10
jun
2015

“É uma raia e não um tubarão” diz bióloga sobre peixe capturado

11130604_872169426196561_18593926_n (1)

O peixe capturado possui um prolongamento frontal repleto de dentes, chamado rostrum, utilizado para vasculhar o fundo do mar à procura de alimento ou golpear e empalar pequenos peixes

O post publicado abaixo: “Tubarão espadarte de 5 metros e 500 kg é capturado por pescadores de Raposa“, repercutiu grandemente entre Biólogos e Mestre em Biodiversidade e Conservação de todo o Estado.

Em contato com o blog, o Professor da UFMA – Universidade Federal do Maranhão, Jorge Nunes, fez importantes esclarecimentos à respeito do peixe capturado nas primeiras horas desta quarta-feira 10/06.

De acordo com o professor, não se trata de um tubarão, mas sim de uma espécie de arraia ou raia, conhecida como espadarte. O animal com mais de cinco metros e pesando entre 500 a 600 kg foi pescado na zona costeira do Município de Alcântara após ficar preso à rede de pesca.

Ana Paula Barbosa Martins, Bióloga e Mestre em Biodiversidade e Conservação, também fez alguns esclarecimentos ao blog, acompahe abaixo:

Olá, Domingos! Gostaria de fazer algumas considerações importantes sobre a matéria acima:

– O espadarte, peixe cartilaginoso da família Pristidae, na verdade é uma raia e não um tubarão.

– Não é agressivo e existem pouquíssimos registros de incidentes entre esses animais e seres humanos.

– Encontra-se em declínio populacional drástico no mundo todo, sendo considerado pela IUCN (International Union for Conservation of Nature) um animal criticamente ameaçado de extinção.

11390244_1596177320655102_5084999508123044320_n

Peixe foi retalhado e vendido pelos pescadores para comerciantes locais.

– A captura desse bicho e o comércio de sua carne, barbatanas e da espada são terminantemente proibidos no Brasil desde 2004 e, de acordo com as normas da CITES (Convention on International Trade in Endangered Species), também no restante do mundo.

– De acordo com as leis nacionais e internacionais de conservação, a ação desses pescadores foi totalmente irregular e deveria ser fiscalizada pelo IBAMA.

Saiba mais

À semelhança dos tubarões espadarte, a raia espadarte, grupo que existe até hoje, também possui um prolongamento frontal repleto de dentes, chamado rostrum, utilizado para vasculhar o fundo do mar à procura de alimento ou golpear e empalar pequenos peixes usados em sua dieta.

Esta nova espécie de raia possui farpas nos dois lados dos dentes, o que é uma característica nova para as formas extintas.

2 Comentários

  1. blank RAIMUNDO CALÇADA disse:

    Como sempre, os palhaços do Governo querendo aparecer. Foram multar o pecador por ele ter capturado o animal. Bando de safados, isso sim. E essa bióloga é formada a distância bem distante, só pode. Esse animal nunca foi arraia. É tubarão, sim. Volta pra estudar, colega!!!

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo