29
jun

Enfim, uma eleição disputada em São José de Ribamar…

Vice que assumiu devido a renúncia de Luis Fernando terá três fortes concorrentes à prefeitura ribamarenhense.

Em 2020, os candidatos consolidados em Ribamar são: Eudes, Beto, Julinho e Jota Pinto...

Em 2020, os candidatos consolidados em Ribamar são: Eudes, Beto, Julinho e Jota Pinto…

A eleição municipal visando a prefeitura de São José de Ribamar promete ser a mais disputada dos últimos anos, e por tabela, a mais acirrada da Região Metropolitana.

Até agora, existem três candidatos bastante competitivos para tentar suceder o prefeito Eudes Sampaio (PTB), vice que assumiu devido a renúncia de Luis Fernando Silva, em março de 2019.

Beto das Vilas (Republicanos), Dr. Júlinho (PL) e Jota Pinto (PDT) são os que se colocam à disposição do povo ribamarense. Embora Tiago Fernandes, ex-secretário municipal de Saúde tenha pedido desincompatibilização do cargo para disputar as eleições deste ano, ele não irá concorrer a prefeitura.

Pode parecer o contrário, mas as eleições em Ribamar já foram muito acirradas, o que contrasta com os resultados das urnas nos últimos anos no município balneário.

– Histórico desde 1996

O Blog do Domingos Costa fez um recorte das eleições nos últimos 20 anos na cidade e constatou que existiu disputa no qual a vitória se deu por uma minuscula diferença, de menos de 200 votos do primeiro para o segundo colocado.

Em 1996 o hoje falecido José Câmara Ferreira (Jota Câmara) venceu com 9.189 votos o candidato João da Silva Santigo Filho, que obteve 5.998.

Na corrida eleitoral de 2000, a diferença de votos do primeiro para o segundo foi de apenas 182 votos. Na época, Jota Câmara se reelegeu com 14.755 votos, contra 14.575 de Júlio César de Sousa Matos, o Dr. Julinho.

– Era Luis Fernando 

Em 2004, começou a “era Luis Fernando” na cidade que carrega o nome do padroeiro do Maranhão. O amigo do então governador do Maranhão, José Reinaldo Tavares e frequentador da cozinha da ex-governadora Roseana Sarney, venceu pela diferença de 875 votos. Luis Fernando Silva teve 19.377 votos, o segundo colocado, Dr. Julinho obteve 18.502.

Daí em diante parou o acirramento das eleições no município…

Já em 2008, a eleição foi por W.O (disputa de único candidato); Luis Fernando foi reeleito com o indeferimento da candidatura do Dr. Julinho, o qual os votos sequer apareceram nas urnas. O gestor ribamarense apareceu com 37.012 mil votos, com Gil Cutrim como vice-prefeito.

Na eleição de 2012, foi a vez do filho de Edmar Cutrim (Conselheiro do TCE-MA), vencer fácil Dr. Julinho. Gil consagrou-se com 47.688 votos, o segundo colocado obteve apenas 16.999.

E na última eleição, em 2016, na volta de Luis Fernando, Dr. Julinho novamente apareceu nas urnas com os votos zerados devido a problemas no registro da candidatura. De volta à prefeitura, L.F recebeu a maior votação da história de um prefeito ribamarense, 66.918 votos.

Agora, nesta eleição, o acirramento deve retornar em Ribamar…

1 Comentário

  1. Jacir disse:

    Só olhando as “caras” dos caras, já se percebe que estão bem intencionados.
    Mais uma vez, a população será açoitada, pra não dizer outra coisa.

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

blank

RÁDIO TIMBIRA

Rádio Timbira Ao Vivo