23
set
2015

Áudios revelam novos ataques do Dep. Fernando Furtado, desta vez contra a Igreja Católica

dsc_5805-66692

Deputado Fernando Furtado (PCdoB) destrata a maior região do país.

Dando sequência a série de postagens que repercutiu em todo o país, sobre as baboseiras proferidas pelo primeiro suplente de deputado estadual Fernando Furtado(PCdoB), o blog publica nesta quarta-feira(23)  mais dois áudios exclusivos do parlamentar.

Desta vez, os ataques de Furtado são direcionados à Igreja Católica. As asneiras são o resultado do discurso transloucado do político durante uma Audiência Pública realizada no dia 04 de julho, organizado pela Aprocaru – Associação dos Produtores do município de São João do Caru.

Nos áudios a seguir, Fernando Furtado – agora chamado de Fernando Surtado, diz ser “católico apostólico brasileiro’ e ataca de forma grosseira a religião.

Segundo o Deputado, os fies têm que ser temente é a Deus e não a Igreja, e afirma ainda, que a Igreja detentora de muitas terras, deve desculpas por ter incendido pessoas. Acompanhe nos áudios abaixo:

ÁUDIO nº 04:

“A Igreja Católica era para estar aqui, sou católico apostólico brasileiro não praticante, eu! Agora, tem que se dizer a Igreja Católica que ela, nesse século, deve desculpas a humanidade pelos desfeitos que fez no passado, quando até incendiou pessoas, a Igreja Católica hoje pede desculpas, e a Igreja Católica no Brasil tem que pedir desculpas a vocês, porque ela tem muita terra, ela é quem defende essa política indigenista e não pode ser assim”.

ÁUDIO nº 05:

“Parece que todo mundo ficou mudo quando se fala na Igreja, nós temos que ser temente é a Deus, e não a igreja.”

5 Comentários

  1. waltet disse:

    Ele foi claro em dizer e ofender a igreja católica apostólica brasileira e somos católico apostólico romano

  2. marshal disse:

    Realmente as pessoas devem obediência a Deus e não a Igreja.

  3. fran disse:

    Sim quais foram mesmo os ataques? por acaso a Igreja não cometeu tremendas atrocidades usando o nome de Deus? querem pior atrocidade que a inquisição,venda de indulgencia tribunais que condenavam inocentes só por emitir opiniões críticas? Afinal a frase “devemos temer a Deus e não a Igreja” estar corretíssima, igreja é pra ser respeitada como instituição social não temida como se fosse ela mesma a divindade.

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade