Em pouco mais de um ano, o torcedor do Sampaio Corrêa vive uma doce rotina nas disputas das competições nacionais. Campeão brasileiro da Série B em 1972, da Série C em 1997 e da Série D em 2012, o Tricolor voltará a disputar mais uma final da competição. E esse direito foi conquistado na raça, diante de um Castelão lotado, na noite deste sábado (9): diante de um Vila Nova bastante determinado, o Sampaio suou a camisa, mas venceu por 2 a 1 e sacramentou seu passaporte para a final. Eloir e Tote fizeram os gols do Bolivão, com o argentino Frontini descontando para o Tigre.

sampaio

Com a vitória, o Sampaio segue com sua série invicta dentro da competição: já são dez jogos desde a última derrota da equipe, para o Baraúnas (RN), ainda na primeira fase. O time maranhense está agora a dois passos do bicampeonato da Série C e do Tetra brasileiro, para coroar uma campanha já premiada com o acesso para a Série B de 2014. Já o Vila Nova, com a derrota em São Luís, se despede da Terceirona, mas com algo a comemorar: após ter eliminado o Treze (PB), nas quartas de final, o Colorado garantiu sua vaga na Segundona do ano que vem.

Agora, resta ao Sampaio aguardar quem será o adversário na grande decisão da Série C, sendo que só há uma certeza: será um velho conhecido. Luverdense e Santa Cruz, adversários tricolores na fase de grupos, iniciam a outra semifinal neste domingo (10), em Lucas do Rio Verde. As finais da Terceirona estão previstas para os dias 24 de novembro e 1º de dezembro.

O jogo

Mesmo contando, mais uma vez, com o apoio dos milhares de torcedores no Castelão, o jogo começou nervoso para o Sampaio, que não conseguiu pressionar de cara e viu o Vila Nova assustar logo aos três minutos, com Marco Aurélio recebendo cruzamento de Róbston e obrigando Rodrigo Ramos a fazer uma grande defesa. O Tricolor tentava responder pelo setor direito do ataque, explorando o lateral Tote. E foi do camisa 2 a primeira grande jogada do Bolivão, que invadiu a área, chutou forte e Leandro Kivel quase desviou para as redes.

Aos poucos, o Sampaio foi ganhando espaço no campo e avançando para o campo de ataque, sempre na base do passe e das jogadas com os laterais. Apesar das tentativas de infiltração, o time maranhense voltou a incomodar o Vila através de uma finalização de longa distância de Leandro Kivel, mas o atacante não conseguiu abrir o placar. Os goianos voltaram a pressionar dois minutos depois, mas Marco Aurélio não aproveitou a jogada de Frontini.

Na reta final da primeira etapa, o jogo voltou a ficar parelho e o Sampaio encontrou dificuldades para chegar até a meta colorada. Eloir, de longe, arriscou para a fácil defesa de Toni, aos 33 minutos. O Vila Nova respondeu à altura: Frontini, da entrada da área, acertou a trave de Rodrigo Ramos e calou o Castelão por alguns instantes. Róbston, aos 37, também de longe, quase acertou o ângulo superior direito de Rodrigo Ramos. A última chance da primeira etapa foi do Sampaio, com Jonas, mas o volante também pecou na hora de concluir o lance.

Tote decide e garante o Sampaio na final

Com a decisão indo para os pênaltis, o Sampaio não quis dar margem ao erro e partiu para cima do Vila Nova logo nos primeiros segundos de jogo. Leandro Kivel, logo aos dois minutos, forçou Toni a fazer uma defesa em chute de fora da área. Cleitinho, aos cinco, quase mandou para as redes após a bola sobrar na área. O Vila Nova, mais fechado, tentava assustar com o sempre perigoso Frontini, que quase marcou de cabeça, aos oito minutos.

Na luta para frear a blitz ofensiva do Sampaio, o Tigre goiano ganhou território e passou a criar novas chances de gol. Tiago Cametá, livre, arriscou de muito longe, mas a bola foi pela linha de fundo. Frontini, novamente, obrigou Rodrigo Ramos a salvar em dois tempos, aos 15 minutos. Com dificuldades, o Sampaio só voltou a chutar a gol aos 24 minutos, com Airton.

Diante de um novo cenário de equilíbrio na partida, os técnicos resolveram alterar as equipes, com Flávio Araújo apostando na juventude de Bruno Chocolate pelo Sampaio e Heriberto da Cunha contando com a experiência de Romerito no Vila Nova. E foi o atacante tricolor que quase marcou em seu primeiro toque na bola, de bicicleta, mas a conclusão não foi das melhores.

Após mais da metade do segundo tempo ter passado e uma disputa de pênaltis se desenhando no Castelão, as duas equipes sabiam que era preciso contar com a estrela de seus destaques para decidir o jogo. E elas apareceram, sendo que o Sampaio foi o primeiro premiado: aos 28 minutos, Tote lançou em profundidade, Eloir foi mais rápido que a zaga vilanovense e chutou forte, sem chances para Toni: 1 a 0, e festa no Castelão. Festa da torcida tricolor e também do camisa 8, que voltou a marcar um gol decisivo após ter sido responsável por marcar no acesso, em Macaé.

Diante, pela primeira vez, de uma situação favorável na partida e também na semifinal, o Sampaio festejou por apenas três minutos: foi o tempo que Frontini, sempre ele, desviou de cabeça após cruzamento e balançou as redes de Rodrigo Ramos. Ducha de água fria no time, mas não nos torcedores, que voltaram a incentivar mesmo com o gol sofrido.

Assim como foi em Macaé, o Sampaio surpreendeu pela postura: mesmo diante de um adversário com a vantagem do resultado e o tempo passando, a equipe maranhense seguiu firme no ataque, em busca do segundo gol, que quase veio com Bruno Chocolate: aos 34 minutos, o atacante recebeu de Airton e bateu, com Toni salvando novamente o Vila Nova.

Lutando com muita persistência e garra, o Bolivão não facilitou as coisas para os goianos, que seguiram se defendendo para garantir o resultado, que lhes dava a classificação. Entretanto, a luta tricolor foi recompensada e a retranca goiana foi castigada aos 35 minutos: Tote, o jogador mais acionado no campo de ataque e autor da assistência para o gol de Eloir, cobrou falta com maestria e fez explodir de alegria o Castelão.

Com os torcedores em pé no Castelão, eufóricos pela classificação que se aproximava, o técnico Flávio Araújo não arriscou e fechou o time, com as entradas do zagueiro Robinho e do volante Róbson Simplício. Na defesa, o Sampaio afastava todo o perigo e tentava arriscar no contragolpe, que quase deu certo aos 45 minutos, com Bruno Chocolate. Sem mais chances no ataque, restava ao Bolivão se defender e esperar os minutos passarem. E passaram. Com o fim do tempo, teve início a festa de torcedores e jogadores, que agora estão perto, novamente, de conquistar o Brasil novamente.(As informações são do Imirante)

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA: Rodrigo Ramos; Tote, Mimica, Paulo Sérgio e Airton; Jonas, Arlindo Maracanã, Eloir e Cleitinho (Robson Simplício); Lucas (Bruno Chocolate) e Leandro Kivel (Robinho). T: Flávio Araújo

VILA NOVA: Toni; Tiago Cametá, Vitor, Neto Gaúcho e Bruninho; Arthur (Weslley), Osmar, Róbston e Thiago Marin (Romerito); Marco Aurélio (Rodrigo Dantas) e Frontini. T: Heriberto da Cunha

1424507_510205909074618_371346472_n

Policial assassinado quando estava de plantão no trailer da PM no bairro da Vila Nova.

Ficaram feridos um sargento, que estava de plantão no Bairro de Fátima, e uma moradora da região. Segundo a Secretaria de Segura Pública (SSP-MA), os dois se encontram no Centro Cirúrgico do Hospital Socorrão I. O soldado, que estava de plantão no trailer da Vila Nova no momento da ação criminosa, morreu na hora.

Ao G1, o Coronel Pereira disse que a polícia já tem pistas dos autores e está em fase de levantamento de informações. Até o momento, ninguém foi preso.

Ônibus incendiados
Um ônibus também foi alvo dos criminosos na noite de sábado (9), no bairro Bequimão, na capital.

20131010024037801451a

Assim como no mês passado, 7 ônibus foram incendiados por criminosos

Segundo os funcionários da empresa responsável pelo transporte coletivo na região, por volta de 19h, três homens invadiram o veículo, que estava parado no ponto final da linha. O trio assaltou então levou a renda e ordenou que os passageiros descessem. Eles jogaram um galão de gasolina dentro do carro e atearam fogo no local, fugindo em seguida. No entanto, o motorista do ônibus usou o extintor de incêndio para controlar as chamas, que não chegaram a danificar o veículo.

À tarde, outro coletivo foi assaltado e incendiado por volta de 14h, no Alto da Esperança, na periferia da capital. Os assaltantes esvaziaram o caixa e atearam fogo no painel e no caixa do veículo, fugindo em seguida. Ninguém ficou ferido. O fogo danificou parcialmente a dianteira do ônibus.(As informações são do G1-MA).

Veja a íntegra da nota da SSP abaixo:

Trailer da Polícia Militar na Vila Nova, em Sao Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) informa que o Serviço de Inteligência, com apoio de homens do Batalhão de Choque e do helicóptero do Grupo Tático Aéreo – GTA, que está sobrevoando áreas de São Luís, está à procura dos envolvidos na morte do soldado Francinaldo Sousa Pereira, durante ataque, neste sábado (9), a um trailler da polícia, na Vila Nova.

A ação da SSP busca identificar, ainda, criminosos, que também num ataque a outro trailler da polícia, balearam o sargento Marco Antonio Correa Cutrim e uma moradora no Bairro de Fátima. Ambos foram levados para o Centro Cirúrgico do Socorrão I.

Com o 0 a 0 na partida de ida, o vencedor do jogo de volta deste sábado fica com a vaga. Em caso de empate com gols, os goianos seguem na competição. Repetição de placar leva a decisão para cobranças de pênalti.

A partida entre Sampaio e Vila Nova deste sábado está marcada para ás 19h (horário de Brasília). O confronto acontece no Estádio Castelão, em São Luís-MA.

Operação na Lagoa da Jansen resulta na interdição temporária de bar (Foto: Jéssica Barros/G1)

Operação na Lagoa da Jansen resulta na interdição temporária de bar

Uma ação conjunta realizada pelo Ministério Público do Maranhão, Corpo de Bombeiros, Blitz Urbana, Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc) e Guarda Municipal resultou no embargo do Zig Bar, na Lagoa da Jansen, na tarde desta sexta-feira (8).

A ação foi motivada pela reforma que está sendo realizada no telhado e na saída de emergência do bar sem autorizacao, segundo guardas da Semusc. A reforma, além de não ter sido autorizada, foi feita de forma irregular. Para esta sexta-feira (8) estava programado um show no estabelecimento, que foi cancelado.

Estabelecimento foi embargado evido a reformas irregulares (Foto: Jéssica Barros/G1)

Estabelecimento foi embargado evido a reformas irregulares

Agora, o proprietário do bar tem três dias para apresentar o projeto da obra ao Corpo de Bombeiros para que as atividades retornem à normalidade. Durante a ação, o proprietario do estabelecimento se negou a assinar o Ato de Embargo.

Caso o proprietário não cumpra as determinações legais, será autuado por crime de desobediência, baseado no artigo nº 330 do Código Penal Brasileiro. A pena será de detenção por um período que pode variar de 15 dias a 6 meses, ou multa.

“Cezinha” acusado de ter assassinado o Cabo Silva

Dois suspeitos do assassinato do policial militar reformado Leônidas Rabelo Silva, 57, o “Cabo Silva”, morto ontem sexta-deira 08/11 no bairro do Cohatrac, foram baleados durante confronto com a polícia no final da tarde desta sexta-feira (8), em São Luís.

Segundo informações da polícia, “Cesinha” e “Tobinha”, estavam na Estrada da Maioba com a missão de executar outra pessoa, quando foram abordados pelos policiais. Eles reagiram e houve troca de tiros.

Os criminosos foram baleados gravemente e levados para o hospital Clementino Moura, o Socorrão II, na Cidade Operária. Devido à gravidade dos ferimentos os dois acabaram morrendo.

De acordo com a polícia “Cesinha” estava incomodado com as ações do “Cabo Silva”, que investigava a movimentação do tráfico de drogas na região e por isso tramou a morte do policial. Ele estava foragido e com mandado de prisão preventiva expedido.

IMG_0298 - Cópia

Prefeito é o sinal de incompetência!

Desde a época do Império Romano quando os países invadidos tinham suas mulheres estupradas para que a descendência fosse dos filhos de Roma, da invasão do Imperador Mongol  Genghis Kan ao Ocidente, até a queda de Constantinopla pelos Turcos-Otomanos. Acompanhamos a miscigenação dos povos.

Já o município de Paço do Lumiar que é uma das unidades do estado que mais recebem verbas para a saúde, e no entanto, não existe um único hospital ou mesmo maternidade geridos pela administração municipal. Na cidade desde janeiro de 2013 quando foi empossado como prefeito Josemar Sobreiro(PR), não nasce um único luminense, pois todas as mães em estágio de parto são levadas para dar a luz a seus filhos em São Luis para serem ludovicenses, e aumentar ainda mais a receita da capital, pois para o IBGE, a contagem de nascimentos, o aumento populacional, a densidade demográfica é da capital maranhense. Até por esse fato, o ministério público sendo acionado através de uma representação de qualquer cidadão, pediria o imediato afastamento do Prefeito Josemar por improbidade administrativa.

Conforme informações que obtivemos de uma fonte da Secretaria de Saúde Luminense, a secretária Nadir de Moraes teria feito um convênio com a Maternidade Marly Sarney para que todos os partos  serem feitos lá em São Luis. A fonte ainda nos passou que Nadir estaria maquiando as prestações de contas daquela secretaria com falsificações de AIH’s e notas fiscais para substituir os valores que antes eram pagos para a Policlínica do Maiobão, onde antes nasciam os filhos de Paço do Lumiar.

Pra completar, de tanto cosmético que estão usando para maquiar prestações de contas, Paço do Lumiar ainda conseguiu receber “por fora”, mais R$ 1 milhão pra saúde. (Com alterações do Blog do Caula)

llll

IMG_8648Não foi só a imprensa que andou reclamando da grosseria de Luís Fernando Silva no Encontro Estadual de Prefeitos e Prefeitas, realizado ontem em São Luís, com a presença da ministra-chefe da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

Apesar da tentativa do clã Sarney de transformar o encontro em outro comício em favor do ex-prefeito de Ribamar, os gestores municipais saíram reclamando da antipatia do secretário de Infraestrutura do Estado, que sequer parou cumprimentá-los. A insatisfação era grande.

O secretário de Saúde do Estado, Ricardo Murad, foi quem fez as vezes de porta-voz do Governo do Estado, ouvindo as queixas de todos contra Luís Fernando. Os prefeitos não paravam de reclamar. Alegavam que o pré-candidato do grupo não tem carisma, é antipático, não tem habilidade para negociar com lideranças e, principalmente, até agora não executou nenhuma das obras anunciadas para os municípios.

Um vice-prefeito do PMDB da Região Tocantina chegou a se exaltar, defendendo a todo custo que Luís Fernando seja substituído a tempo, para não ser humilhado pelo presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), na disputa pelo Palácio dos Leões.

– Esse moço vai tomar uma surra tão grande do Flávio Dino, ainda no primeiro turno, que depois das eleições ninguém vai lembrar nem do nome dele – dizia o peemedebista a Murad.

Outros, mais gaiatos, afirmavam que Luís Fernando Silva é um “Picolé de Chuchu” tão desprestigiado que não conseguiu levar nem o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), Gil Cutrim, para o evento.

Ao todo, pouco mais de cem prefeitos compareceram ao Encontro Estadual de Prefeitos e Prefeitas.(Na íntegra do Marrapá )

1 1.171 1.172 1.173 1.174 1.175 1.188

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894
Celular: (98) 98160-1081

Publicidade

RÁDIO TIMBIRA