15
jul
2016

Operação Descarrego: Promotor diz que 40 pessoas recebem sem tabalhar na prefeitura de Pio XII

Os documentos, computadores, pen-drives e CDs apreendidos passarão agora por uma avaliação do Ministério Público e por perícias realizadas pelo Instituto de Criminalística. A previsão é que esse trabalho se estenda pelos próximos 15 dias.

Operação Descarrego aconteceu em Pio XII

Operação Descarrego aconteceu na prefeitura de Pio XII e na residência do secretário de Finanças.

De acordo como o blog publicou com exclusividade ontem (14) – LEMBRE –  o Ministério Público do Maranhão, em parceria com as Polícias Civil e Militar, realizou, a primeira fase da Operação Descarrego. O objetivo da operação foi cumprir, simultaneamente, diversos mandados de busca e apreensão no município de Pio XII. A promotoria da comarca investiga a existência de funcionários fantasmas na administração municipal.

As operações de busca e apreensão aconteceram na sede da Prefeitura, secretarias de Administração, Finanças, Educação e Recursos Humanos, além da residência do secretário municipal de Finanças.

O alvo da busca e apreensão foram documentos referente à folha de pagamento, fichas cadastrais de funcionários bem como outras comprovações empregatícias de servidores, sobretudo, os contratos pela prefeitura piodocense.

O alvo da busca e apreensão foram documentos referente à folha de pagamento, fichas cadastrais de funcionários.

De acordo com o promotor de justiça Francisco Thiago da Silva Rabelo, titular da Comarca de Pio XII, o Inquérito Civil n° 007/2016 já tem mais de 40 pessoas investigadas por suspeita de serem funcionários fantasmas do Município. Vários deles são parentes do prefeito e de secretários municipais, com cargos de assessores e salários de cerca de R$ 4 mil.

O promotor destacou a importância do trabalho realizado em Pio XII. “Estamos em um município muito pobre, com baixo IDH. Uma situação como essa causa prejuízos graves aos cofres municipais“, avaliou.

Também participaram da operação os promotores de justiça Ariadne Dantas Meneses (Dom Pedro), Fábio Santos de Oliveira (Bom Jardim), Gabriele Gadelha Barboza de Almeida (Olho D’Água das Cunhãs) e os delegados Diego Rocha (Pio XII), Alex Coelho (Santa Luzia), Ederson Martins e Eduardo de Carvalho Veras (ambos de Santa Inês). Atuaram, ainda, investigadores de polícia e a Polícia Militar de Pio XII.

LEIA TAMBÉM:

– A pedido do MP, polícia cumpre mandado de busca e apreensão na Prefeitura de Pio XII

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade