16
set
2021

VÍDEO: Em menos de um mês, mais uma manifestação na porta da prefeitura de Braide; agora de escolas comunitárias

O primeiro protesto, no último dia 11 de agosto, foi para cobrar repasses na área da Saúde; agora, servidores de escolas comunitárias pedem pagamentos na Educação.

Diretores, professores e funcionários de escolas comunitárias de São Luís fizeram uma manifestação na manhã desta quinta-feira (16) na porta da Prefeitura, na Praça Dom Pedro II, no Centro.

Com cartazes e muitos gritos, os membros das escolas comunitárias reclamaram de nove meses de salário em atraso por conta do prefeito Eduardo Braide (podemos) não ter autorizado o devido repasse às entidades.

“Elo, elo, elo, eu quero meu dinheiro… elo, elo, elo, eu quero meu dinheiro… elo, elo, elo, eu quero meu dinheiro”, esse foi o coro dos manifestantes na porta do Palácio de La Ravardière.

De acordo com os representantes das Escolas Comunitárias, são mais de 100 na mesma situação. Elas reclamam do atraso por parte da prefeitura no repasse de verbas públicas.

“O dinheiro está na conta da prefeitura, esse recurso veio rubricado do MEC e serve para as escolas comunitárias fazerem as manutenção e pagamento de professores.” (sic) explicou uma diretora que não quis se identificar ao Blog do Domingos Costa. 

Ainda de acordo com a representante, as entidades fizeram o cadastro do Ministério da Educação, colocam os nomes desses alunos no sistema, bem como a frequência escolar, no entanto, o dinheiro veio, só que ainda não chegou nas contas das escolas.

 

– Segunda manifestação 

Esse é o segundo manifesto na porta da prefeitura em menos de um mês. É que no último dia 11 de agosto, moradores de três bairros de São Luís realizaram um protesto no mesmo local cobrar do prefeito Eduardo Braide (Podemos) que reestabeleça os atendimentos de saúde no Projeto Viva Bem Mais, que contempla moradores dos bairros Turú, Divinéia e Vila Luizão.

O atendimento aos usuários dos serviços de saúde que tanto precisa, estão impossibilitados de acontecer devido a suspensão dos repasses da Prefeitura. O Núcleo de Saúde do Projeto Viva Bem Mais realiza todo mês mais de 5 mil atendimentos com 16 especialidades de saúde, assim como emprega 47 profissionais. Porém com a não renovação do convênio por parte da Prefeitura de São Luís, não é possível manter essa estrutura.


LEIA TAMBÉM:

– ACABOU A LUA DE MEL! Manifestação na porta da prefeitura de São Luís por conta do descaso de Braide com a saúde pública

– VÍDEO: Eduardo Braide bate recorde e se torna o prefeito mais rápido da história de São Luís a ser “enterrado” pela população

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade