18
dez
2013

Flávio Dino em destaque…

Pedrinhas e a banalidade do mal

entrevistas_640x356_flavio_dinoEis que aconteceu de novo. Mais mortes bárbaras, decapitações, horror. Já se vão dezenas de mortes neste ano de 2013 em estabelecimentos prisionais do Maranhão. São pessoas. Têm família. Pais, mães, esposas, filhos. É desumano reduzi-los ao rótulo de “criminosos”.

E há que se perguntar: já haviam sido julgados, com sentença transitada em julgado ? Cometeram crimes graves ? Ou eram apenas vítimas da falta de uma adequada defesa técnica ? Não sei, não sabemos. E mesmo que fossem, de fato, criminosos “perigosos”, há o que justifique tanto horror ?? Acaso não existem Constituição e leis ? Na verdade, o que se passa em Pedrinhas é a dose mais elevada e concentrada do que assistimos cotidianamente.

Basta olhar ao redor para ver que o Maranhão está sem governo, sem comando. E os males vão se sucedendo. A cada indicador social que é divulgado, o Maranhão figura em último ou penúltimo lugar. Denúncias de corrupção institucionalizada como método rotineiro ecoam na Assembléia e na sociedade. Homens e mulheres são assassinados diariamente, compondo centenas de homicídios por todo o Estado.

Em Pedrinhas, quase que mensalmente, pessoas cumprem uma estranha pena de decapitação. Não, isso não é normal. Em um mês tão especial, lembremos que Cristo evitou que “criminosos perigosos” fossem torturados e mortos. “Quem nunca errou, que atire a primeira pedra…” Recuso-me a ver a repetição desses acontecimentos como “normais” ou “fatalidades” (briga de bandidos…). Recordo Hannah Arendt, referindo-se ao nazismo, falando da “lição que este longo curso da maldade humana ensinou – A LIÇÃO DA TEMÍVEL BANALIDADE DO MAL, QUE DESAFIA AS PALAVRAS E OS PENSAMENTOS.” (Por Por Flávio Dino)

Flávio Dino com Pelé e Cafu

Pele, Cafu, AldoO presidente da Embratur, Flávio Dino, participou nesta terça-feira (17) da abertura da exposição “Brasil, Um País, Um Mundo”, ao lado de diversas autoridades e das personalidades esportivas Cafu e Pelé. A exposição foi uma das selecionadas pelo Governo Federal em um edital de apoio a ações de promoção do Brasil.

O capitão do pentacampeonato de 2002, Cafu, aproveitou seu discurso para agradecer a Flávio Dino pela ajuda desde o início da empreitada. “Quero agradecer Dino pelo apoio essencial para a realização da exposição”, afirmou.

“Brasil, Um País, Um Mundo” vai rodar as 12 cidades-sede da Copa do Mundo, a começar pela capital federal, onde ficará até 19 de janeiro no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

“O projeto destacou-se pela qualidade, amplitude e visão da Copa a partir do Brasil e do mundo. A exposição é um orgulho para todos que apoiaram essa iniciativa. Que ela ajude a divulgar no Brasil a maior festa do esporte do planeta, o maior momento de confraternização, que é a Copa do mundo de futebol”, disse  o ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

A exposição traz objetos relacionados com todas as Copas do Mundo que o Brasil venceu, como a famosa camiseta usada pelo capitão Cafu no dia em que ergueu a taça, com a inscrição “100% Jardim Irene”, bairro onde cresceu na cidade de São Paulo.

Liderança também entre eleitores de todos os presidenciáveis

size_590_dilma-e1301425526227A maioria dos eleitores de Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) também votarão em Flávio Dino (PCdoB), é o que mostra o cruzamento dos dados da pesquisa Amostragem/JP divulgada no dia 1º de dezembro.

Os dados divulgados pelo Jornal Pequeno em relação à última pesquisa eleitoral que abrangeu 40 municípios de todas as regiões do Maranhão mostram que, entre os eleitores de Dilma Rousseff, Flávio Dino tem 56,12% dos votos. Ele é seguido pelo pré-candidato do grupo Sarney, Luis Fernando (PMDB), que receberia 17,17% dos votos destinados a Dilma Rousseff. Neste cruzamento, Eliziane Gama (PPS) teria 7,52% entre eleitores desse setor. Brancos e nulos somam 5,16% e não sabem/não responderam, 14,03%.

Entre os eleitores do tucano Aécio Neves, Flávio Dino também tem a preferência da maioria. O pré-candidato do PCdoB teria 59,49% dos votos maranhenses destinados a Aécio Neves; Luis Fernando, 13,29% e Eliziane Gama, 8,86%. Brancos e nulos (7,59% e não sabem/não responderam, 10,76%). Quando são analisados os eleitores de Eduardo Campos, a diferença amplia em relação aos demais presidenciáveis. Neste setor do eleitorado, Dino possui 60,68% de preferência contra 17,95% de Luis Fernando Silva e 13,68% de Eliziane Gama. Brancos e nulos são 2,56% deste segmento e não sabem/não responderam, 5,13%.

Este cruzamento parte de um resultado geral apresentado pelo Jornal Pequeno na edição do dia 1º de dezembro. Na disputa pelo governo do Estado, a pesquisa apontou que Flávio Dino lidera a disputa com 55,85% das intenções de voto, seguido de Luís Fernando com 16,54%. Eliziane Gama apareceu com 8,15% das intenções de voto. Nulos e brancos somam 5,77% e não sabe/não quis responder 13,69%. O Instituto Amostragem entrevistou 1.300 eleitores em todas as regiões do estado, passando por 40 municípios. A margem de erro é de 2,66 pontos percentuais para mais ou para menos.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo