24
set
2015

Fernando Furtado: “Esses Antropólogos metidos a estudiosos gostam muito é de fumar maconha”

E se os leitores deste blog pensam que acabaram as asneiras proferidas pelo primeiro suplente de deputado estadual Fernando Furtado(PCdoB), durante uma Audiência Pública no município de São João do Caru, precisam ouvir o que vem a seguir.

No mesmo discurso em que chamou os indígenas de “veadinhos” e “boiolas” e sugeriu que eles morressem de fome porque “não conseguem trabalhar”, o parlamentar atacou também a Igreja Catóica, e agora diz que “antropólogos que são metidos a estudiosos, são muito bom é de fumar maconha.”, Confira no trecho abaixo:

ÁUDIO nº 06:

“Esses antropólogos que são metidos a estudiosos, e me desculpa a companheira Cláudia [Ada] que já passou lá pela FUNAI, mas esses Antropólogos são muito bom de fumar é maconha com índio, é isso que eles são bom. E depois de tá muito doidão ai faz esses laudos muito doidão, essa é a grande verdade. Ai vem pra cá com história de desapropriar 150 mil hectare de terra pra dar pra índio fazer ‘indinho’, pra índio procurar índia para namorar, pelo amor de Deus, isso é falta de respeito com a sociedade.”

Antropólogo 

size_810_16_9_deputado-estadual-fernando-furtado-pcdob-ma

Deputado Fernando “Surtado”, acha que Antropólogo só sabe fumar maconha.

Certamente o parlamentar insensato, despreparado e incauto não tem conhecimento do importante papel do Antropólogo  na sociedade. É o profissional responsável por estudar o homem e suas interações com a sociedade. Um Antropólogo analisa o ser humano como um ser biológico, social e cultural, organizando as áreas do conhecimento antropológico, segundo aspectos sociais, políticos e culturais.

Está sob as responsabilidades de um Antropólogo fazer publicações de artigos sobre temas da atualidade, culturais ou artísticos em revistas especializadas ou para institutos e universidades, ministrar aulas em ensino médio e superior, nas faculdades de publicidade e propaganda, jornalismo, relações públicas, psicologia, ciências sociais, antropologia, história, entre outras, orientar alunos em teses de mestrado e doutorado e elaborar análises sócio-culturais para órgãos públicos, empresas e entidades não governamentais.

2 Comentários

  1. maria disse:

    Pior de tudo é que esse “cidadão” é pago com o dinheiro público para falar tanta asneiras eu acho que o lugar dele deveria ser numa cocheira.

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo