14
set
2016

Duarte Júnior multa empresa responsável por obras da BR-135 em R$150 mil

foto-2-handson-chagas-fiscalizacao-do-procon-nas-obras-da-br-135

Presidente do Procon fiscalizou obra de duplicação da BR-135 ainda no primeiro semestre…

Nesta terça-feira (13) a empresa responsável pelas obras de duplicação da BR-135 foi multada em R$ 150 mil por descumprir notificação expedida em julho. O Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão (Procon/MA) realizou nova fiscalização nas obras da BR-135 e, mesmo constatando avanços, multou a empresa que descumpriu a notificação que solicitava a apresentação de informações sobre o andamento da obra.

Como avanço, a equipe de fiscalização constatou que parte do trecho em Peris de Baixo já conta com a primeira camada de pavimentação, e as máquinas prosseguem em intenso trabalho de readequação da margem da antiga rodovia e construção da nova.

Segundo o presidente do Procon, Duarte Júnior, embora o acompanhamento de obras públicas caiba ao Ministério Público, o excessivo atraso na entrega da BR-135 tem causado prejuízos às relações de consumo no Maranhão. “São Luís é a única capital do país que tem somente uma via precária de acesso. Isso encarece os produtos, aumenta os fretes, causa atraso nas entregas e ainda põe em risco a vida dos cidadãos que precisam trafegar por ela. O objetivo do governo do Estado é acompanhar de perto essas ações e cobrar os órgãos competentes”, destacou.

Em notificação expedida há dois meses, o Procon solicitou do consórcio justificativa para o atraso da obra e previsão de término. Em sua defesa escrita, a empresa não apresentou os dados solicitados e, portanto, foi multada por crime de desobediência, como prevê o artigo 33 Parágrafo 2° do Decreto Federal n° 2.181, e o artigo 330 do Código Penal.

Após ter seu recurso indeferido, a empresa tem mais 10 dias para apresentar a informações solicitadas, que serão reunidas em relatório para subsidiar a ação do Ministério Público Federal junto ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Caso contrário, a multa de R$ 150 mil será mantida e a empresa será inscrita na Dívida Ativa do Estado.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade