22
jan
2015

Não foi somente Itapary que faturava alto nas ilegalidades da EMAP

Luiz Carlos Fossati, o engenheiro eletricista que comanda a Emap – Empresa Maranhense de Administração Portuária

Luiz Carlos Fossati, engenheiro eletricista que comandava a Emap – Empresa Maranhense de Administração Portuária, recebeu rescisão milionária e ilegal

A Colunista Mônica Bergamo do Jornal Folha de São Paulo, publicou nesta quinta-feira (22) que ao deixar a presidência da Emap (Empresa Maranhense de Administração Portuária), no apagar das luzes do governo anterior,  Luiz Carlos Fossati recebeu R$ 300 mil de verbas rescisórias, apesar de ocupar cargo de confiança.

Fossati pediu demissão em 23 de dezembro, antes da posse do novo governo. Segundo o Jornal a Emap  pagava indenização trabalhista para ocupantes de cargos comissionados, quando o direito  restringe-se a concursados regidos pela CLT.

Ainda segundo o jornal Folha de São Paulo,  a  Procuradoria-Geral do Estado determinou que ocupantes de cargos comissionados não têm direito a verbas rescisórias, “por serem estas incompatíveis com a precariedade da relação estabelecida em cargos de livre nomeação e exoneração”.

Veja também:

– Imagem do dia: O detalhamento da imoralidade da Itapary

– O chororô de Joaquim Itapary após ‘demissão’ da nora que recebia R$ 13 mil na EMAP

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo