11
abr
2016

Luis Fernando desqualifica Câmara e vereadores de São José de Ribamar

IMG-20160411-WA0084

Escolha do vice faz parte de um plano para trair o governador Flávio Dino na eleição de 2018.

Operando para que seu projeto de poder dê certo – quando, em 2018, pretende disputar o governo do estado ou uma vaga de senador – Picolé de Chuchu vai impor o cearense Eudes Sampaio como seu vice.

Demorou pouco mais de 24 horas para que o ex-prefeito Luis Fernando Silva, através de blogs financiados pela sua pré-campanha, tentasse mascarar a verdade novamente.

Desta vez, o tirou saiu pela culatra. Os textos que saíram das mentes brilhantes de Picolé de Chuchu e assessores são, na verdade, uma desqualificação barata da Câmara Municipal de São José de Ribamar e dos seus vereadores.

Nos dois post’s anteriores deste blog sobre o assunto em questão, revelei que Luis Fernando irá descumprir acordo com os vereadores no qual ele assumiu, ainda no ano passado, o compromisso de aceitar como seu vice um parlamentar indicado pela Câmara. Também revelei que Picolé pretende emplacar como seu companheiro de chapa, o cearense Eudes Sampaio, atual vice-prefeito da cidade balneária e uma espécie de seu ‘faz tudo.’

O objetivo é garantir Sampaio sentado na cadeira de prefeito – e, logicamente, poder absoluto sobre os cofres municipais – quando, em 2018, LF disputará o governo do estado, enfrentando o seu mais novo aliado, o governador Flávio Dino, ou uma vaga de senador.

Hoje, nos textos mirabolantes Picolé esculacha o vereador Nonato Lima, que foi seu líder do governo e que é seu cumpadre. E tenta justificar afirmando que Lima perdeu a oportunidade de ser o seu vice porque está filiado ao PDT, partido que, assim como o PSDB, faz parte do grupo político do governo Flávio Dino.

Nonato Lima recebeu a indicação dos seus colegas de parlamento para ser o candidato a vice na chapa de LF. Ao desqualificar o vereador, Luis Fernando desqualifica também o Poder Legislativo Municipal, dando um tapa na cara dos demais parlamentares e em outras lideranças políticas, revelando aos mesmos que com ele não existe diálogo, é na base do “eu tudo posso”.

Paralelo a isso, Picolé de Chuchu ratifica a sua fama de descumpridor de acordos.

Que o diga a família do saudoso ex-prefeito J. Câmara, gestor que carregou Luis Fernando nos braços, o elegeu prefeito em 2004 e, no ano seguinte, teve todos os seus aliados defenestrados da administração municipal.

Mas essa, é uma história para ser contada em outro post.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade