24
set
2014

Governo cedeu preso e usou aparelho do Estado para montar farsa contra Flávio Dino?

Blog da Lígia Teixeira – Segundo versão dos próprios meios de comunicação do grupo Sarney-Lobão,  o governo do Estado do Maranhão cedeu um preso do Complexo Penitenciário de Pedrinhas e usou o próprio aparelho de Estado, para montar o falso vídeo em que Flávio Dino é acusado de liderar uma quadrilha de assalto a banco.

Os meios de comunicação do grupo alardeiam desde ontem a noite (23) que o homem que aparece no vídeo foi identificado como André Escócio de Caldas e estaria preso em Pedrinhas.

Se a informação for verdadeira, ela é gravíssima.

Ontem pela manhã, a Coligação Todos Pelo Maranhão disponibilizou à imprensa o videomonitoramento da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, comprovando que o aparelho de Segurança do Estado, através da Tropa de choque e do Serviço Velado da Polícia Militar, para promover uma blitz clandestina que abordou exclusivamente o irmão de Flávio Dino, Saulo,  no último dia 3 de setembro.  Nada foi encontrado.

Se o governo do Estado teve a audácia de usar a força de segurança para tramar politicamente contra a família de Flávio Dino, não custaria a Roseana ceder um preso custodiado e as dependências do Sistema de Segurança para forjar uma fraude que beneficie seu candidato.

Oposição pede proteção  de suposto detento:

Após a informação de que o preso do vídeo falso contra Flávio Dino teria sido identificado como um detento de Pedrinhas, a oposição reagiu. Por meio de sua conta no twitter, Flávio Dino demonstrou preocupação: “Forjaram um vídeo com um presidiário e colocaram na TV Difusora (SBT), pertencente à família Lobão. Exijo garantia de vida para esse preso”, disse.

Já o presidente do PCdoB, Márcio Jerry disse que o vazamento O “vazamento” do nome do preso a jornalistas ligados ao grupo Sarney é parte de uma trama macabra.

“Trama macabra de uma gente sem respeito à vida, à nada. Fazem qualquer coisa para manter privilégios, poder, corrupção. Exigimos garantia de vida para o preso que participou da farsa para envolver o nome de Flávio Dino em crimes. Convocamos a manifestação de todos os homens e mulheres de bem contra essa farsa grosseira e violenta. Chega, isso é inadmissível”declarou Jerry.

A oposição teme , e com razão, que haja tentativa de forjar a morte do preso para tumultuar ainda mais o ambiente eleitoral. E se em 1994, José Sarney inventou a morte de uma pessoa para ganhar a eleição, o que estaria em curso agora seria uma trama verdadeiramente macabra.

Faltam 10 dias para a eleição.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

 

RÁDIO TIMBIRA

Rádio Timbira Ao Vivo