24
nov
2021

Manifestações de profissionais de educação e agendes de endemias acontece em frente a Prefeitura de São Luís

Os professores ainda esperam pelo pagamento das progressões, difícil acesso e titulações, afirma o Sindicato dos professores municipais.

Profissionais de educação fazem manifestação em frente a prefeitura de São Luís, reinvindicando direitos estatutários que ainda não foram pagos, referentes aos anos de 2020 e 2021. Os professores ainda esperam pelo pagamento das progressões, difícil acesso e titulações, afirma o Sindicato dos professores municipais.

Os professores pedem que o Prefeito Eduardo Braide os receba para a abertura da Mesa de Negociação 2021. São pautas do ato:
Reajuste salarial – os professores estão há 5 anos com os salários congelados;
Fim do Assédio Moral – a categoria vem denunciando ao sindicato vários casos, dentro das escolas por parte dos gestores e pela Secretaria de Educação (Semed), que se configuram como assédio moral;
Retorno presencial seguro nas escolas e meios de acesso para os alunos assistirem aulas remotas – professores reivindicam o cumprimento dos protocolos sanitários nas escolas. Em escolas que retornaram não há garantias de distanciamento mínimo entre os alunos, água para lavar as mãos e insumos como álcool em gel.

Professores temem que, sem um planejamento correto de retorno, venha uma terceira onda da pandemia da covid -19 na capital e pedem que a Prefeitura garanta meios para o acesso de alunos às aulas remotas. Até o momento não foram entregues chips e tablets aos estudantes.

Os agentes de Endemias também fazem manifestações em frente a prefeitura de São Luís, o Sindicato dos Trabalhadores do Controle de Endemias no Estado do Maranhão (SINTRACEMA), alega que por diversas vezes protocolou junto à Secretaria de Saúde e Prefeitura Municipal de São Luís, pautas de emergência as quais à categoria não obteve em nenhum momento a receptividade das mesmas, quais sejam:
– 1° Décimo terceiro dos CE’S 2010 e Leishmaniose;
– 2° Fardamento e material de de EPI’S (os quais, segundo eles, estão em falta para o trabalho em campo)
– 3° Regularização dos cargos de Supervisores conforme projeto de Lei Municipal n°002495/2018;
– 4° Condução para supervisores;
– 5° Aumento adicional de insalubridade para 40%
– 6° Regularização do vale-transporte em atraso;
– 7° Pagamento do 14° salário (INCENTIVO)

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade