12
ago
2016

GOLPE: Prefeito de Arame vende casa em São José de Ribamar para várias pessoas

e4e0c521-5d87-4135-b127-4e59b4a44e07

Casa ainda na fase de acabamento,  foi vendida para várias pessoas pelo prefeito Marcelo Farias.

Três pessoas que preferiram não se identificar, procuraram o blog para fazer uma denúncia contra o prefeito Marcelo Lima de Farias (PMDB), de Arame, município maranhense a 475 km de São Luís, localizado no Alto Mearim.

Segundo os relatos, elas foram vítimas de um golpe aplicado pelo gestor, que desesperado para levantar dinheiro, provavelmente para sua campanha eleitoral de reeleição, ofereceu uma casa ainda em fase de acabamento por um preço bem atraente.

Acontece que o imóvel situado na Rua Rio Pindaré, nº 09, loteamento Parque Rios [ao lado do Cemitério Jardim da Paz] em São José de Ribamar, foi negociado com pelo menos três pessoas diferentes.

Encontro

Os múltiplos compradores apenas descobriram o golpe quando se encontraram, coincidentemente, na frente da casa nesta quinta-feira(11). Por volta das 16h, um empresário da cidade de Arame esteve no local para conhecer o imóvel e pegá-lo como parte de uma dívida que possui com o prefeito. Nesse momento, um segundo comprador, detentor de um cheque pessoal de Marcelo Farias como parte referente a compra do imóvel, deu de cara com a situação. Após conversarem, as vítimas descobriram a existência de outra pessoa que também pagou por parte da casa.

O blog buscou contato com o prefeito para esclarecer o episódio, mas não obteve retorno.

Folha corrida

prefeito-marcelo-lima-arame-ma

Além de aplicar golpe imobiliário, prefeito foi acionado duas vezes por improbidade.

Marcelo Farias é conhecido pelas trapalhadas. Em março de 2015, por exemplo, o prefeito e mais dois empresários foram denunciados à Justiça por improbidade administrativa pelo Ministério Público do Maranhão (MP-MA).

Segundo o promotor de justiça Weskley Pereira de Moraes, após denúncia feita por um vereador, foram constatadas irregularidades em procedimento licitatório, que teve como objetivo a contratação de empresa especializada em locação de veículos. A empresa havia vencido a licitação com contrato no valor de mais de R$ 2 milhões.

Em outubro de 2015, o Marcelo Farias foi novamente acionado pelo MP-MA por improbidade administrativa e teve seus bens bloqueados. A denúncia foi feita  por vereadores da cidade alegando que o prefeito, desta vez, estaria usando dinheiro público para promoção pessoal, além de irregularidades em uma licitação para a compra de fardamento escolar.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade