Depois de prender o ex-presidente Lula antes mesmo da decisão de Sérgio Moro, em abril, a oligarquia agora ataca o PT através do editor do jornal o Estado do Maranhão.

Enquanto assopra com elogios públicos dos principais candidatos do clã nas redes sociais, o grupo Sarney morde o PT por meio do seu império midiático. Depois de prender o ex-presidente Lula antes mesmo da decisão de Sérgio Moro, em abril, a oligarquia agora ataca o PT através do editor do jornal o Estado do Maranhão.

O comandante do pasquim de José Sarney afirmou que o PT, partido de Lula, é inexistente no Maranhão. A atitude revela o grande incômodo que tem causado o apoio da legenda à reeleição de Flávio Dino.

Quando rezava na cartilha dos sarneyzistas, o PT era considerado um dos partidos mais fortes do Brasil. Agora que finalmente a sigla deixou de seguir os mandos e desmandos de José Sarney, começou a ser atacado de todas as formas pelos asseclas da oligarquia. Antes prestava, agora não presta mais na visão dos sarneyzistas.

Então tá!


Página 1 de 11