Esta semana, o governador Flávio Dino deu demonstrações importantes de políticas públicas voltadas para o renascimento do Centro Histórico de São Luís ao inaugurar o Museu do Reggae e o Casarão Tech Renato Archer. Além de fomentar a cultura na área, o governo do Estado está investimento na revitalização de casarões históricos, praças e ruas que outrora foram as principais da cidade.

Historicamente, os centros foram abandonados por uma concepção urbanística equivocada, marcadamente do século XX, um fenômeno global, não só brasileiro. Muitas cidades do mundo conseguiram revalorizar e não abandonar suas regiões centrais, algumas cidades brasileiras também obtiveram êxito nisto. Como o caso de Recife que, com o polo tecnológico, fez o porto digital e com isso garantiu a valorização do seu Centro Histórico.

Em São Luís, Flávio Dino tem trabalhado, em parceria com a Prefeitura de São Luís, Iphan e empresas como a Vale, pela requalificações de casarões históricos que antes estavam abandonados e hoje abrigam importantes equipamentos, como museus, escolas, entre outros.

Com o declínio do centro de São Luís de uma forma geral, sobretudo o histórico, nos últimos 20 anos, o abandono tomou conta de uma região rica em cultura e diversidade. Diante deste cenário, Flávio Dino tem investido na região, valorizando espaços públicos e levando vida novamente ao centro, com a realização de vários eventos culturais e reforço da segurança para o combate da violência, uma das principais causas do afastamento da população.

Com políticas sérias e comprometidas, Flávio Dino vai fazendo renascer a área mais bonita e histórica da cidade de São Luís.


Página 1 de 11