24
jun
2020

Miltinho Aragão e seus comparsas permanecem em silêncio sepulcral sobre escândalo milionário em São Mateus

O que chama atenção é o fato do prefeito ainda não ter colocado a cara na rua para falar a respeito do assunto, tampouco, seus secretários municipais envolvidos, no caso, Atanildo Pereira de Oliveira (Finanças) Jefferson Luís Pinheiro Sousa (ex-titular Saúde) Lucélia Martins da Costa (atual titular da Saúde)  e Telma da Silva Vieira (Educação).

Prefeito Miltinho, Atanildo (Finanças), Jefferson (ex-titular Saúde), Lucélia (atual da Saúde)  e Telma (Educação) todos denunciados por dano aos cofres públicos.

O falante prefeito de São Mateus, Miltinho Aragão, decidiu silenciar desde que o Ministério Público acionou ele e mais quatro de seus secretários por um suposto rombo de R$ 33 milhões dos cofres da prefeitura que ele administra desde o ano de 2013. A Ação Civil de Improbidade Administrativa, assinada pela Promotora Alessandra Darub Alves foi protocolada no dia 19 de março deste ano, todos foram denunciados por dano aos cofres públicos.

O que chama atenção é o fato do prefeito ainda não ter colocado a cara na rua para falar a respeito do assunto, tampouco, seus secretários municipais envolvidos, no caso, Atanildo Pereira de Oliveira (Finanças), Jefferson Luís Pinheiro Sousa (ex-titular Saúde), Lucélia Martins da Costa (atual titular da Saúde) e Telma da Silva Vieira (Educação).

De acordo com a Ação, Miltinho e seus comparsas fraudaram nove contratos e outros oito diferentes aditivos com a CTSLZ – Cooperativa de Trabalho e Prestação de Serviço, no qual o objetivo foi a contratação de mão de obra terceirizada em diversas secretarias da gestão são-mateuense, que serviu para o prefeito empregar aliados e cabos eleitorais em vez de realizar Concurso Público.

O prefeito até o momento, encontra-se no que parece ser um silêncio sepulcral; não gravou um vídeo dando sua versão sobre as supostas fraudes e também não emitiu nenhuma nota de esclarecimento a respeito dos contratos com a CTSLZ. E ele sabe, mais que ninguém, que quem cala consente…


LEIA TAMBÉM:

– Escândalo de R$ 33 milhões com cooperativa faz Ministério Público acionar Miltinho Aragão por fraude, em São Mateus

Promotora pede perda da função pública e suspensão dos direitos políticos de Miltinho Aragão, prefeito de São Mateus

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo