachoeira Grande, e contrastam com a triste realidade da Cidade.

Me aguardem…

 

blank

Parte do grupo preso na festa.

O delegado Augusto Barros, titular da Superintendência Estadual de Investigação Criminal (Seic) disse que os trabalhos sobre a operação, que culminou com a prisão de 39 pessoas durante uma festa em residência no bairro do Araçagi, será concluída no período da tarde. Durante a operação, coordenada pelo 9º Batalhão da Polícia Militar do Estado do Maranhão, em parceria com o Comando Metropolitano da Capital, Serviço de Inteligência da PM e o Grupo Tático Aéreo (GTA), prendeu 20 homens e 19 mulheres. Todos participavam de uma festa em que era comemorado o aniversário de um bandido identificado como Carlinhos e da traficante Liliane Gomes da Silva, a “Lilica”, de 26 anos, que tem dois mandados de prisão em aberto expedidos pela Justiça do Maranhão.

blank

Casa onde grupo foi preso.

A ação policial aconteceu por volta de 2h desta terça-feira (8) numa casa de praia na Rua Principal do Araçagi, de frente para o mar, mas segundo o major Marques Neto a festa havia começado na noite de segunda-feira (7). Ainda, de acordo com Marques Neto, o grupo faz parte da facção criminosa conhecida como “Bonde dos 40” responsável por uma série de crimes na região metropolitana de São Luís.

Entre os presos está um homem com alcunha de Bob. Segundo a polícia, ele é um dos bandidos mais perigosos da região da Vila Isabel Cafeteira, suspeito de envolvimento em 10 assassinatos na Região Metropolitana de São Luís. Também foram apreendidos duas pistolas .040 e 380, dois revólveres calibre 38, 27 celulares, 13 relógios, dois notebooks, 18 cordões de ouro, 13 pulseiras de ouro, quatro cordões de prata, 21 anéis de ouro, nove pares de brinco, além de 1 mil e 290 reais, 1/2 Kg de maconha, além de cinco veículos, inclusive o Pegeout, De acordo com a polícia, o veículo seria o mesmo utilizado em arrastão na Praia do Meio, no último fim de semana, e um táxi, de placas NNH – 4070, conduzido por Ramiro Barbosa e trabalha no Posto São José, no Bairro da Forquilha. Um dos bandidos, que participava da festa, identificado como Danilo Augusto Soares morreu durante troca de tiros com a polícia. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Fabinho Matador e “Paiacan” conseguiram fugir do cerco policial.

blank

Mulheres detidas durante a festa.

O tenente coronel José Frederico Gomes Pereira, comandante do 9º Batalhão da PM, e responsável pela operação, disse que a Polícia cumpriu a missão de prender esses criminosos de alta periculosidade.

– Montamos uma operação após informação do Serviço de Inteligência da Polícia Militar e foi coroada de êxito com a prisão desses bandidos. Todos foram conduzidos para a Seic que fará uma triagem detalhada deles. Têm homicidas, traficantes, com mandados de prisão, e que serão enquadrados em mais um crime, entre eles, corrupção de menores. Enfim, a Polícia Militar deu uma resposta positiva à sociedade – declarou.

blank

Casa onde grupo foi preso.

blank

Celulares, notebooks, dinheiro e armas apreendidos em operação.

Vereador-Manoel-Rego

Vereador vai ser processado por líder Juvenil

Triste, pra não dizer baixo, a atitude do Vereador de São Luís Manoel Rêgo(PTdoB), que utilizou sua página na rede social para mentir que está sendo chantageado.

Triste, pela inveracidade das informações, baixo porque os fatos relatados divergem totalmente do ocorrido. O que o parlamentar chama de extorsão, é na verdade, cobranças de promessas feitas durante a campanha à comunidade da Vila Embratel.

Em um texto recheado de erros de concordância e ortográficos, no pouco que se pode interpretar, o Vereador de São Luís, Manoel Rêgo (PTdoB), diz “Estou sendo vítima de extorsão… Nessa semana passada fizeram um cd e fizeram a divulgação em um carro de som por toda a Vila Embratel me caluniando com palavras muito ofensivas”.

Citando três nomes, Manoel Rego, taxou o jovem líder River de Souza, que atua na área Itaqui Bacanga, juntamente com um ex-cabo eleitoral, conhecido com Pinto e o terceiro conhecido como “Garotinho de Ouro”.

1384852_10200521869833590_448632580_n

A indignação do vereador seria pela gravação de um CD feito pelo cabo eleitoral Pinto, fazendo duras cobranças às promessas de companha, entre elas, a doação de mil cestas básicas e uma casa de apoio na Vila Embratel.

Procurado pelo Blog para esclarecer a tal extorsão, o líder Juvenil explicou sua participação no evento, relatou que nunca teve contato com o vereador depois de eleito, nunca solicitou nada pra ele.

“A raiva do vereador é pelas cobranças que faço via facebook, cobrando suas promessas de campanha para o bairro” Explicou River.

Disse que tem um grande respeito pelo vereador, que o ajudou em pleitos passados, mas que Manoel Rego foi infeliz em acusá-lo de extorsão.

“Se tivesse ocorrendo essa extorsão, o nobre vereador deveria me acionar judicialmente ou então me denunciar na polícia cível, irei interpelar ele judicialmente pedindo uma retração, pois criticar, cobrar nunca será extorsão, a constituição me garante a livre expressão de pensamento”, disse.

E não é de hoje que o vereador tem problemas com lideranças, quem não lembra do “Procura-se o vereador Manoel Rêgo…” veja (AQUI)

IMG_0797

Cinco placas ao longo da MA 203 que não mostram empresa que executa obra nem o prazo de execução

Nunca na história do Município de Raposa se viu tanta placa de publicidade para divulgar uma única obra.

São pelo menos cinco placas que o secretário de Infraestutura Luís Fernando mandou colocar ao longo da MA 203, estrada da Raposa, com a finalidade de  divulgar a obra de “Melhoramento e Recuperações” no valor de pouco mais de R$ 1,8 mil.

Os serviços apelidados de “obra da enganação” é uma espécie de “pelo menos”, na tentativa de enganar a população.

A Governadora Roseana tinha anunciado que a estrada seria duplicada, sem cumprir com o anunciado, agora inventou esse tal serviço de acostamento, a tão sonhada duplicação só falácia de dona Rose.

O que não falta na “obra da enganação” são placas de publicidade com o imenso logotipo do governo do estado, a poluição visual é tanta que começa na entrada da Cidade, perto do Apha Ville com duas placas, uma para visual de quem entra na Cidade e outra para quem sai.

E se estende pelo restante da MA 203, no quebra-mola na proximidade do posto de saúde da vila Boa Esperança outra placa; Na entrada da Avenida da Pirâmide mais uma; Em frente a escola Santo Antônio no Bairro da Itapéua outra placa e a última em frente a sede da Prefeitura.

Como o fato não passa despercebido pelos moradores, já começam brincar com as muitas placas de Luis Fernando, dizem: “Outra coisa não, mas placa essa obra tem muitas, é placa que não acaba mais”.

As informações nas placas da obra, dizem que os serviços devem se estender por 7,50 Km, porém, as publicidades não trazem informações preciosas à população, como o nome da empresa que executa os serviços. Ninguém sabe quem ganhou a licitação. E mais, o prazo para entrega dos serviços também não estão expostos.

Quando a obra termina? Pois é, ninguém sabe!

Não resta dúvida, que esta, assim como as outras obras da Secretaria de Estado da Infraestrutura, liderada Luís Fernando, é mais forma de promover o candidato do governo que não cresce nas pesquisas.

Vestido com a armadura da moralidade, sei lá por onde encontrou, o recém-chegado no PSDC – Partido Social Democrata Cristão, Alan Kardek, utilizou sua página no Facebook, para rebater a matéria do Blog “PSDC é um exemplo fiel de partido de aluguel”.

DSC_0006 - Cópia

Allan Kardek pulou do PSL para o PSDC e não demora muito “pula para outro galho”…

Segundo ele, todos os partidos considerados nanicos ou pequenos, filiaram candidatos com expressão.

Allan é o mesmo que no passado não tão distante, liderou a covarde perseguição contra o ex-candidato a vereador de São Luís Wellington do Curso, quando ainda dava as cartas no PSL, resultando no prejuízo eleitoral ao então candidato nas últimas eleições.

Depois de meter o bedelho em assuntos fora de sua alçada, foi enxotado do PSL pelo vereador Francisco Carvalho,  não perdeu tempo encontrou um lugarzinho no PSDC do “íntegro e justo” Dr. Aragão.

Na nota de Alan, ele não justifica a filiação do Secretário de Segurança Aloisio Mendes e não deixa claro os motivo$ das novas filiações.

Alan bem que poderia explicar as declarações do Deputado Cesár Pires que utilizou a Tribuna da Assembleia para denunciar as chantagens de partidos pequenos a deputados desesperados por abrigo partidário nas eleições de 2014.

Segundo Cesar Pires, até dinheiro público, de emendas parlamentares, foram utilizadas nas negociações para liberar filiação de deputados.

“Alguns partidos menores estão vendendo vagas por um dinheiro absurdo e ficam cobrando de deputados as emendas parlamentares. Isso precisa acabar aqui dentro. É preciso que se investigue esse comportamento e que não se dê guarida a esse tipo de postura.” Disse o parlamentar.

Veja a nota Alan Kardek abaixo:

allan

Primeira Dama do Município de Raposa

Ivonete, Primeira Dama do Município de Raposa

Entre as muitas divergências de opiniões em relação à esposa do Prefeito de Raposa, um fato é indiscutível, a primeira Dama do Município, Maria Ivonete Silva dos Santos em menos de um ano conseguiu consolidar seu nome entre a classe política.

Dizer que Ivonete é querida por todos, seria agir com parcialidade, a bem da verdade, muitos não convergem com a linha de posicionamento da Primeira Dama. Exemplo clássico, é o Presidente da Câmara Eudes da Silva Barros(PRTB), que vive conspirando contra a esposa do Prefeito.

Fato que não desestabiliza a posição de Ivonete que ocupa a secretaria de Administração e Planejamento, sua postura é bem diferente de todas as outras primeiras damas que a antecederam.

Ivonete não tem medo de mostrar a cara, de defender o governo que faz parte. Prefere está presente nas discussões, e entende que a pluralidade de opiniões é a melhor forma de solucionar os muitos problemas que a Cidade passa, e não são poucos!

Desde a posse de Clodomir, que a primeira dama é presença garantida ao lado do marido.

Durante a visita do vice-governador Washington Luís(PT) à sede da Prefeitura, lá estava Ivonete; Quando a Governadora Roseana veio inaugurar a reforma do Porto do Braga, Ivonete também mostrou a cara; Mais recentemente, quando o secretário de infraestrutura Luís Fernando anunciou a construção do acostamento da MA 203, a secretária estava ao lado do marido.

E a presença de Ivonete não se restringe somente nessas ocasiões, nas principais decisões do executivo, Ivonete não dispensa participação. E, dessa forma, vai demarcando seu espaço, e sua história.

Evidentemente, que nada disso seria possível sem a confiança do Prefeito…

O cabo da Polícia Militar do Estado, João Batista Ribeiro, dispara três tiros contra mulher, cuja identidade não foi revelada, e depois recorre ao suicídio. A tragédia aconteceu na madrugada de domingo (6), no povoado Fuleiro, no município de São Bento. O crime foi passional motivado por ciúmes.

Segundo informações, a mulher do militar teria ido a uma festa em que ele estava no povoado Fuleiro e o viu dançando com uma mulher. Chegando lá, os dois discutiram e o cabo Batista sacou da arma, disparou três vezes contra a companheira e recorreu ao suicídio com um tiro na cabeça. Ele morreu no local e a mulher foi socorrida e levada para um hospital na cidade de Pinheiro. De acordo informações da Rádio Mirante AM, a esposa do militar o estado de saúde dela é estável.

1 1.262 1.263 1.264 1.265

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

blank

RÁDIO TIMBIRA

Rádio Timbira Ao Vivo