31
jan
2019

“Nosso principal objetivo agora é minimizar a dor das famílias”, afirma bombeiro em Brumadinho

Bombeiros maranhenses estão integrando grupos de resgate em Brumadinho.

”Aqui em Brumadinho o ambiente é devastador, temos a sensação de um clima pesado diante de tanta destruição, mas entendemos que tudo isso faz parte da nossa missão. O principal objetivo agora é minimizar a dor das famílias”, pontua o major Patrício Penha, um dos integrantes do grupamento maranhense que apoia a operação de resgate em Brumadinho, no estado de Minas Gerais.

O major Patrício Penha integra o grupo de sete bombeiros militares enviados pelo Governo do Maranhão para auxiliar nas operações de resgate na tragédia ocorrida em Brumadinho. Eles são especializados em buscas, salvamentos especiais e resgate em estruturas colapsadas. Os bombeiros maranhenses estão distribuídos em grupos de busca e na terça-feira (29) auxiliaram na retirada de três corpos na chamada ‘zona quente’ do desastre.

Aqui em Brumadinho o ambiente é devastador, temos a sensação de um clima pesado diante de tanta destruição, mas entendemos que tudo isso faz parte da nossa missão. O principal objetivo agora é minimizar a dor das famílias”, pontua o major Patrício Penha, um dos integrantes do grupamento maranhense que apoia a operação de resgate em Brumadinho, no estado de Minas Gerais.

Bombeiros maranhenses permanecerão por tempo indeterminado, reforçando o trabalho de resgate.

O major Patrício Penha integra o grupo de sete bombeiros militares enviados pelo Governo do Maranhão para auxiliar nas operações de resgate na tragédia ocorrida em Brumadinho. Eles são especializados em buscas, salvamentos especiais e resgate em estruturas colapsadas. Os bombeiros maranhenses estão distribuídos em grupos de busca e na terça-feira (29) auxiliaram na retirada de três corpos na chamada ‘zona quente’ do desastre.

A operação é dificultada pelas condições da área e as buscas avançadas estão sendo feitas com o auxílio de aeronaves. O terreno é instável, está tomado pela lama que vem secando a cada dia, tornando o trabalho ainda mais difícil e desgastante, segundo o major Patrício Penha. O militar enfatiza as dificuldades destacando que a “fadiga é grande, mas o sentimento de solidariedade é maior e isso tem motivado a equipe do Maranhão a continuar a se esforçar cada vez mais para prestar um bom trabalho”.

O major explicou que, devido a todas as condições adversas, a operação está sendo realizada de forma diferente do habitual e esse conhecimento será compartilhado com os bombeiros maranhenses. “Inclusive no que diz respeito aos protocolos empregados aqui e seguidos por todas as equipes de bombeiros no Brasil, no que se refere ao atendimento a desastres de grandes proporções. É mais um aprendizado para que possamos ser sempre eficazes em outras situações afins, que esperamos que não venham a ocorrer, mas, para as quais precisamos estar preparados e adequadamente treinados”, declarou.

A equipe do Maranhão está em Brumadinho desde domingo (27) e permanecerá por tempo indeterminado, reforçando o trabalho de resgate. Além do efetivo, o governo maranhense enviou, ainda, uma viatura de resgate e salvamento.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo