02
jan
2014

Morte de preso por estrangulamento no Centro de Triagem é a prova que a Direção de Segurança dos Presídios não funciona!

“Se eu voltar para lá (Pedrinhas) vão me matar”. Disse Josivaldo Pinheiro Lindoso após ser preso pelo sargento Sá. Foi dito e feito!

“Se eu voltar para lá (Pedrinhas) vão me matar”. Disse Josivaldo Pinheiro Lindoso após ser preso pelo sargento Sá. Foi dito e feito!

O ano de 2013 acabou com 60 detentos assassinados dentro das Penitenciárias da Capital, mostrando o caos que está instalado no Sistema Penitenciário.

Diante da crise, a governadora Roseana Sarney determinou criação, desde a última desta sexta-feira 27/12/13, da Direção de Segurança dos Presídios do Maranhão, onde cada Diretoria está sob o comando de um oficial da Policia Militar, passando a compor o organograma funcional de todos os presídios do estado, reforçando o trabalho das Diretorias Geral e Administrativa. São 60 policiais militares fazendo a segurança nas oito unidades penitenciárias do Complexo de Pedrinhas, com permanência prevista de 90 dias, prorrogáveis.

Mas, na prática não está funcionando, e a prova do fracasso foi confirmado com mais uma morte de detento no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. O assassinato  desta vez, ocorreu nesta madrugada quinta-feira (02/01), o preso Josivaldo Pinheiro Lindoso, de 35 anos, foi estrangulado.

A vítima teria sido presa com mais quatro pessoas no último dia 31 /12 de 2013 e levados para o Plantão da Rffsa, na Avenida Beira-Mar.  Depois, eles foram transferidos para o Centro de Triagem de Pedrinhas, onde foi estrangulado.

“Se eu voltar para lá (Pedrinhas) vão me matar”.  Foram as palavras de Josivaldo Pinheiro Lindoso na noite do último dia 31/12 de 2013 após ser preso pelo sargento Sá, comandante da equipe Raio do 9º  Batalhão.

O temor do foragido justificado, pois era foragido de Pedrinhas, Josivaldo foi preso pela equipe Raio do Batalhão de Choque, depois de ter sofrido um atentado sendo alvejado no braço esquerdo(como mostra a foto). No hospital Djalma Marques, o Socorrão I, foi constatado que ele tinha dois mandados de prisão para serem cumpridos até 2024. Com ele foi encontrado um revolver calibre 38.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo