14
nov

Esposas de vereadores recebem como supervisoras e professoras fantasmas em Araguanã

Todas recebem salário de R$ 3.600,00 para exercer função nas escolas do município, mas não trabalham é tudo de fachada.

sss

José Joaquim, Wilcks Abreu, José Tomaz (Zequinha), com suas respectivas esposa na folha: Ana Regina, Thamyris Miranda e Maria Joelma.

Dos nove vereadores do município de Araguanã, pelo menos cinco possuem parentes na folha de pagamento do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), da prefeitura administrada por Valmir Belo Amorim, do PL.

O Blog do Domingos Costa fez a primeira denúncia no inicio desta semana no post “Prefeitura de Araguanã usa recursos do Fundeb para pagamento de funcionários fantasmas”.

Nesta nova postagem o destaque fica por conta das esposas, uma filha e um indicado dos parlamentares de apoio ao governo municipal.

A base de dados para as informações deste post é a folha de pagamento do Fundeb de dezembro de 2017 e agosto de 2016, conforme cópia abaixo.

De acordo com apuração do Blog, os vereadores José Joaquim da Silva Brasil, Wilcks Abreu da Silva, José Tomaz Campos (Zequinha), Rosinaldo Sousa Morais e Antonio Lau de Araujo possuem, cada, uma pessoa de sua confiança recebendo dinheiro público sem efetivamente trabalhar. O ‘gordo’ salário é de R$ 3.630,00 direto na folha de pagamento destinado ao pessoal da Educação.

Na lista, aparecem Ana Regina Brasil de Melo, esposa do vereador Joaquim Brasil; Thamyris Miranda de Melo, esposa do vereador Wilcks e Maria Joelma Ferreira Sousa, esposa do vereador José Tomaz.

Sabriny Richelle Costa Moaraes é outra que consta na folha, ela é filha do vereador Rosinaldo Sousa Morais; Outro parlamentar que também possui pessoa na folha é Antonio Lau de Araujo, o indicado do vereador: Iuvane Pereira da Silva.

Todas as indicações dos vereadores são funcionários fantasmas, conforme documento que o Blog do DC teve acesso com exclusividade. No entanto, não se sabe ao certo qual o valor total do prejuízo aos cofres públicos, vez que somente a partir de uma investigação será possível identificar o exato período que cada um consta nas folhas de pagamento.

Sabriny Richelle e Iuvane Pereira , filha e indicação de vereadores também para receber da Educação sem trabalhar.

Na denúncia protocolada no Gaeco, na PF e na Seic, pelo professor Edson Helli da Silva, ele comprovando documentalmente que existem cerca de 70 funcionários, que constam na folha de pagamento do Fundeb, como professores, coordenadores e supervisores, entretanto, não trabalham na função para qual recebem dinheiro público.

Na verdade, todos possuem atividades particulares, a exemplo de Nertan Rodrigues Chaves Silva e Cleiton Monteles Reinaldo que são motoristas do prefeito Valmir Amorim e estão na folha recebendo como professores.

– Abaixo a folha de pagamento do Fundeb de Araguanã do mês de dezembro de 2017 e de agosto de 2016.

– LEIA TAMBÉM:

– Prefeitura de Araguanã usa recursos do Fundeb para pagamento de funcionários fantasmas

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894
Celular: (98) 98160-1081

RÁDIO TIMBIRA

https://www.ma.gov.br/wp-content/uploads/2018/07/Timbira-Banner-player-2018.gif?w=700

Publicidade