16
abr
2016

Escola pública em Raposa suspende aulas após assalto dentro de salas

Caso aconteceu na quarta-feira, dia 13, quando três criminosos invadiram o colégio e assaltaram os professores enquanto eles estavam nas salas de aula; polícia já está investigando o caso, mas até o momento ninguém foi preso

13020196_796977403767083_1894379716_n

O caso foi publicado com exclusividade pelo blog do Domingos Costa.

Em pleno horário de funcionamento, uma escola é invadida por criminosos e os professores são assaltados, nas salas de aula, enquanto ministram conteúdo para seus alunos. A situação aconteceu na quarta-feira, dia 13, na Unidade Escolar São João, localizada em Raposa, Região Metropolitana de São Luís, e desde então o colégio está sem aulas.

O caso foi publicado com exclusividade pelo blog do Domingos Costa lembre no post: “Assaltantes invadem escola e fazem ‘raspa’ nos professores em plena sala de aula“.

De acordo com publicação do Portal Imirante, Os três criminosos invadiram a escola por volta de 8h30. Eles escalaram uma árvore em um terreno baldio situado ao lado da escola e em seguida pularam para dentro da unidade de ensino. O muro baixo do colégio facilitou a invasão.

Terror Um dos criminosos estava com uma arma de fogo e rendeu o vigia da unidade de ensino, que não estava armado. Em seguida, iniciou o assalto aos professores, juntamente com os outros bandidos.

Os professores estavam dentro das salas de aula quando foram surpreendidos pelos criminosos. Os docentes tiveram dinheiro, joias, celulares e outros objetos de valor levados pelos assaltantes. Nenhum material pertencente à unidade de ensino foi levado.

“Todos ficaram apavorados com a situação, inclusive as crianças e seus pais”, relatou Maria de Lourdes da Silva, gestora da unidade de ensino. Após o delito, os criminosos fugiram sem serem identificados.

Localizada na Rua São Bernardo, na Vila São João, em Raposa, a unidade de ensino funciona nos períodos matutino e vespertino e oferece ensino fundamental e educação infantil para 120 estudantes da região. A gestora da escola informou que a Prefeitura de Raposa já foi informada sobre o caso e está planejando o reinício das aulas.

Insegurança Essa foi a primeira vez que a Unidade Escolar São João foi invadida por criminosos. No entanto, os moradores da região alegaram que há muito tempo convivem com a falta de segurança na região.

saeada

Bandidos usaram árvore que fica próximo ao muro para invadir durante horário de aula.

Investigação De acordo com o coronel Alexandre, comandante do 13º Batalhão de Polícia Militar (13º BPM), o Serviço de Inteligência (SI) já está em busca dos ladrões que invadiram a escola. Além disso, ela chamou atenção para a necessidade do reforço da vigilância nas escolas para impedir situações como a que aconteceu com a Unidade Escolar São João.

A Prefeitura de Raposa foi contatada, mas não se posicionou sobre o fato até o fechamento da edição impressa.

Número 120 é a quantidade de alunos matriculados na escola

Solidariedade –  Sobre a invasão da escola, a Associação Representativa dos Servidores Municipais de São Luis, São José de Ribamar, Raposa, Paço do Lumiar, Rosário e Bacabeira (Asismu) e o Sindicato dos Servidores Municipais da Raposa (Sismu) divulgaram uma nota de solidariedade aos professores e servidores que trabalham na Unidade Escolar São João.

A nota afirma que essa era uma realidade constante para os trabalhadores da educação em Raposa e para os estudantes, que são submetidos a uma rotina em que é gritante falta de segurança. De acordo com as entidades que divulgaram a nota, há casos de escolas que não têm cadeados e outras situações que mostram o descaso da atual gestão com a questão da segurança nas escolas da rede municipal de ensino.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade