O Movimento Brasil Livre (MBL) e o Partido Novo, grupos políticos que surgiram nos últimos anos com a ideologia de combater as políticas de esquerda, no Maranhão escolheram um caminho totalmente inverso daquele que se propuseram quando foram criados.

Durante a sessão da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (05), que aprovou o pacote anticrise do Governo, tanto o MBL quanto o partido Novo apoiaram as palavras de Adriano Sarney, neto do oligarca José Sarney, representante do que há de mais atrasado na política brasileira.

Durante um dos embates que Adriano teve com o deputado Marcos Caldas, representantes vestidos com camisas do MBL e do Novo saíram em defesa do neto de José Sarney, e caíram em contradição em relação ao que pregam suas respectivas ideologias.

Eles chegaram ao cúmulo de hostilizar as palavras de Marcos Caldas, que detonou os discursos hipócritas de Adriano e falou verdades sobre a oligarquia que dominou o Maranhão por 50 anos.

De novo, os que querem representar a novidade no Maranhão não tem nada.

3 Responses so far.

  1. Existe vida na terra além de Flávio Dino e Sarney. Não é porque somos contra o que um representa que vamos ser a favor da mesma posição travestida representada pelo outro.

  2. Hugo disse:

    Nossa… quanto amadorismo enquanto blogueiro. Você inventou isso ou simplesmente ouviu um boato e publicou?

    O Partido NOVO é contra aumento de impostos, causados por incompetência de gestão. Alguns integrantes foram lá única e exclusivamente para protestar e NÃO a serviço de político X ou Y.

    Quem se manifesta contra determinadas pautas agora está a serviço dos Sarneys? Quanta ignorância e irresponsabilidade… espero que você tenha sido ingênuo ao publicar isso e não mal caratismo.

  3. Jorge Alencar disse:

    Postagem ridícula de gente que só é capaz de enxergar dois lados, não sou adepto e nem conheço bem o MBL, nem sou filiado (ainda) do NOVO, mas é nítido que o movimento e o partido elogiaram quem votou em conformidade com SEUS IDEAIS, ou seja, elogiou-se o VOTO, não a pessoa, afinal ambos são defensores da diminuição e simplificação da carga tributária. Portanto, se o Adriano Sarney votou a favor do povo(no caso, pela visão dos ideais do partido NOVO e do MBL), mesmo que seja algo inesperado, é elogiável sim, visto que foi um voto bom, independente das intenções dele, mas isso de forma alguma muda o caráter dele ou da família. E muito menos quer dizer que o partido NOVO e o MBL apoiam SARNEY, uma coisa não tem nada a ver com a outra.