24
jun
2017

Dono de empresa que vendeu notas frias em Cachoeira Grande é sócio de Sérgio Frota na HCG

Deputado estadual admite ser sócio de acusado, mas diz “causar espécie” o fato de um dos melhores analistas de sistema do Maranhão estar envolvido com venda de notas fiscais frias.

Empresa de Frota tem sócio envolvido em desvio de recursos públicos por meio de notas fiscais frias…

A prisão da organização criminosa que durante anos desviou milhões da prefeitura de Cachoeira Grande, realizada nesta sexta-feira (24) pela Polícia Civil do Maranhão, revelou que um dos canais de escoamento de dinheiro público era a empresa Habitat LTDA, pertencente ao analista de sistema Cesar Roberto Mendes Ahid.

Apuração do Blog do Domingos Costa, mostra que o empresário das ‘notas frias’ também é sócio do deputado estadual Sérgio Frota (PSDB), presidente do Sampaio Correia.

Frota e Ahid, além de mais uma terceira pessoa identificada como Genésio Bertraid Neto, formam o quadro de sócio da HCG, empresa de sistemas corporativos, localizada na Rua dos Abacateiros nº 10, bairro do São Francisco em São Luís.

Entretanto, ouvido pelo blog, o parlamentar diz que não sabia da atuação de Cesar com uma empresa de fachada na gestão do ex-prefeito de Cachoeira Grande.

“Me causa espécie essa situação, não sabia que ele tinha essa empresa, o Cesar é sócio da HCG desde 1988, tem uma vida discreta e é excelente profissional, extremamente inteligente”, afirmou o deputado.

Frota, que se disse surpreso, ainda considerou Cesar Ahid um dos melhores analistas de sistema do Maranhão, mas avaliou que se ele cometeu alguma ilicitude “terá que responder pelos seus atos”. Completou.

Ouvido pelo blog, o delegado Ricardo Moura, da Superintendência Estadual de Combate à Corrupção (Seccor), disse que não houve pedido de prisão de Cesar Ahid, pelo menos nesse momento, porque tanto ele como Alexandre Simão Abreu, dono da A. S. Abreu, colaboraram muito com as investigações.

“Inclusive, foram eles que forneceram o caderno de anotações das propinas, importante prova material da apuração desse caso”, afirmou o delegado que também explicou o fato da prisão ter efeito de ajudar nas investigações que agora continua em nova fase.

– Mudou seu objeto social

Habitat LTDA, de Cesar Ahid, desviou milhões em Cachoeira Grande.

A Habitat LTDA, com capital social  de R$ 150 mil, possui endereço de fachada na Rua Sete nº 09, quadra 04, bairro do Vinhais em São Luís. Além de Cesar Ahid possui também como sócio Celson Raposo de Campos Filho.

Em um dos contratos investigados pela equipe da Seccor e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público, no valor de R$ 3 milhões, verificou-se que, pouco antes da licitação, a Habitat mudou seu objeto social, pois atuava prestando serviços para condomínios, o que levantou desconfiança por parte da Gaeco.

– Envolvidos 

Na operação deflagrada ontem(23), foram presos o ex-prefeito Cachoeira Grande Francivaldo Vasconcelos Sousa e seu filho Alexandre Vasconcelos Oliveira Souza. Já Gustavo Vasconcelos Oliveira Souza, sobrinho do ex-gestor e filho do ex-deputado Pedro Vasconcelos, e o contador Pedro Henrique Silva dos Santos, estão foragidos.

2 Comentários

  1. blank Joao da Elza disse:

    O fato de ele ser um bom analista de sistemas, não valida o fato de ser corrupto.
    Ele trabalha na saude com a irma graça ahid e é tio do analista do caso sefaz. O Alexandre Leda tambem trabalha na saude.
    Ai tem treta. Como esse deputado nao sabe que o socio dele tem outras empresas?

  2. blank Ismael disse:

    Isso aí só pode ter treta da grossa, botem quente ministério público, isso é uma quadrilha. Apareceu a margarida!!

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo