05
ago
2022

Ricardo Lewandowski determina volta de Eurípedes Júnior ao comando do PROS; partido deve realizar nova convenção ainda nesta sexta

No Maranhão será anulada a convenção partidária, onde o PROS tinha decidido apoiar Weverton Rocha (PDT) na disputa pelo Governo. O PROS era comandado pelo suplente de deputado estadual Marcos “Play”.

Comando estadual da legenda foi repassado para Tatiana Carvalho, esposa do vereador Chico Carvalho…

Comando estadual da legenda foi repassado para Tatiana Carvalho, esposa do vereador Chico Carvalho…

O ministro Ricardo Lewandowski, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que Eurípedes Júnior volte ao cargo de presidente do Pros. Júnior é da ala que fechou acordo para apoiar a chapa Lula-Alckmin já no primeiro turno nas eleições de outubro.

Pela legislação eleitoral, esta sexta (5) é o último dia de prazo para que os partidos façam convenções e indiquem seus candidatos.

No domingo (31), já houve uma convenção nacional do Pros, sob comando de Marcus Holanda. O partido indicou Pablo Marçal como candidato à Presidência.

O Pros deve realizar nova convenção ainda nesta sexta.

– Imbróglio jurídico

É mais uma etapa de uma disputa jurídica que se acirrou nos últimos dias.

Em março, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal afastou Eurípedes Júnior da presidência do Pros em razão de suposto desvio de recursos. O partido passou a ser comandado por Holanda.

No domingo, horas após a convenção, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Jorge Mussi devolveu a presidência da sigla a Eurípedes Júnior até que o Tribunal de Justiça do DF termine de julgar o processo que envolve a gestão dele no Pros.

Na quarta (3), três dias após retomar o controle do Pros, Eurípedes Júnior se reuniu em São Paulo com o candidato a vice-presidente da chapa encabeçada por Lula, Geraldo Alckmin (PSB), e com o coordenador do programa de governo da chapa, Aloizio Mercadante.

No encontro, Júnior declarou apoio à candidatura PT-PSB e se comprometeu a reverter a formalização da candidatura de Pablo Marçal. Segundo nota divulgada pela equipe de Mercadante, a comitiva restituída do Pros sugeriu a Alckmin e Mercadante a inclusão de um programa de auxílio a endividados nos planos de governo da chapa. Desde a fundação do partido, em 2010, o Pros nunca lançou candidato próprio ao Planalto. A sigla sempre esteve ao lado do PT nas campanhas presidenciais.

Na mesma quarta, a Justiça devolveu o cargo de presidente do Pros a Marcus Holanda. O ministro Antônio Carlos Ferreira, do STJ, considerou que não era de competência do tribunall analisar o pedido de Eurípedes Júnior, pois ainda há recursos a serem analisados em 2ª instância na Justiça do Distrito Federal.

Eurípedes, então, entrou na Justiça novamente e obteve decisão favorável de Ricardo Lewandowski.


– LEIA TAMBÉM:

Chico Carvalho anula convenção do PROS e anuncia novo encontro do partido para próxima sexta-feira (05)

1 Comentário

  1. Bia disse:

    COITADO DO AUGUSTO CALDAS NAO DA UMA DENTRO

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

CONTAGEM REGRESSIVA

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894