13
out
2014

O que mais é preciso para decretar a prisão desse bandido de nome Diego Polary?

polary

Diego Polary foi reconheicido como autor de golpes de arma branca contra vítima, e mesmo assim, a polícia ainda não decretou prisão preventiva

Um tanto quanto absurdo o caminho que a polícia conduz o caso do homicídio do jovem advogado Brunno Eduardo Matos Soares. Não resta dúvida da proteção que estão dando a Diego Polary um dos acusados de participação no crime.

O que mais estão precisando para decretar a prisão preventiva desse bandido de nome Diego Polary? Estaria a polícia agindo a pedido político? Ou até mesmo, levando em consideração que o rapaz faz parte da classe nobre da Capital?

Existem duas testemunhas que reconheceram Diego Polary com sendo autor de golpes de arma branca no local do crime, inclusive, como pode ser comprovado abaixo, com termos de reconhecimento de pessoas junto a polícia.

Na última sexta-feira 10/10, a polícia fez um auto de reconhecimento e colheu depoimentos das vítimas  no caso que ocorreu na comemoração da vitória de Roberto Rocha ao senado, no dia 6 de outubro. Na ocasião, o advogado Brunno foi assassinado a golpes de faca. Outras duas pessoas, Kelvin Chiang e Alexandre Matos Soares ficaram gravemente feridos.

No depoimento de Kelvin Chiang – teve uma faca cravada nas costas – , dado ao delegado do 7º DP, Márcio Dominici, depois de fazer o reconhecimento, a testemunha disse que pode afirmar, com segurança, que foi esfaqueado por Polary. “Foi ele o autor de golpes de arma branca”. disse Kelvin a polícia.

Outra testemunha, Wesley Carvalho de Oliveira, afirmou que o viu no local no momento da confusão. A segunda vítima da tentativa de homicídio, Alexandre Matos Soares, seria ouvida, também, nesta sexta-feira (10), mas teve uma pequena piora no hospital e não recebeu permissão para falar com a polícia.

Versão do bandido Polary…

Diego Polary, apontado como um dos envolvidos no crime, prestou depoimento à polícia também na última sexta-feira (10). Ele negou ter participação no caso e afirma que estava em casa dormindo na hora do crime. Diego alega, ainda, que só ficou sabendo do fato na manhã da prisão do seu tio, Carlos Humberto Marão, apontado como principal suspeito.

Abaixo os dois termos de reconhecimento de pessoas, feito pelas vítimas, deixam claro que Diego Polary teve participação no crime.


IMG-20141010-WA0037 IMG-20141010-WA0039

2 Comentários

  1. blank Henrique Carvalho disse:

    O que mais falta? Permissão de fuga, ou uma mágica que vai descartar esse facínora? Que música tão alta era essa que permitia com que ele dormisse naquele momento? E por fim. pra que servem os reconhecimentos pelas vítimas? O Alexandre vai depor hoje. E hoje é a missa de 7 dias no Cohafuma.

  2. blank Henrique Soares disse:

    Sou tio do Brunno e do Alexandre que também é meu afilhado. Um abraço, Sr Domingos

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo